Coordenador da base fala sobre a utilização de Evander e Kayser no profissional do Vasco



Evander vem se destacando no Sub-20 do Vasco (Foto: Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br)

Evander vem se destacando no Sub-20 do Vasco (Foto: Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br)

Enquanto o time profissional do Vasco luta para sair da zona de rebaixamento no Campeonato Brasileiro, as divisões de base do clube vêm alcançando bons resultados na temporada. Campeão da Taça Guanabara Sub-15, com 100% de aproveitamento, e no Sub-17, e com a equipe Sub-20 classificada para a 2ª fase do Brasileirão da categoria, os jovens são a esperança de um futuro melhor para o Cruz-Maltino.

E o destaque de alguns garotos é tanto, que a expectativa sobre suas estreias no time principal é grande. Casos como o do atacante Renato Kayser, artilheiro do juvenil em 2013 e dos juniores em 2014, e do meia Evander, goleador em 2015, merecem uma atenção especial.

Apesar da ansiedade da torcida para ver os garotos em campo, Álvaro Miranda, coordenador das divisões de base em São Januário, pede calma com as promessas. Em entrevista exclusiva ao blog, o dirigente falou sobre a atual situação das joias vascaínas.

‘Não é tão simples (a transição). Esses meninos se encontravam fisicamente muito abaixo da realidade do profissional quando chegamos aqui. Então nós estamos tendo o cuidado de fazer uma bateria de testes com eles para ver a necessidade de cada um, em termos físicos e técnicos.’, disse o coordenador.

Kayser já treina entre os profissionais (Foto: Carlos Gregório Jr./Vasco.com.br)

Kayser já treina entre os profissionais (Foto: Carlos Gregório Jr./Vasco.com.br)

Atualmente, Renato Kayser vem treinando com os profissionais, mas ainda não fez sua estreia. Já Evander, ajudou o Sub-17 na final da Taça Guanabara, contra o Fluminense, mas já atua nos juniores, mesmo com idade para defender os juvenis.

‘ O Kayser hoje é um jogador que se encontra acima dos demais na parte física, os outros ainda precisam evoluir. É o caso do Evander, do Andrey, do Matheus Vital e o Bruno Cosendey, por exemplo. Nós queremos que eles cheguem nos profissionais no mesmo nível físico e técnico dos que já estão lá. Às vezes você tem um jogador com déficit técnico mas que sobressai sobre quem está subindo em razão da força física, o que dificulta para esses garotos terem destaque.’

No atual elenco vascaíno, o goleiro Charles, os zagueiros Jomar e Luan, os laterais Lorran e Henrique, os meias Matheus Índio e Jhon Cley e os atacantes Thalles e Romarinho, são alguns dos atletas revelados na base cruz-maltina que vêm atuando regularmente no profissional.



MaisRecentes

Ríos se torna o 2º estrangeiro com mais gols pelo Vasco na história do Brasileiro



Continue Lendo

As duas faces de um empate



Continue Lendo

Artilheiro do Vasco, Pikachu vem tendo sua maior média de gols da carreira



Continue Lendo