Jorginho pode quebrar tabu no Vasco que já dura desde 2009



Jorginho chegou ao Vasco em agosto de 2015 (Foto: Wagner Meier/Lancepress)

Jorginho chegou ao Vasco em agosto de 2015 (Foto: Wagner Meier/Lancepress)

Eurico Miranda se manifestou publicamente, nesta terça-feira, a respeito da atual situação da comissão técnica do Vasco, questionada nos últimos meses por conta da queda no rendimento e dos resultados da equipes. Na coletiva, o presidente vascaíno confirmou a permanência de Jorginho no comando da equipe pelo menos até o fim do ano.

Caso isso realmente ocorra, será o primeiro treinador a iniciar e terminar uma temporada pelo Cruz-Maltino desde Dorival Júnior, em 2009. Desde então, o clube sempre teve mais do que um técnico na posição durante o ano.

2009 – Dorival Júnior
2010 – Vágner Mancini/Celso Roth/PC Gusmão
2011 – PC Gusmão/Ricardo Gomes/Cristóvão Borges
2012 – Cristóvão Borges/Marcelo Oliveira/Gaúcho
2013 – Gáucho/Paulo Autuori/Dorival Júnior/Adílson Batista
2014 – Adílson Batista/Joel Santana
2015 – Doriva/Celso Roth/Jorginho
2016 – Jorginho



  • Dirceu

    A esta altura do campeonato, ficaria complicado mandar-se embora o técnico do Vasco.
    Mas é bom que se diga que ele já fez tudo para merecer uma justa causa.
    Depois de um ano, o time apresenta um futebol medíocre e não consiguimos formar a base para 2017.
    Não temos um padrão de jogo consistente, e com esse nosso futebol não conseguimos vencer, nem os últimos colocados na tabela dessa ordinária série B.
    Jogamos no lixo um ano inteiro e, como disse, não conseguimos formar nem criar nada de positivo. Podemos dizer que estamos minimamente preparados para 2017 e para extirpar a maldição do rebaixamento? Obviamente, não.
    Assim, o que esperávamos do Jorginho, ele não nos entregou. Como em qualquer empresa administrado de forma profissional, ele tem que ser substituído ao final deste ineficiente exercício, aconteça o que acontecer.

MaisRecentes

Vasco regulariza jogadores que retornaram de empréstimo



Continue Lendo

Wagner, Evander e a ‘reaproximação’ do Vasco com o futebol



Continue Lendo

As gratas surpresas de Cristóvão no Vasco



Continue Lendo