Goleada e volta de Marcinho animam, atuação dos titulares não



Jhon Cley abriu o placar em São Januário (Foto: Wagner Meier/LANCE!Press)

Jhon Cley abriu o placar em São Januário (Foto: Wagner Meier/LANCE!Press)

Existem duas maneiras de analisar uma partida: uma é pelo resultado, outra é pela atuação da equipe. A elástica vitória do Vasco sobre o Volta Redonda foi fundamental para dar moral ao grupo e acalmar a torcida. Porém, com a bola rolando, não foi tão animador assim.

A goleada de 4 a 1 não foi tão simples e imponente como o placar pode parecer. Para se chegar a esse resultado, foi necessário passar por um primeiro tempo de extrema preguiça, previsibilidade e lentidão do time, só resolvido nos últimos 15 minutos da etapa final. Quando o Vasco decidiu se impor, conseguiu construir com até certa tranquilidade a sua vitória.

Porém, mesmo após abrir o placar e fazer 2 a 0, o time voltou a mostrar falhas defensivas, tanto nos cruzamentos – mal marcados pelos laterais -, quanto nas bolas aéreas em cobranças de escanteio e falta. Erros que não poderão mais ser cometidos na reta final.

Claramente a equipe de Doriva vive dois momentos de tensão nos jogos. O primeiro, quando a partida se arrasta em 0 a 0 e o time se lança desesperadamente ao ataque. O segundo, quando abre o placar e abdica de jogar. Parece que só funciona no tranco.

Bastou Jhon Cley marcar para o time se soltar. Antes que a soltura virasse relaxamento excessivo, Luan ampliou. Pronto, o Vasco entrava novamente em sua zona de (des)conforto perigosa.

Precisou o Volta Redonda pressionar e marcar seu gol para que o treinador mexesse no time e desse mais objetividade ao ataque com as entradas de Rafael Silva, Bernardo e Marcinho. Curiosamente, três jogadores que iniciaram o ano como titulares.

Dos pés do trio nasceram os dois últimos gols que selaram a vitória cruz-maltina, dando um status de goleada a uma atuação que até então em nada diferia das últimas. A diferença no futebol apresentado não está entre o jogo contra o Friburguense e este, mas sim entre o primeiro e o segundo tempo.

Foram 70 minutos de um toque de bola improdutivo e previsível, contra 20 minutos de um ataque rápido e insinuante. O tempo de lucidez deu resultado e garantiu uma vitória tranquila, mas só no 2º tempo.

De positivo, ficam o retorno de Marcinho, a boa entrada de Rafael Silva e a 8ª assistência de Bernardo na temporada. Se os titulares demoraram para engrenar, ao menos quem entrou deu conta do recado. E ter opções, a esta altura do campeonato, será o diferencial.

Vencer era preciso. Golear era necessário. Não pela vaga, que viria de uma forma ou de outra. Muito menos pelo título, já perdido no jogo contra o Friburguense. Mas para entrar com moral no Campeonato Carioca.

Sim, o Cariocão começa agora. E é hora de devolver as duas derrotas do ano para o rival.

Saudações vascaínas! /+/

FACEBOOK – https://www.facebook.com/BlogDoGarone
TWITTER – https://twitter.com/BlogDoGarone



  • Horlando Rocha

    O Vasco agora tem a obrigação de vencer o flamengo nos dois jogos.ou faz isso ou além de perder o título vai levar quatro surra do flamerda? chega disso o flamengo ta com um time limitado.se o vasco souber dar pra vencer as duas partidas e devolver as duas derrotas até agora.avante Vascao confio em você.da logo uma sacolada no flamerda ja passou da hora.

  • é o seguinte essa é a hora certa o momento de acabarmos de vez com esse tabu de derrotas para o flalixo,ate porque esse timeco nao tem essa bola toda pra assustar ninguem,domingo nosso time tem que entrar com sangue nos olhos.

  • daniel jesus

    o vasco tem que trocar o lateral esquerdo nem que seja por um sagueiro liberar o Madson em sima do fraco e lento lateral esquerdo do urubu = Martin,Madson,saltes,(qualquer outro e muito melhor que Cristiano eu não aguento mais),Serginho,guinazu,Julio,Marcinho,dagol e Gilberto os times se equivalem tem que ter vontade quem correr mais leva sem iventar ta na hora de jogar o feijãocom arroz e ter espirito de Edmundo = guerreiro

  • Fiuza

    Seu texto foi perfeito Garone, exatamente o jogo foi isso: lentidão e preguiça no primeiro, empenho e goleada no segundo tempo….
    Agora temos dois parâmetros, se jogar como jogou contra o fluminense e mostrar o mesmo empenho igual nesses jogos(nova iguaçu,volta redonda….)teremos muitas chances de vencer o flamengo, do contrario amargaremos mais um vexame pro Rival.
    Concordo totalmente cm o Daniel Jesus, o time tem q entrar com sangue nos olhos, jogar cm seriedade, como homens.E a opção de 3 zagueiros é valida, por 3 motivos: primeiro, para conter as subidas do pará e cirino, marcar em cima o alecsandro e o gabriel.Segundo, soltar o madson(ruim na defesa,mas bom no apoio)e tirar o Cristiano sem colocar o lorran no lugar( os dois laterais esquerdo do vasco são ruins, fracos demais). Terceiro, cm uma defesa bem postada, manteria o guina marcando no meio, cm tranquilidade,sem afobação, sem ser atabalhoado.Temos chances contra o flamengo, basta jogar o futebol simples,sem inventar,sem nervosismo,e principalmente sem perder tantos gols

    • Carlos Eduardo

      Colocaria o Henrique na esquerda, sem problema nenhum. Muito melhor que os dois.

  • Fiuza

    o Time para Domingo: Martin, Madson, Luan, A. Salles, Rodrigo(recuperado,se não, douglas Silva), Guina, Serginho(ou Lucas),Julio dos Santos,Rafael Silva,Yago e Gilberto.opções: Goleiro e zaga fica cm o treinador a escolha, porém uma dica no meio e ataque: Dagol e Biancucci(estando prontos pra jogar)Bernardo(ultima chance)Marcinho, Thalles e Mateus indio

  • Fiuza

    Caso o Doriva não queira por o Douglas Silva e Rodrigo ainda machucado, pode-se optar pelo lucas como 3º zagueiro,na esquerda pra reforçar, no caso o time ficaria assim:Martin,Madson, Luan(pela direita)Lucas(pelo meio) A. Salles(pela esquerda), Guina, Serginho(volantes), Julio dos Santos(meia centralizado)Yago(PELA DIREITA PELO AMOR DE DEUS),Rafael Silva(esquerda) Gilberto( centro avante).

  • sergio romiro

    Agora é a hora da onça beber água. Não vamos nos empolgar pela vitória contra o Volta Redonda, que ontem se mostrou um time apático e mesmo assim em alguns momentos deu calor na defesa do Vasco. Minha opinião, e quase a mesma de todos os amigos, o Vasco não tem jogada ensaiada e quando o Cristiano sobe para o ataque a impressão que se tem que o mesmo vai levar de roldão a defesa do adversário. Ledo engano, a maioria das vezes não se aproveita o contra ataque e a defesa adversária so tem o trabalho do desarme fácil, e tentar um contra ataque que felizmente o Volta Redonda somente cotava com o Hugo. Outro problema do Vasco é o Yago, o garoto parece que joga com chuteiras sem travas, é um história de um caí caí que se torna irritante. De qualquer modo a vitória serviu para dar mais moral ao Vasco, e vamos torcer por uma vitória contra o flamengo, porque se acontecer esta vitória ninguém segura o Vasco.

  • Diogo Porto

    Minha opinião para o ocorrido ontem: o Vascão estava esperando a evolução dos outro jogos para definir seu resultado e escolher pegar a mulambada na semi-final. Acho que o trauma do ROUBO na final do ano passado pode ter colaborado para isso.

    Uma vez que não tínhamos mais a chance de sermos 1º ou 2º, o sempre estrategista Eurico pode ter orientado à comissão técnica a “segurar a rapadura” para que este confronto ocorresse imediatamente. Haja vista que o Bota, único dos prováveis finalistas que ganhou do framengo na primeira fase, não poderia entrantá-los nas semis. O Vascão fez um jogo parelho. O Flor tomou sapatada! O Madureira, caso passasse, jogaria contra um Maraca lotado, muito diferente de empatar no Raulino.

    SDV

  • Thicardozo

    “…O primeiro, quando a partida se arrasta em 0 a 0 e o time se lança desesperadamente ao ataque. O segundo, quando abre o placar e abdica de jogar. Parece que só funciona no tranco…”

    Isso ocorre a muito tempo, com outros técnicos e jogadores que já passaram pelo Vasco.

  • O Vasco antes de pensar em qualquer coisa, em tabu,etc…tem que pensar em entrar concentrado para o jogo e parar de cometer erros bizarros que deixam o Flamengo confortável nas partidas ! Por ter a vantagem do empate e pela característica dos jogadores, é certo que a mulambada vai jogar atrás esperando sair nas costas dos nossos Laterais ! O Vasco e o Flamengo tem elencos limitados,e por isso acredito que vencerá aquele time que entrar mais organizado e atento em campo,,não adianta ter vontade e fazer um monte besteiras ! Acredito que as duas equipes entram precionadas,o Vasco pelo tabu, e o Flamengo por perder o titulo da taça guanabara que estava praticamente garantido ! Pra cima deles VASCÃO !!!!!

  • A nossa saída de bola é vagarosa ! O Cleyde , marca mal e erra muito passe , Serginho idem , o Guiñanzú marca bem , mas é lento , na passagem para o ataque , passe para o lado ou para trás . Compensa , com a liderança , e orienta bem os companheiros em campo . Acertando os passes frontais , seria ótimo !
    AVANTE VASCÃO !

  • JC

    O Vasco continua o mesmo, sem padrão tático e sem saber qual o melhor time a ser escalado, visto que nossos profissionais carecem de categoria, são instáveis. O 1º tempo do jogo de ontem foi sofrível, nem parecia um time grande (?) precisando de um empate contra um pequeno (?) para assegurar a classificação. Temos que jogar contra o Flamengo como jogamos o 2º tempo contra o Voltaço, com Marcinho e Rafael Silva ( apesar dos pesares) e esqueçamos do polêmico Bernardo ( realmente um jogador fraco) que só sabe cruzar bola e bater escanteio e olhe lá! Podemos escalar 3 zagueiros e não entrar na pilha do Fla que é do mesmo nível que o time do Vasco. Devemos jogar com calma e com sangue nos olhos e focados como diz nosso torcedor e pronto. O resto fica por conta das nuances do futebol! Vamos tirar essa inhaca de não perder para a mulambada que afinal é um timeco igual ao nosso ; tem um pouco mais de raça e coragem: é o que nos falta!

  • ODILON SILVA – RJ

    Antes a gang euriquista reclamava de tudo, antes até uma ala da impressa reclamava de tudo, agora toleram tudo, todo apoio para Eurico Miranda, seria medo, falsidade com o VASCO, ou sei lá o que.

  • Jose Norberto Freund

    O maior problema do Vasco é que não tem uma definição clara de time nem esquema.
    Os jogadores não produzem o seu máximo porque não sabem o que fazer com a bola.
    Não temos passes verticais , é só passe para o lado. Para ganhar o jogo com o Flamengo é preciso, uma definição mínima de papéis. Acho que de todas as opções de jogadores , e apesar de ter tido lampejos, o John Cley não pode ser titular. Este pode ser o jogo do Bernardo.
    O Yago tem potencial para perturbar a defesa do adversário, mas alguém tem que encostar nele. Pena que o Henrique não tenha sido testado antes. De repente defensivamente ele poderia ser a solução, mas não sei se segura a onda agora. Acho que o Lucas e o Julio pela possibilidade ofensiva deveriam jogar no meio. O Guina e o Serginho são raçudos e se equivalem. Só deveriam atuar juntos para defender uma situação:
    Martin Madson Luan Douglas Silva e Anderson Sales; Serginho, Lucas, Julio Santos, Yago Bernardo e Gilberto. Para o 2o tempo Marcinho e Thalles

  • carlos

    time de merda

MaisRecentes

Próximos seis jogos podem definir o destino do Vasco no Brasileiro



Continue Lendo

As mãos invisíveis



Continue Lendo

As mudanças no Vasco pós-Milton Mendes



Continue Lendo