Boteco vascaíno



bar vasco-022
O cara chega no bar, cumprimenta todo mundo mesmo sem conhecer, zoa o dono do estabelecimento e recebe a cerveja mais gelada.

– ‘Valeu, chefe!’, agradece ao senhor meio rabugento que lhe serve.

Senta num canto sozinho, apoiando a garrafa e o copo numa bancadinha improvisada por ele mesmo. De lá, começa a contar suas historias como se alguém tivesse interesse naquilo.

– ‘Teve um dia lá em Piranhas, em Alagoas, onde eu nasci, que a gente foi pescar no São Francisco e…’, e não parou mais de falar o rapaz.

Aos poucos, foi juntando gente ao seu redor e virando o centro das atenções. Sem papas na língua, fala o que vem à cabeça, e as pessoas gostam. Direto, bem humorado e com jeito de quem sabe o que diz e faz, passa até a dar conselhos para seus ‘novos amigos’.

‘- Pô cara, a gente precisa de dinheiro pra tomar a saideira…’, um resmunga.

‘- Ah, precisa? Tem problema não, a gente ganha!’, responde sem pestanejar.

‘- Eu ando com uns problemas, estou meio deprimida…’, diz uma jovem moça num outro momento.

‘- Tá triste? Fica triste nããããooo…’, responde arrancando um sorriso de todos a sua volta.

Nem mesmo um bêbado mais exaltado que lhe corta o rosto com um chute covarde o faz parar. Agora que conquistou seu público, não dá para sair por conta de qualquer coisa. Já está em casa, e não quer perder o espaço que obteve.

De desconhecido, de repente já se torna um dos ‘caras’ do lugar, um dos líderes. De personalidade forte, com jeito de quem gosta de uma boa briga e não tem medo de falar a verdade, conquista a galera quase que de primeira.

E, no ‘boteco vascaíno’, esse cara é Gilberto.

O atacante que faz o simples, finaliza sempre que tem a chance  e não tem essa de bola perdida. Gilberto é um atacante à moda antiga. Se não tem a habilidade de Edmundo e o faro de gol de Romário, demonstra a disposição de Valdir e a objetividade de Sorato.

Sem o entediante media training tão habitual nos dias atuais, se difere inclusive fora de campo. E, num meio futebolístico tão chato como o de hoje, Gilberto é daqueles caras que todo torcedor gostaria de sentar para tomar uma gelada junto.

Depois das finais, quem sabe?

Saudações vascaínas! /+/

FACEBOOK – https://www.facebook.com/BlogDoGarone
TWITTER – https://twitter.com/BlogDoGarone



  • garone vc faz umtrabalho muito legal.no ano ke vem se deus quizer vou conhecer o rio de janeiro, meu sonho e conhecer sao jenuario,se der tudo certo vou dar uma passada por ai ,e tomar uma SKOL bem gelada…valeu

  • Janaína Remor

    Show!!
    E esse boteco da foto, onde é? 😀

    • André Schmidt

      Esse aí fica na Austrália rs

  • qual bairro fica ?

    • André Schmidt

      Infelizmente, esse aí é em Sidney, na Austrália. SV! /+/

  • ODILON SILVA – RJ

    BOA…..BOA…..BOA…….DESCE UMA VÁS-GELADA…….OU UMA VÁS-CACHAÇA…….TREMENDA VÁS-DOIDEIRA…..VÁS-LOUCURA. …….Ê A GALERA DA VÃS-GORO.

  • Vascompanheiro de todas as horas !

  • Hugo ladeira

    Muito bom!!
    e onde é esse boteco da foto??

    • André Schmidt

      Infelizmente, esse aí é em Sidney, na Austrália. SV! /+/

  • Fiuza

    E eis que o Gilberto vai calando a boca da critica, o Vasco com um time que “não empolgava” chegou a final do Carioca, Eurico “bancando” o que prometeu(ou quase), e a torcida voltando a comemorar……Mas infelizmente todo o esforço e trabalho só vai valer alguma coisa com o título, para apagar de vez o rótulo de vice.

  • Estão falando em Ronaldinho no Vasco. Não sei se seria uma boa. Ele tem habilidade com a bola no pé, mas não percebo identificação com a Colina e com a torcida vascaína.

MaisRecentes

Goleiro chileno pode assinar com o Vasco



Continue Lendo

Lateral revelado pelo Santos é mais uma novidade no time sub-23 do Vasco



Continue Lendo

Sub-23: Vasco contrata meia com passagem pelo futebol turco



Continue Lendo