Há ‘Salles’ que vêm para o bem!



Anderson Salles balançou as redes duas vezes (Foto: Wagner Méier/LANCE!Press)

Anderson Salles balançou as redes duas vezes (Foto: Wagner Méier/LANCE!Press)

A atuação do Vasco foi tão ruim, ou pior, que o trocadilho do título – que me perdoem os leitores. Ainda assim, venceu. Eita timinho safado que adora deixar as coisas para serem resolvidas no fim… Haja sofrimento!

O jogo era ideal para que os jogadores que não vêm atuando,  mostrarem o seu futebol. Não o fizeram. À exceção de Lucas e Anderson Salles, os melhores em campo, mais ninguém mostrou estar afim de brigar por uma das vagas entre os titulares.

Nei não produziu nada e ainda sofreu na marcação. Lorran até que criou, mas errou todos os cruzamentos que fez. Victor Bolt mostrou um futebol bem parecido com o de Sandro Silva, com dribles desnecessários e muitas vezes se embolando com a bola. De diferencial, apenas a perna utilizada, nesse caso a canhota.

Mosquito mal tocou na bola, apesar de ter feito algumas boas tabelas com Lorran. Thalles tocou nela, mas mostrou extrema deficiência para domina-la. Para alguém que era visto como promessa e com futuro no exterior, precisa evoluir MUITO. Principalmente nos fundamentos mais básicos, como domínio, passe e colocação.

Se ainda havia alguém que cobrava a entrada de Montoya no time, o colombiano fez questão de reduzir ainda mais essa onda. Afobado e atrapalhado, conseguir entrar no intervalo e só ser notado após sua expulsão infantil, aos 32 minutos do segundo tempo.

Rafael Silva e Yago também entraram no decorrer do jogo e mostraram porque são pouco aproveitados. Contra o penúltimo colocado do Carioca, tiveram muitas dificuldades para superar seus adversários e, principalmente, levantar a cabeça antes de passar.

Foram erros primários da equipe. Coisas que se esperam de atletas da base, não de profissionais.

De positivo, além dos três pontos, a excelente atuação de Lucas no meio-campo vascaíno, marcando, fazendo a ligação e ainda aparecendo muito bem à frente, principalmente nas jogadas aéreas. Mas quem decidiu mesmo foi Anderson Salles.

A lesão de Luan, obviamente, foi uma grande perda para a equipe, mas abriu espaço para Salles mostrar seu futebol. Dos males, o menor.

Defensivamente, ainda tem problemas nas bolas alçadas, principalmente por não ser tão alto quanto seus companheiros. Em contra-partida, mostrou que pode ser muito útil nas cobranças de falta, além de ser um bom substituto. Precisaremos de elenco – como precisamos nesta quinta-feira – durante a temporada.

Se não fosse ele hoje…

Há ‘Salles’ que vêm para o bem!

Saudações vascaínas! /+/

FACEBOOK – https://www.facebook.com/BlogDoGarone
TWITTER – https://twitter.com/BlogDoGarone



  • Vocês que assinam esse BLOG,parece que se esquecem que por maior e mais tradição que o clube tenha;sempre vai encontrar dificuldade contra qualquer time e que mesmo um time pequeno pode dificultar ou mesmo vencer o de maior investimento e mais tradição;afinal nenhum clube combina resultado;digo isso porque só se existisse combinação de resultado é que se poderia ter certeza de que o resultado seria favorável e o time poderia cantar vitória antes do jogo.Nos dias de hoje,não existe mais time que se possa ter certeza de que a vitória estaria garantida,isso porque todos os times (por menor que sejam)se preparam e dentro de sua realidade,procuram enfrentar os chamado times grandes de igual para igual e muitas vezes conseguem e até ganham jogos.

  • Marlon

    Foraaa Nei, Guinazu, Rafael Silva, Montoya e Bernardo!!! Lorran, Indio, Mosquito Devem voltar pra base!!! TITULAR BASE Martin; Madson; Luan; Rodrigo; Chris; Lucas; Julio; Marcinho; Emanuel; Dagol e Gilberto. RESERVA BASE Jordi; Salles; Aislan; D.Silva; Bolt; Serginho; Jhon Cley;Henrique; Rozen; Marquinhos e Thalles.

    • Marco

      Desculpe, mas ser primo do Messi nao e quesito para ser titular do Vasco. Se o Max ja nao e essas coisa, o que dizer do Emanuel. Para mim serve para compor banco (so espero que tenha sido barato). Gosto da ideia do Lucas desde quando o Guina estava machucado. Sabemos que nao vao trocar um pelo outro, a nao ser quando o Guina estiver fora (por enquanto a uma media de cada tres partidas – 3×1). Marcinho de volta, apenas se recuperado do habito de chegar atrasado em todas as jogadas, seria excelente. Gostaria de ver Thalles, Gilberto, e Dagoberto juntos uma vez que fosse, com o John Cley no time tambem. Assim sendo, teriamos: Martin S., Madson, Luan, Rodrigo, e Christianno; Serginho, Lucas, e Julio dos Santos; Thalles, Gilberto, e Dagoberto.

  • Belo texto, como a maioria dos seus textos reflete muito a situação do Vasco. O Vasco tem um banco que em base é de um time de serie b de carioca, e foi exatamente o que essa partida pareceu, não houve chances criadas apenas bolas paradas, e esse thalles quando surgir uma proposta, pode vender, muito fraco deve estar andando muito com o Bernado, o que vale agora é a vitoria, mas ainda há muito para melhorar se quisermos disputar alguma coisa além do carioca!

  • Marco

    Tudo bem que a beleza do futebol esta exatamente no fato de nao haver certeza de prognostico, mas espera-se mais de um time com a historia do Vasco, mesmo com todos os desfalques (8), algo melhor deveria ter sido apresentado, ainda mais diante da fragilidade do adversario. Concordo com a materia, os jogadores que entraram nao souberam aproveitar a oportunidade. Ja pelo Doriva, nao entendi, mas pagou o preco pela substituicao do John Cley, que mesmo mal, se ainda estivesse em campo quando da expulsao do Yago do Boavista, e mesmo depois com a do Montoya, seria excelente pela abertura dos espacos. Trocar o Volt pelo Montoya no intervalo, adianta-lo, e puxar o Julio dos Santos, foi ate uma boa ideia, nao fosse a estupidez do Montoya que se entregou numa expulsao idiota por dois amarelos em apenas 33 minutos de jogo, pouco depois de conseguirmos a vantagem numerica pela expulsao no Boavista. Tirar o Mosquito para botar o Yago, contando com a velocidade desse contra o Yago do Boavista, tambem foi uma boa, tanto e que provocou a expulsao no Boavista. Ate que resolveu tirou o John Cley para botar o Rafael S. Quem e que ele esperava usar para fazer os lancamentos, ou ate tentar pensar o jogo, o Montoya expulso 5 minutos depois, ou o Julio dos Santos jogando atraz?

  • sergio

    A triste realidade é que com esse time só vamos ganhar do fluzinho. Mais um ano sem sequer um mísero título e lutando para não cair pra segunda pela terceira vez.

  • O que tenho para falar e de um torcedor apaixonado, nao tou aque pra criticar. O vasco jogando beim ou jogando mal, esta acima, importante,foi a intrega, a reaçao apos o gol levado. acredito que so jogara beim quando o time jogar, com . Martins silva, madson, luan rodrigo, cristhiano, guinazu, lucas, julio, thales dagol gilberto. saudaçoes vascaina.

  • Thicardozo

    Meu Deus…O Thalles não domina uma bola!!!! E ainda diz acha o seu futebol parecido com o do Drgoba…kkkkkkk

  • Camaradas(como diriam os comunistas),quanto pessimismo,o elenco do Vasco pode não ser aquele que sonharíamos que fosse,mas dai dizer que é ruim,ja é demais,pode até uns 3 ou 4 jogadores estarem abaixo no aceitável para fazer parte do elenco,mas se vocês analisarem o elenco dos demais clubes(chamados grandes) do futebol brasileiro,verão que não são superiores ao elenco do Vasco.Temos jogadores no nosso elenco que pode ser titular no REAL MADRID ,BARCELONA,ETC o problema é que o time ainda não esta sendo escalado com a formação ideal ou por incompetência do técnico ou por outros problemas.Vocês podem até não acreditar;mas o nosso VASCO vai fazer bonito e quem sabe;até mesmo ganhar o brasileiro deste ano.

  • Reginaldo Rabelo

    Tenho dito aqui mesmo, algumas vezes, que o blogueiro não deve passar seu passionalismo para o espaço que ocupa.
    O jogo foi ruim? Concordo. Mas, também não foram horríveis os jogos do urubu e do bota na 4a. feira? Claro que sim.
    Vc colocar SETE(Jordi, Nei, Lorran, Bolt, Lucas, Mosquito, Thalles) jogadores diferentes – e, porque não dizer, em sua grande maioria inferiores aos que sairam(Martin, Madson, Christiano, Guinazu, Serginho, Dagoberto, Gilberto), de um jogo para o outro, não é tão fácil assim.
    Jogar às 16:00 horas em Saquarema, com o termômetro marcando(a TV registrou na abertura) 35º(TRINTA E CINCO GRÁUS), também deve ser considerado na análise.
    Aliás, se o Vasco “manda” ou é o “maior aliado” da FERJ, por que tantos jogos nossos às 16 horas, quando os outros grandes jogam mais vezes às 18:30hs(inclusive clássicos)? Jogamos contra o Flu, e jogaremos contra o Botafogo, às 16:00 hs e somente estes dois clássicos foram marcados para esse horário. Jogamos em Macaé às 16:00hs, em Volta Redonda às 16:00 hs, em Caxias(contra o Tigres) às 16:00hs e até em São Januário fizemos uma partida nesse horário. Por que seria?
    Vamos com mais calma nessa hora…

    • André Schmidt

      Desculpa, Reginaldo, mas não avalio jogos dos outros, só o do Vasco. Se Botafogo e Flamengo jogaram mal não muda o fato de o Vasco ter feito péssima partida. Achou dois gols. Fora isso, deu apenas uma outra finalização ao gol. O time mudou bastante, mas exatamente por isso não podem falar em falta de entrosamento, visto que eles treinam juntos como reservas todos os dias. O time que entrou em campo é praticamente o mesmo que treina junto a semana toda. Jordi, Nei, Salles, Lorran, Lucas, Victor Bolt, Mosquito e Thalles jogam juntos todos os dias pelos reservas nos treinos. Jogam tão juntos nos treinos quanto os titulares.
      E outra: não é porque é reserva que não tem que saber dominar uma bola. Não é porque é reserva que pode errar 7 dos 10 passes que dá. Os reservas do Vasco tem a obrigação de serem muito superiores aos titulares do penúltimo colocado do Carioca. O Vasco poderia ter ganho de 2 a 1 e jogado bem. Poderia ter ganho de meio a zero e jogado bem. Mas não fez. Jogou mal, do início ao fim.
      Saudações vascaínas! /+/

  • Henrique Moura

    Concordo com quase tudo. Mas também é necessário salientar que, por maior investimento que tenha o Vasco em relação ao adversário, o time jogou completamente desfigurado e, portanto, com problemas de entrosamento e posicionamento. Esse time que jogou hoje nunca havia jogado junto, do jogo o importante foi o resultado, a vitória!
    De toda forma, concordo com a colocação de que o time precisa qualificar seu elenco, pro Carioca estamos conseguindo fazer boa campanha, mas, para o Brasileiro é necessário muito mais qualidade!

  • Odil Souto

    O VASCO SAIU NO LUCRO CONTRA O BOA VISTA! O GARONE ESTÁ MUITO CERTO EM SUAS AVALIAÇÕES. O BOTAFOGO É MELHOR DO QUE O BOAVISTA.
    COM O TIME TIDO COMO TITULAR, O VASCO SE ESCONDEU E SE ACOVARDOU CONTRA O FLAMENGO. THALES É MUITO RUIM.O RAFAEL SILVA TRAZ MAIS AGILIDADE AO ATAQUE. MARCINHO? NEM PENSAR NESSE BOSTA.PARA OBTER AJUDA, O EURICO TEM QUE IR ÀS COMPRAS.TRAGA DE NOVO O KLEBER GRADIADOR ENCOSTADO LÁ NO GRÊMIO!!TEMOS O DAGOBERTO, MAS SE SE MACHUCA É UM DESASTRE!

  • Odil Souto

    HÁ “SALLES” PARA O BEM MAS HÁ ESSE THALES QUE JOGA MUITO MAL!!
    DR. EURICO,, TENTE EMPRESTAR OU TRAZER DE VOLTA ALÉM DO KLEBER,TAMBÉM O DIEGO SOUZA LÁ DO SPORT RECIFE. OUTRA SUGESTÃO É A DE CONVERSAR COM O S.PAULO E TENTAR TRAZER DE VOLTA AO VASCÃO O MEIO CAMPO SOUZA.E PORQUE NÃO TENTAR O ALAN KARDEC TAMBÉM??

    • JC

      Trazer de volta quem? Kleber? Só se for para acabar de aniquilar o nosso time; os demais, tudo bem, concordo! Mas trazer como? Sem grana?

  • JC

    Como diz o crack alemão Breitner o futebol brasileiro não evolui desde 2002 porque os seus treinadores não se reciclam, aplicam metodologia de treinamento atrasada desde quando o futebol mundial era fraco e pobre de técnica. Tite parou um ano e foi se reciclar com os treinadores top de linha do Arsenal de Londres, Real Madri, Bayern (Gurdiola), Chelsea (Mourinho), etc. e já se nota que o desempenho do Corintians melhorou muito. Os clubes deviam exigir que os treinadores contratados apresentassem um curriculum que pudesse apresentar algo de novo. O Doriva apresentou o quê? Treinador que escala Ney e outros cabeças- de- bagres, reservas e atletas da base não conhece futebol e o Vasco com esse time meia-boca não irá longe. Os Administradores deveriam reciclar-se também senão ficaremos eternamente dependendo dos atletas que jogam no exterior para manter o “status” do nosso futebol. OK.

  • pwagnerbr

    Montoya definitivamente deve ir embora. Não mostrou nada até agora, e não vai mostrar, simplesmente porque não tem nada para mostrar. Parece um sósia do que foi o Chaparro. A primeira partida dele no Vasco, contra o Santos, foi a melhor dele até agora. É afobado, fominha e não chuta bem. Que se vá logo…. Já o Thalles mostra, a cada dia, que não está pronto. Parece que o sucesso subiu à cabeça e parou de jogar. Se continuar assim, vai sumir. Quanto ao Mosquito, até agora, está devendo. Já ouvi que ele se destacava na base apenas por ser maior e mais forte do que os outros meninos da sua idade. Como agora essa diferença acabou, o futebol sumiu. Muito barulho (transferência para SP e Atlético PR) por nada….Falta ver se o outro junior que fez marola, o Matheus Índio, tem condição de ser alguém no futebol. Por enquanto, estou em dúvida.

    • CRVG

      Concordo plenamente com seu comentário!!! Ele não é jogador profissional é muito de um amador, sem base. Juninho Pernambucano que já dizia, garoto sem base no futebol!!!

  • Renato Castelo

    Vi o jogo de ontem e para além de tudo o que foi dito, o relvado (chamar de relvado) parecia um campo de varzea. Tudo isso dificulta o futebol praticado. Estando em Portugal e vendo os jogos do campeonato brasileiro, noto que pouco se joga pelas alas e quem joga tem melhores resultados. O Vasco precisa de jogar pelas alas e “alimentar” os Thalles e os Gilbertos do time. Não podemos colocar a bola nos pés deles e esperar que eles resolvam sozinhos….
    Saudações Vascaínas /+/

  • sergio romiro

    Minha preocupação não é se o Vasco jogou ruim ou se bem. Minha preocupação é com as “jóias” do Vasco que não conseguem jogar uma partida convicente. Talles, Lorran, YAGO, Mosquito, estão na profissão errada. Ainda há tempo dos mesmos seguirem outra profissão. Nunca ví uma safra tão ruim de jogadores saidos da base do Vasco. Isto é muito preocupante, o futebol brasileiro está muito carente de bons jogadores, os clubes tem a obrigação de formar seus jogadores, já que os mesmos estão em sua maioria falidos e sem condições de formar boas equipes. O normal é que a base seja bem formada e somente se agreguem ao profissional aqueles jogadores que despontem como jóias verdadeiras, como é o caso do Phillipe Coutinho, Romulo, Sousa, Bismarck, Luan, Gian, Alex Teixeira, entre outros, e não as jóias falsas que hoje povoam São Januário.

MaisRecentes

Vasco prorroga o contrato de lateral titular do sub-20



Continue Lendo

Sub-23: Vasco fecha com mais três reforços



Continue Lendo

Vasco contrata mais dois jogadores para o time sub-23



Continue Lendo