Dever de casa feito, mas sem estrelinha



Bernardo entrou no 2º tempo (Foto: LANCE!Press)

Bernardo entrou no 2º tempo (Foto: LANCE!Press)

Quando se é criança, a ‘tia’ sempre dá uma estrelinha para quem faz o dever de casa certinho, com tudo organizado e colorido. Valoriza os que capricham mais na atividade. Àqueles que fazem o básico da lição, apenas um ‘parabéns’ de caneta azul no cantinho da página.

O Vasco foi assim, simples. Fez o mínimo que poderia e menos do que deveria. Poderia ter saído de São Januário, nesta quinta-feira, contra o Resende, com uma vitória convincente, mas se contentou em apenas não levar uma bronca da mãe em casa.

De novo!

O time de Doriva dominou o jogo, mas deu brecha para levar sustos desnecessários. Conseguiu criar mais do que no último jogo, contra o Bonsucesso, soube explorar bem a velocidade de Madson, fez o gol, mas parou. Principalmente no segundo tempo.

Sem conseguir entrar na área tabelando, a equipe deveria ter buscado mais a batida de fora, cavado algumas faltas próximas a área, mas não o fez. Tocou muito de lado e assustou pouco. Mais uma vez, não soube transformar a superioridade na posse de bola em chances reais de gol.

Teve o domínio, mas não volume ofensivo. Mesmo tendo tranquilidade para trabalhar a bola na intermediária.

Marcinho novamente foi nulo, Jhon Cley participou do gol, porém, com o time explorando mais o lado direito, participou pouco do restante do jogo. Mais recuado, Julio dos Santos trabalhou mais a saída de bola do que a criação.

O meio segue sem funcionar. Com Matheus Índio regularizado e Guilherme Costa à disposição, já passou da hora de Doriva dar uma chance aos meninos.

O Vasco precisa de um cérebro.

Apesar de tudo, a vitória veio e a liderança também. É mais do que esperávamos quando a temporada se iniciou.

Para quem passou os últimos anos brigando pela terceira ou quarta vaga, estar no topo, mesmo sem apresentar seu melhor futebol, é um alento.

Mais uma vitória, mais uma bonita festa em São Januário, e ainda temos Dagoberto. E a liderança.

Que venha o próximo!

Saudações vascaínas! /+/

FACEBOOK – https://www.facebook.com/BlogDoGarone
TWITTER –  https://twitter.com/BlogDoGarone



  • tulio

    Foi ruim !
    Resende merecia empatar.
    Esse Lorran t’a cheio de nome e pouca bola.

    • FLAPENTATRIHEXATRI

      E o Luan ainda defendeu um chute a queima roupa, não foi?kkkkkkk

  • Aindanão entendi o porque da barração do MONTOYA

  • Ainda não entendi o porque da barração do MONTOYA,afinal até agora não vi ninguem melhor do que ele naquelaposição.

  • Dudu

    Bom saber que temos laterais agudos. Faltou meias agudos e neste caso também não entendi a barração do Montoya. Imaginei várias jogadas dele com o Madson e o Lorran. O meio ficou esquisito com 3 jogadores de características parecidas, são jogadores que rodam o jogo. O estilo deles (lento) e o constante apoio dos laterais desprotegeram um pouco o setor defensivo. Queria ver o Julio dos Santos mais a frente na armação do jogo. O cara praticamente não erra os passes que dá, já que não inventa, faz o simples.

    Vale ressaltar também que o Resende plantou 4 caras na intermediária do Vasco, forçando jogadas de fundo, já que não tínhamos os laterais sempre lá.

  • Reginaldo Rabelo

    Concordo plenamente com o seu comentário, a despeito de considerar que o Resende – desde que subiu no Rio – sempre foi uma pedra no sapato do Vasco(é só lembrar da Copa do Brasil ano passado e outros jogos nos anos anteriores inclusive com derrotas.
    Acho que já passou da hora de tirar o Marcinho do time( o mesmo eu aplicaria ao Guinazu que tem muita raça mas que torna o time lento, mas este eu sei que não sai de forma nenhuma). Não entendi a barração do Christiano – exato quando vinha subindo de produção – para a entrada do fraco Lorran(aliás, se esse garoto jogasse 10% do que pensa que joga seria o titular da Seleção tranquilamente). Discordo dos comentários a respeito do Montoya que corre muito mas produz pouco, assim como não entendo a obsessão da torcida pelo Bernardo que nem de longe lembra aquele jogador de 2011 e início de 2012.
    Com a entrada do Dagoberto – que se impõe seja urgente – meu time para domingo seria: Martin Silva(goleiraço), Madson(ótimo lateral), Luan, Douglas Silva(já que o Rodrigo está suspenso) e Christiano; Guinazu(não por minha vontade, mas porque não o tirarão mesmo), Serginho(ou Julio dos Santos: que dá muita qualidade na saída de bola e o jogo é contra o Nova Iguaçu); Jhon Cley(vem jogando bem e que lançamento ontem no gol) pelo meio, Yago pela direita(também merece mais oportunidades de começar jogando), Dagoberto e Gilberto.
    Quanto ao Mateus Indio, concordo que deva ser testado logo(pois em seguida temos dois clássicos) e lamento que o Guilherme Costa sequer foi inscrito, já que preferiram o Rafael Silva, Aislan, Lorran, Romarinho, etc no preenchimento das 31 vagas.

  • sergio romiro

    Infelizmente aquilo que eu nao tinha muita certeza, esta se confirmando? A unica diferenca do Vasco para os times pequenos e o uniforme. Muito embora a Taca Guanabora ja esteja na metade, ainda nao conseguir assistir uma vitoria convincente do Vasco. Parece que o Vasco adotou o 1 x 0 como seu placar preferido. Sei que muitos torcedores, constumam declarar que o que interessa e a vitoria, mais nao e bem assim, temos que vencer e convencer. O plantel que o Vasco apresenta para o campeonato e muito fraco, torco muito pelas joias do Vasco, no entanto o futebol apresentado por Lorran, Jonh Clei, Yago, esta a muito aquem do apresentado pelas joias do Fluminense, que jogam e decidem jogo. O Vasco tem que repensar a situacao atual de seu plantel. Bernardo e Marcinho sao duas brincadeiras de mal gosto!!!

  • gio

    Falta um CAMISA 10, para esse time. O Eurico disse que ainda contratará mais dois grandes jogadores para o Brasileirão. Mas um 10 de talento para distribuir a bola é de suma importancia. O VASCO, DE UMA VEZ POR TODAS, TEM QUE FAZER DE SÃO JANUARIO UM ALÇAPÃO. TEMOS QUE FAZER COM QUE O ADVERSÁRIO TENHA MEDO AO ENFRENTAR O VASCO EM NOSSO CAMPO. ISSO TEM QUE VOLTAR PARA QUE POSSAMOS FAZER UM BOM PAPEL NO BRASILEIRÃO.

  • horlando rocha

    Falta um meia urgente o time nao tem criação. E aki pra nois se continuar jogando como jogou contra o Resende pode esquecer títulos. por que se nao fosse martim silva tinhamos levado uma sacolada na cara e pior dentro de casa.nunca vi tanta dificuldade pra entrar na defesa do adversário.se nao tem opções de passar a bola vai pra cima caralho alguém vai ti derrubar pra uma falta ou um pênalti alguma coisa.foda é ficar tocando a bola de lado ou pra traz.timara que Dagoberto mude isso e va pra cima desses merdas.

  • Raphael

    Estamos reclamando do time não jogar bem, do 1 x 0 repetitivo, mas nossos adversários também passaram sufoco, a exceção do Fluminense.
    Framengo ganhou na mão grande (novidade), e Bostafogo também sofreu para vencer seu jogo, com o adversário perdendo até pênalti.
    Sei que não devemos nivelar por baixo, mas pela expectativa de imprensa e até da própria torcida sofreríamos muito mais, já que eramos considerados ”a 4.ª força”.

  • Troll

    Perfeito! fantástico! Maravilhoso! Essa é a selevasco que todos esperavam!!!
    Martín SilValdéz / JorDida
    Djalmadson Santos / Jean Patrice Evra
    Mauro Rodrigalvão / Douglas Silvelini
    Luanz Beckenbauer / AnDedérson Salles
    ChristiaNilton Santos / LorrAnovic
    GuiñaZito / LuCocu
    SerGiles / Victor Boleta (kkk)
    Juninho dos Santos / BernarDavidz
    Johan Cleyff / Santiago Montoya Edmunõz
    DagoBeberto / MarZinho
    Gilberto Dinamite / Balothalles

    Arsene Doriwenger

  • JC

    Com esse futebol razoavelmente eficiente (70% de posse de bola) mas pouco eficaz (grande dificuldade de entrar na área e fazer gols (eficácia) tá difícil de acreditar que o Vasco chegará em 1º lugar até o final da Taça Guanabara. Aliás, estamos penando diante dos considerados pequenos onde a marca registrada do placar é o 1 x 0. Passamos 90 minutos trocando passes no meio de campo e quando chegamos à grande área adversária começamos a jogar prá trás e nesse vai-e-vem acabamos nos salvando com o tradicional 1 x 0, fruto de apenas uma jogada inteligente. Jogadores como Marcinho e Bernardo não estão correspondendo e nossa linha média também não ajuda. O raçudo Guinazu só sabe desarmar, dar carrinho, etc.,mas dificilmente executa um passe de maestro na entrada da área adversária ou chuta a gol, coisa que ele não sabe fazer, entretanto, substituí-lo é coisa impensável para a torcida; com apenas o Gilberto ( pouca categoria) trombando com os zagueiros adversários, a coisa vai ficar difícil. Finalmente, espero que o nosso treinador não abra brecha na defesa colocando o Lorran porque o Cristiano estava indo muito bem. Aliás não entendi essa alteração. Observo que ele dispõe de poucas alternativas na linha média e na frente para tornar o time mais agressivo! E então ficamos só na “mi longa” como diz o argentino. ABS/JC

MaisRecentes

Milton Mendes achou a posição de Pikachu



Continue Lendo

Pikachu assume a 3ª posição no Troféu Ademir Menezes



Continue Lendo

Os celibatários da verdade



Continue Lendo