‘Lembra dele no Vasco?’ – Borçato



Borçato, com a camisa 7, e sua estreia pelo Vasco (Foto: reprodução internet)

Borçato, com a camisa 7, e sua estreia pelo Vasco (Foto: reprodução internet)

Aproveitando o confronto deste sábado entre Vasco e ABC, pela Série B do Campeonato Brasileiro, o “Lembra dele no Vasco?” de hoje relembra a passagem pela Colina de um jogador que defendeu as duas equipes.

Borçato teve uma rápida passagem pelo Vasco, porém, mesmo em pouco tempo, conseguiu ter o seu “destaque”. O jogador, que disputou apenas 7 partidas pela equipe, chamava a atenção pela sua cara de mau e sua vontade em campo. Ainda que muitas vezes excessiva, fazendo jus a fama de violento.

O volante foi expulso logo em sua estreia na equipe vascaína, um belo cartão de visitas do cabeça de área. Mas o que ficou gravado mesmo na memória do torcedor vascaíno foi a briga com Edmundo em um treino, que acabou resultando em seu afastamento do elenco.

O jogador atuou ainda por Capelense, Novorizontino, Central, ABC, Treze, Náutico – onde viveu sua melhor fase -, Sport, Bangu, Atlético-PR, Braga-POR, Ferroviária, Madureira, Bangu, Cabofriense, Sampaio Corrêa e Estrela do Norte.

FACEBOOK – https://www.facebook.com/BlogDoGarone
TWITTER – https://twitter.com/BlogDoGarone

FICHA DO JOGADOR
Jorge Henrique Pereira Borçato
volante, 21/07/1961, Rio de Janeiro

PELO VASCO
1996 – 7 jogos – 0 gols

ESTREIA DE BORÇATO NO VASCO:

Vasco Da Gama 1 x 1 Grêmio (RS)
Data: 01/10/1996
Campeonato Brasileiro
Local : Estádio De São Januário (Rio De Janeiro – RJ)
Arbitro : Oscar Roberto De Godoy
Público : 9.010
Gols : Pimentel (Vasco 40/2ºT) e Paulo Nunes (Grêmio 48/2ºT)
Expulsão : Borçato (Vasco)

Vasco – Caetano, Pimentel, João Luís, Alex, Cássio, Luisinho, Borçato, Juninho (Macedo), Válber (Ranielli), Edmundo e Toninho (Sídney) Técnico : Alcir Portella

Grêmio – Danrlei, Aílton, Mauro Galvão, Adílson, Roger, Dinho, Luís Carlos Goiano, Émerson (Zé Afonso), Carlos Miguel, Paulo Nunes e Saulo (Rogério) Técnico : Luís Felipe Scolari



MaisRecentes

Vasco ainda procura o substituto de Douglas Luiz



Continue Lendo

Próximos seis jogos podem definir o destino do Vasco no Brasileiro



Continue Lendo

As mãos invisíveis



Continue Lendo