Doriva precisa consertar a ‘coberta curta’ do Vasco



Madson tem se destacado ofensivamente no Vasco (Foto: Wagner Meier/LANCE!Press)

Madson tem se destacado ofensivamente no Vasco (Foto: Wagner Meier/LANCE!Press)

O Vasco entrará em campo para enfrentar o Flamengo com sua cota de desculpas para fracassos contra o rival esgotada. O torcedor vascaíno não vê a hora desse tabu, dessa sina que o tem perseguido, ser encerrada. A hora é agora.

Mas para não correr riscos de sair novamente derrotado, Doriva precisará tomar algumas precauções. E uma das principais delas será na recomposição de seus laterais.

Madson tem sido uma boa arma ofensiva, mas tem deixado brechas atrás. Serginho, ao fazer sua cobertura, deixa Guiñazu sozinho na cabeça de área, já que Julio dos Santos não tem velocidade para voltar rapidamente na marcação.

Ou seja, Serginho cobre a cabeça mas descobre o pé. A famosa coberta curta.

Foi por ali que saiu o pênalti sobre Marcelo Cirino no último Clássico dos Milhões e também as melhores jogadas do Flamengo após a entrada de Everton. Contra o Friburguense, outros dois gols também saíram pelo mesmo lado. A fragilidade é gritante e precisa ser consertada.

Se a grande arma do Flamengo é a velocidade ofensiva, o problema defensivo do Vasco é exatamente a lentidão na recomposição. De duas, uma: ou Doriva segura seus laterais, ou sofrerá novamente com falhas na cobertura.

No último jogo, Luxemburgo identificou o caminho das pedras. Agora cabe ao técnico vascaíno interditar a pista.

Saudações vascaínas! /+/

FACEBOOK – https://www.facebook.com/BlogDoGarone
TWITTER – https://twitter.com/BlogDoGarone



MaisRecentes

O crescimento de Coutinho



Continue Lendo

Vascaínos na Copa do Mundo



Continue Lendo

Os contrastes entre Vasco e Inter



Continue Lendo