A inversão de Zé Ricardo



Zé Ricardo tem feito um bom trabalho de reconstrução do Vasco (Foto: Jorge Rodrigues/Eleven)

Martín Silva, Yago Pikachu, Erazo, Ricardo Graça e Henrique; Desábato, Wellington, Wagner, Evander e Paulinho; Andrés Ríos.

Zé Ricardo usou exatamente esta mesma escalação nas duas partidas da 2ª fase da Libertadores, contra o Universidad Concepción. Porém, com uma pequena alteração entre o primeiro e o segundo jogo: a inversão de lado de Wagner e Paulinho.

Pode parecer apenas um detalhe, mas fez toda a diferença no duelo de São Januário.

Com um canhoto na esquerda e um destro na direita, os jogadores tiveram mais facilidade para fazer jogadas de linha de fundo, cruzando bolas saindo da linha do goleiro. E foi exatamente assim que nasceram os dois gols vascaínos: de Wagner para Paulinho, no primeiro tento, pela esquerda, e do jovem para Pikachu, no segundo, em jogada trabalhada no lado oposto.

Quando atuam de pé trocado – o destro na esquerda e o canhoto na direita -, a tendência é que estes jogadores busquem o corte para o meio e a finalização com a perna boa, ou então um cruzamento mais fechado, em direção ao gol, como foram os dois de Rildo, por exemplo, que resultaram no tento de Pikachu, no Chile, e um contra, sobre o Volta Redonda, no Carioca.

Ambos, porém, ajudados por falhas individuais dos defensores.

Não dá para contar com estes erros sempre, é preciso construir com mais eficiência. E foi o que fez o Vasco com as mudanças de seu treinador. Antes do primeiro gol, com passe de Wagner para Paulinho, o meia havia levantado duas bolas para a área, pelo lado direito, de perna invertida, em cobranças de falta. Todas nas mãos do goleiro. No primeiro cruzamento pela esquerda, gol.

Se foi uma opção definitiva ou algo apenas para o duelo com o Concepción, só descobriremos no decorrer dos próximos jogos. Mas uma coisa ficou clara: Zé tem conseguido dar opções e variações a um time que até pouco tempo passava mais por um desmanches do que por uma reconstrução.



MaisRecentes

Jorginho teve um dos piores aproveitamentos de um técnico do Vasco nesta década



Continue Lendo

A vitória amarga



Continue Lendo

Sub-20: Vasco contrata atacante do Cruzeiro; zagueiro renova



Continue Lendo