Dez dias após o título carioca, um Vasco sem fome



Gilberto passou em branco mais uma vez (Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br)

Gilberto passou em branco mais uma vez (Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br)

Cuiabá x Vasco. Jogo entre dois campeões estaduais, porém, de grandezas muito distintas. Não dá para se comparar tradição, camisa e nem a história. Aí, é goleada. Mas quando a bola rola, quem entra em campo é o hoje, não o ontem.

De um lado, jogadores que não se apavoram com a bola nos pés. Uma equipe que em dois ou três passes consegue chegar a intermediária ofensiva. Toques de trivela, inversões de jogo precisas, dribles desconcertantes… Um time abusado, confiante na vitória, sem medo de partir pra cima do adversário na jogada individual.

O Vasco? Não, esse era o  Cuiabá – enquanto teve perna.

Pelo flanco vascaíno, trocação de bola sem objetividade e muitos erros. A maior posse de bola não se deu  pela soberania em campo, mas sim por não ter ideia do que fazer com ela. E toma-lhe recuo.

Não houve uma jogada trabalhada, uma ultrapassagem que não tenha terminado numa irritante cavada de falta de Madson. Chutes de fora, só no desespero. E sem direção.

Parecia que o Vasco não tinha ido à Mato Grosso jogar futebol, mas sim brincar de pique-cola. Todos plantados, fixos em suas posições. Sem movimentação, a criação, que já é falha naturalmente, se tornou absolutamente nula. Não é necessário talento para se mexer, não precisa ser craque para se apresentar para o jogo, então qual é o problema do time de Doriva?

Estáticos, como um time de totó, os cruz-maltinos viram Gilsinho, Maninho e cia darem um passeio, apesar de não terem assustado tanto assim. E nem precisavam. A obrigação, mesmo fora de casa, era do Vasco.

Não dá para se impôr como grande, se age como pequeno. O toque de bola ineficaz mostrou uma falta de personalidade e vontade impressionante. Como se um passasse para o outro a responsabilidade de fazer algo que ele não estava a fim. Nesse caso, jogar bola.

Dez dias após se sagrar campeão carioca, o que vimos foi um time sem fome. Bem diferente daquele das finais. Apesar de individualmente ser o mesmo. O que ficou para trás, pelo visto, foi o espírito.

/BlogDoGarone
@BlogDoGarone



  • Otávio

    Bela leitura do jogo, Garone.
    Como aconteceu no jogo contra o Goiás, o Vasco não sabe e não consegue sair de uma marcação simples, homem a homem. O sujeito que toca a bola pro lado ou pra trás não se apresenta para recebê-la novamente e assim uma jogada no campo de ataque termina com chutão do M.Silva…..
    J.dos Santos, Serginho e Madson não estão jogando nada! É hora de testar alternativas para estas opções e jogar com dois meias. Chega de dois volantes e um falso paraguaio (!) como armador.

  • DOUGLAS SILVA – SANTA CRUZ – RJ

    O resultado foi frustrante para os torcedores locais, que mereciam uma atuação satisfatória, altura do Vasco. Agora nada está perdido, em São Januário a história deve ser outra, acredito plenamente que avançaremos. Pra variar a zaga voltou salvar a pátria.

  • Rocha

    Eu avisei: sou cruz-maltino da capital mato-grossense e o Cuiabá, em jogos decisivos na Arena, joga muito. Qualquer time que venha aqui, não importa, toma sufoco e o Vasco precisaria de tudo que sabe para ganhar por dois gols.
    Ainda bem que empatou no último lance! Ficou melhor para nós que para eles! Muita emoção vascaína na Arena!
    E o Vasco, que não tem meia, deveria contratar o 10 do Cuiabá, Rafael Luz. Joga muito.

  • Sebastião

    Esse time do Vasco é muito ruim, se continur a jogar como jogou ontem será um sério candidato a série “B” em 2016.
    Cristiano, Júlio dos Santos, Madson, Rafael e etc. não jogam nada.

  • Diogo

    Vamos penar nesse brasileiro.. esse foi o retrato do jogo

  • Gostaria de perguntar ao Doriva, se Yago treina bem, se ele consegue virar o corpo e ir em direção a área, se ele consegue tocar para o que está bem colocado, porque em todo jogo esse garoto só vai em linha reta e o campo acaba.

    • Verdade,só vejo ele fazer isso !

  • Reginaldo Rabelo

    A teimosia, quando é demais, engole o teimoso.
    Doriva vem fazendo um bom trabalho? Até que vem. Mas, é extremamente teimoso, assim como a maioria dos técnicos brasileiros. Ano passado, sofremos desnecessariamente com o Adilson Batista, num esquema sem qualquer criatividade(apesar de ter jogadores criativos naquele time: Douglas e Maxi Rodriguez, pelo menos).
    Doriva se encastelou num esquema 4-2-3-1, sem ter jogadores para essa linha de 3. Isto dá certo no Real Madrid(Bale, James e Cristiano), Barcelona(Messi, Iniesta, Neymar) – para citar exemplos extremos – mas jamais dará resultado(quando o adversário marca minimamente) com Julio dos Santos-Marcinho(Dagoberto)-Rafael Silva, principalmente pela lentidão(que chega a ser irritante) do Júlio e do Marcinho(quando jogam os dois, a coisa piora mais).
    Tem coisas que dão certo e coisas que não dão: Júlio dos Santos(na posição em que está sendo escalado – poderia ser o 2º volante mais centralizado, pois erra poucos passes) e Marcinho(simplesmente horrível em todas as partidas do ano), não dão. É definitivo. Mas. não para o Doriva.
    Os jogadores que entraram depois(Yago, Jhon Cley e Bernardo) não são o que precisamos, mas sempre que entram produzem mais que os citados. Então, porque insistir? E continuam contratando sem critério(ou o critério não é exposto), pois o Vasco trouxe jogadores(vamos relembrar: Aislan, para uma posição em que temos seis melhores que ele; Erick Daltro, onde temos pelo menos dois garotos melhores(Henrique e Lorran); Victor Bolt, Bruno Ferreira, Marcinho(jogador ultrapassado e que já deu, mas não no Vasco), Mateus Indio(mais do mesmo), Daniel Rozen(nem na reserva fica), Mosquito(que saiu pela porta dos fundos e o trouxeram de volta somente para espezinhar a antiga diretoria), Erick Luiz(centroavante que não faz gol nunca, nem no Bragantino), e por aí vai. Julio dos Santos, somente veio porque é empresado pelo mesmo procurador do Martin Silva, a quem o Vasco deve dinheiro pela transferência(aliás, a quem o Vasco não deve?).
    Portanto, meus amigos, solução existe mas não sei se o Doriva vai querer abandonar suas convicções. Lucas, sempre que entrou foi bem. Mas a preocupação principal é não levar gols e, por isto, o limitado Serginho é o preferido. Se esquecem que o maior responsável pela solidez do sistema defensivo são Martin Silva, Luan, Rodrigo e Guinazu e que vamos ficar sem Martin Silva por 7 a 9 jogos e que estão “loucos” para fazer caixa com a venda do Luan.
    Com o plantel existente, meu time seria(4-3-3): Martin Silva, Madson, Luan, Rodrigo e Henrique(enquanto o Julio Cesar não fica pronto, pois o considero melhor que todos os outros); Guinazu, Julio dos Santos(aí vai entrar fácil o Diguinho) e Lucas(mais solto, mas sendo o terceiro dessa linha); Yago, Gilberto e Dagoberto. 4-2-3-1, com esse grupo de jogadores e as escolhas(melhor diria preferências) equivocadas, não dá.

    • Reginaldo Rabelo

      Para complementar: qual a finalidade da contratação do Emanoel Biancuchi? Em dois meses, ficou no banco duas vezes, em ambas o treinador fez 3 substituições em cada e nem olhou para ele?
      Será que é mais um a não jogar nada? Não conheço, pois nunca o vi jogar, mas é o que dá a entender o Doriva.
      E o Thalles? Porque o defenestraram nessa última semana, em que nem no banco ficou(Goiás e Cuiabá)?
      Ordens do Presidente para levar o filho do amigo? Romarinho é outra contratação somente política. O garoto não tem culpa, mas tem pai que é cego.

      • Alessandro Louzada

        Amigo, concordo em algumas partes com o que disse, mas dizer que serginho é pessimo? è pessimo se quiser sair jogando, mas marcando ele é eficaz, so ver o numero de faltas que faz a cada jogo, ele e o guina fecham o meio campo e dao segurança pra zaga, esta fecha a area e da segurança pro goleiro, este fecha o gol e da segurança pro time.

        Vasco ganhou carioca TODO se DEFENDENDO bem e marcando/anulando as qualidades do adversario, fez gols em bola parada e no erro do adversario, talves pelo fato de ter sido campeao veio uma confiança extra, por isso nao ta produzindo como antes. Nosso time é muito limitado mas esta longe de ser ruim.

        Doriva deveria testar o time num 4-4-2
        M. Silva / Madson / Luan / Rodrigo / Cristiano(Julio Cesar) / Guina e Serginho / Lucas e Julio(frente dos volantes atras dos atacantes) Giba e Dagol(thales e Rafael Silva)

        Obs:Suponho que o thales n esta entrando para nao queimar o garoto, ele é “bom” e nao craque.

        Vasco deveria ir atras de Allan(jogador POLIVALENTE da epoca da copa do brasil e liberta, lembra? Lateral, volante e meia) Jomar(outro polivalente(Volante e Lateral RAÇUDO) Romulo(se recupera de lesao no SP se nao me engano) E olhar com atençao pra times Sul-Americanos, existem otimas opçoes la e alem de ser barato.

        • Reginaldo Rabelo

          Não disse, em nenhum momento, que o Serginho seja péssimo(acho-o e nem disse isto, que é limitado, mas reconheço que marca com qualidade).
          Sua lembrança do Alan é muito boa, mas ele é titular absoluto da Udinese-Itália, e já se comenta que irá para um “grande” da Itália na próxima janela de transferências(maio-agosto, para eles), e jornais italianos o colocam na alça de mira da Juventus e da Inter de Milão(onde está sendo muito elogiado o garoto Italo, zagueiro que foi “dispensado”(será) em fevereiro último.
          Quanto ao Rômulo, já se recuperou e se especula sua contratação por um clube inglês, em cuja Liga brilha o Philipe Coutinho.
          O terceiro a que vc se referiu (Jumar, volante no Palmeiras e lateral esquerdo no Vasco de 2011/2) na última vez que tive notícias dele, falavam de uma contusão séria e que, por isto, teria retornado ao time da Traffic(Deportivo Brasil), dono de seus direitos.

    • Lucas Silva de Medeiros

      Concordo amigo,

      Eu não entendo porque não usam os moleques da base. O Grêmio já botou até o Lincoln de 17 anos para jogar (idade do Evander e Andrey), as Flores coloram o Kennedy e o Gerson.

      Marcinho, Julio, Dagoberto, Bernardo, John Cley não tem velocidade e jogam aberto pela ponta, nosso time é previsível e lento.

      Vamos usar os meninos da base, nem que seja no banco (entrando aos poucos). Minha lista de opções caseiras e boas:

      Laterais: Henrique (titular melhor que o Cristiano, só precisa de sequencia), Richards e Lorran (reservas)
      1º Volantes: Lucas Barbosa e Iago Indio (são bons e já podem ir ganhando chances no banco)
      2º Volantes/Meias: Bruno Consedey e Andrey (Ótimos, Reservas podendo até jogar de titular as vezes)
      Meia Atacante: Evander (dá para jogar de titular centralizado na frente da área, para chutar e passar), Caio Monteiro (joga centralizado e pelas pontas, dribla bem e pode jogar de atacante, bom na reserva) e John Clay (banco/titular dá ótimos passes mt bem)
      Atacante: Renato Kayzer (muito brigador e individualista, seria uma boa opção no banco)

      • Reginaldo Rabelo

        Estou de acordo com suas observações e lembro que o Gerson tem 17 anos. Quanto ao Kennedy, (dispensado pelo Vasco do Dinamite assim como o Marlon, zagueiro do Flu), este já tem 19 anos.
        Evander completa 17 no próximo mês e poderia ir sendo colocado aos poucos, pois tem bom porte físico e muita qualidade técnica.

  • Acho que o Vascaíno ja desistiu do Marcinho faz tempo,lento demais,pesado na hora de correr,e não consegue partir em direção ao gol,pega a bola,vira de costas pro gol e toca pra trás ou para o lado ! Cade o Índio da base,o Thales que poderia ter entrado e ajudar a chutar no gol ,porque só o Gilberto fez isso ! Se jogar dessa forma não ganha o Figueirense !

  • sergio

    Sr. jornalista: afim se refere a afinidade; acho que voçê quis dizer a fim.

  • Horlando Rocha

    Sobre Yago aquele garoto tem q aprender outros dribles.ja ta manjado puxa pro lado direito da linha de fundo e o campo acaba.kkkkk.ele nao dribla pro lado de dentro nem com o caralho.

    • gerson

      time muito limitado,treinador nao sabe escalar o time da maneira correta colocando jogadores fora de posiçaes de origem como o caso do Dagoberto e JULIO DOS Santos que nao estao jogando em suas posiçao,nao adianta contratar jogadores so por contratar porque o Doriva ja tem a panela dele que sao sempre os mesmo jogadores.Nas mexidas que o treinador faz sempre os mesmos entram BERNADO,yAGO e esse John Clei,abre o olho Vasco antes que seje tarde.Presidente Eurico da um puchao de orelhas no treinador antes que sege tarde demais que agora nao e mais Carioca e sim campeonato brasileiro.

  • Claudinei

    Só não entendo com a insistência com o Marcinho? E o primo do Messi? Ontem era o dia de testar esse cara.

    • gerson

      tenho do desse jogador porque com esse treinador dificilmente tera oportunidade porque o Doriva ja tem a panela dele.

  • Fernando

    Só tem sentido jogar Julio,Serginho e guina juntos se os laterais participarem do jogo de forma mais ativa entrando na área como jogador surpresa e encostando no meia de ligação,ou tira o Julio dos santos e coloca o Bernardo, o Vasco esta muito amarrado na defesa,Marcinho e um salário perdido pago pelo Vasco o cara não marca não ataca erra passe de 1 metro,já esta bom ele já teve todas as chances banco e reserva e tem que agradecer todo santo dia,fora de casa o Vasco tem que ser mais rápido na ligação defesa ataque porque se não vai levar sufoco.
    O Vasco tem que contratar um meia de ligação que seja principalmente veloz que conduza a bola urgente isso tem que ser para ontem.

  • Ricardo Wagner

    O time dos empates continua empatando. O meio de campo é totalmente inoperante. Acho que, desde os tempos do Joel Santana, os jogadores não sabem que o gol adversário fica de frente para eles e não nas laterais do campo.

  • Ricardo Wagner

    Que tal uma simples oportunidade – a última – para o Montoya? Ele é rápido e joga na vertical e não na horizontal. Só tem que lembrar que futebol é um jogo coletivo e tem mais 10 jogadores jogando com ele. Se não der certo, paciência. Volta para a Colômbia.

  • Dudu

    Mais do mesmo. O Vasco não tem criatividade faz tempo, ou desde o início do ano. Marcinho e Julio dos Santos jogando juntos?! Rafael Silva titular?! Continuo a pensando que o Vasco não tem jogadores pra testar.

    E pensar que temos um bom centroavante mas não o utilizamos da forma correta.

    Até o Madson que é uma exceção na falta de criação irritou ontem com as cavadas sem nexo.

    E também tem o fato dos jogadores segurarem muito a bola. Tem que girar a merda do jogo o tempo todo, já que os jogadores que estão jogando são de toque de bola.

    Tá começando a irritar!!!!

  • JC

    No Vasco apenas o trio final é razoável (Martin, Luan, Rodrigo); a linha média é fraca e joga para os lados; o ataque é sofrível, não há jogador que saiba penetrar na área adversária. Ninguém pode adivinhar nada mas acredito que vamos vencer o Cuiabá mas seremos eliminados fatalmente pelo Figueirense ou Avaí. Os demais comentários já foram feitos pelos torcedores do Clube e todos pertinentes. A diretoria precisa fazer um ” bota-fora” ou “queima” no plantel e arranjar um elemento (olheiro) que tenha talento para recrutar profissionais jovens
    com potencial para jogar futebol porque o clube vive permanentemente com dívidas crônicas e diretorias sem capacidade para dirigir o clube.

  • ODILON SILVA – RJ

    A torcida vascaína local merecia ser contemplada com uma bela exibição, a torcida mandou bem.

MaisRecentes

Bicampeão, Nenê começa bem o Troféu Ademir Menezes 2017



Continue Lendo

Primeiras impressões sobre o Vasco 2017



Continue Lendo

Vasco já foi campeão duas vezes nos Estados Unidos



Continue Lendo