Ganhar jogando mal também é uma arte



Jogadores comemoram gol de Gilberto (Foto: Paulo Sérgio/LANCE!Press)

Jogadores comemoram gol de Gilberto (Foto: Paulo Sérgio/LANCE!Press)

Ao contrário dos jogos contra Fluminense e Bangu, o Vasco não foi bem contra o Bonsucesso. A vitória apertada, com um pênalti polêmico nos acréscimos, expôs as fragilidades ofensivas da equipe. Com Rafael Silva e Marcinho inoperantes, a arma única do time foi o cruzamento. Muito pouco para quem lutava pela liderança da competição.

Madson e Christianno foram constantemente acionados, porém, pouco foram a linha de fundo. Com dificuldades para passar pelos adversários, os jogadores se limitaram a fazer levantamentos da intermediária e até mesmo em arremessos laterais. Deu certo, mas não dá para ficar contando com o acaso.

Era para ter sido uma vitória tranquila, mas não foi em razão das dificuldades ofensivas. Gilberto, Thalles e Montoya desperdiçaram boas chances, mas todas elas no segundo tempo, quando o time se lançou à frente e tentou o abafa. Não era para ser assim. Não precisava ser assim.

Bernardo, mesmo sem viver seu melhor momento, é mais produtivo que Marcinho e Rafael Silva. Nem que seja na bola parada, as chances de um gol sair dos seus pés são bem maiores do que vinda dos outros dois. No atual elenco, não pode ser banco, tanto que sua entrada e a de Thalles mudaram a partida.

O Vasco dominou e teve as melhores chances, mas era o mínimo que poderia ter feito contra um adversário que marcou apenas um gol no campeonato e não obteve nenhuma vitória. O gol poderia ter vindo numa bola cruzada, mas veio num lance que empobrece ainda mais a atuação cruz-maltina.

Era jogo para golear, não para vencer por 1 a 0 com gol polêmico nos acréscimos. Porém, é melhor criticar uma vitória mal construída do que uma derrota com boa atuação. Atuações fracas acontecem e conseguir passar por elas carregando os três pontos é fundamental para quem busca o título.

Vitórias mentirosas valem mais do que derrotas convincentes. Pelo menos na tabela.

Saudações vascaínas! /+/

FACEBOOK – https://www.facebook.com/BlogDoGarone
TWITTER – https://twitter.com/BlogDoGarone

 



MaisRecentes

Especial 120 anos: o maior Vasco de todos os tempos



Continue Lendo

Jorginho teve um dos piores aproveitamentos de um técnico do Vasco nesta década



Continue Lendo

A vitória amarga



Continue Lendo