Dos 34 reforços do Vasco, 16 disputaram menos de dez jogos pelo clube em 2015



Mosquito teve rápida passagem pelo Vasco em 2015 (Foto: Wagner Meier/LANCE!Press)

Mosquito teve rápida passagem pelo Vasco em 2015 (Foto: Wagner Meier/LANCE!Press)

Contratar bem é um passo fundamental para o planejamento de um clube na temporada. E contratar bem não significa, obrigatoriamente, contratar muito. Às vezes, menos é mais.

Em 2015, o Vasco apresentou 34 novos reforços. Destes, 16 foram aproveitados em menos de dez partidas do clube no ano. Sete sequer estrearam com a camisa cruz-maltina: Daniel Rozen, Erick Daltro, Jéferson, João Carlos, Bruno Teles, Nikolas Mariano e Erick Luís.

Com uma base para 2016, com Nenê, Martín Silva, Rodrigo e Andrezinho como uns dos pilares, é provável que o números de contratações seja menor. É necessário que seja. Caso contrário, terá o mesmo problema deste ano, onde passou toda a temporada alterando a equipe sem dar uma cara ao time. Quando conseguiu, já era tarde demais.

Veja quem foram os reforços que pouco atuaram pelo Vasco em 2015:

– Jean Patrick – 7 jogos
– Aislan – 6 jogos
– Romarinho – 4 jogos
– Matheus Índio – 3 jogos (integrado à base)
– Bruno Ferreira – 3 jogos
– Jackson Caucaia – 3 jogos
– Victor Bolt – 3 jogos
– Thiago Mosquito – 2 jogos
– Felipe Seymour – 1 jogo
– Daniel Rozen – 0 jogos
– Erick Daltro – 0 jogos
– Jéferson – 0 jogos
– João Carlos – 0 jogos
– Nikolas Mariano – 0 jogos
– Erick Luís – 0 jogos
– Bruno Teles – 0 jogos



  • Junior Peixoto

    O problema dessa diretoria é pensar que trazer 40 jogadores vai resolver algo! Mas quando desses 40, apenas uns 5 podem ser considerados realmente reforço, a coisa complica ainda mais!
    Vamos ver como vai ser a montagem do elenco ano que vem, mas não duvido que repitam essa formula que não deu em nada nesse ano!

MaisRecentes

As gratas surpresas de Cristóvão no Vasco



Continue Lendo

Bicampeão, Nenê começa bem o Troféu Ademir Menezes 2017



Continue Lendo

Primeiras impressões sobre o Vasco 2017



Continue Lendo