Destaque da base assina seu primeiro contrato profissional com o Vasco



Cayo Tenório está no Vasco há seis anos (Foto: Divulgação/Vasco)

Cayo Tenório está no Vasco há seis anos (Foto: Divulgação/Vasco)

Recém-promovido ao elenco de juniores do Vasco, o lateral-direito Cayo Tenório assinou seu primeiro contrato profissional com o clube. Titular da equipe que vem disputando a Copa RS Sub-20, o jogador acertou sua profissionalização, fechando vínculo até o fim de 2019.

Apesar da má campanha da equipe na competição – o clube foi derrotado por 1 a 0 para o Peñarol, na estreia, e goleado por 5 a 0 pelo Grêmio, na 2ª rodada -, Cayo vem tendo boas atuações individuais. Cria do futsal, o garoto de 17 anos chegou a São Januário em 2012, e desde então é tido como uma das promessas do clube.



  • Dirceu

    André
    Tive o desprazer e vergonha de assistir aos jogos do time do Vasco sub-20. Foram apresentações ridículas, com o time sem qualquer organização tática, mostrando, claramente, a incapacidade total de seu técnico para estar à frente desta categoria.
    Aliás, os resultados em todos os últimos torneios não deixam dúvidas quanto a essa óbvia conclusão.
    Dentro deste quadro, as qualidades individuais são prejudicadas consideravelmente. No entanto, em um lance ou outro, eles podem mostrar algo de positivo.
    De tudo o que assisti, posso apontar como de alguma qualidade: Patrick, Hugo Borges, Felipe e o Robinho (por ser pequeno demais, não sei se vira). Os demais são regulares ou fracos e são a prova de um processo de seleção, no mínimo, ineficiente.
    A mudança se faz urgente, uma bomba seria mais objetiva.

  • Dirceu

    Hoje, mais uma vez, uma nova apresentação sem qualidade. O que mais é preciso para se tomar uma atitude e promover-se as urgentes medidas que precisamos? A mudança se faz urgente, não podemos aturar um dia mais a manutenção de técnicos e dirigentes que só nos tem envergonhado. Precisamos de uma nova gestão, que renove o Vasco e nos traga de volta o nosso velho e temido Gigante.

  • Dirceu

    Assisti também ao primeiro tempo do jogo sub 20 entre as equipes do Botafogo e do São Paulo.
    A diferença de qualidade e organização entre os dois times e o bando do Vasco, é descomunal. O desnível técnico do fraco e despreparado time vascaíno é enorme, e nos prova que a nossa base está mesmo entregue às baratas. Interesses ocultos e incompetência devem estar norteando a gestão dos departamentos de base do Vasco.

MaisRecentes

Os fantasmas de Thalles



Continue Lendo

Em enquete, Anderson Martins é eleito o melhor jogador do Vasco em 2017



Continue Lendo

Vasco tem 15 jogadores em fim de contrato



Continue Lendo