Boteco vascaíno



bar vasco-022
O cara chega no bar, cumprimenta todo mundo mesmo sem conhecer, zoa o dono do estabelecimento e recebe a cerveja mais gelada.

– ‘Valeu, chefe!’, agradece ao senhor meio rabugento que lhe serve.

Senta num canto sozinho, apoiando a garrafa e o copo numa bancadinha improvisada por ele mesmo. De lá, começa a contar suas historias como se alguém tivesse interesse naquilo.

– ‘Teve um dia lá em Piranhas, em Alagoas, onde eu nasci, que a gente foi pescar no São Francisco e…’, e não parou mais de falar o rapaz.

Aos poucos, foi juntando gente ao seu redor e virando o centro das atenções. Sem papas na língua, fala o que vem à cabeça, e as pessoas gostam. Direto, bem humorado e com jeito de quem sabe o que diz e faz, passa até a dar conselhos para seus ‘novos amigos’.

‘- Pô cara, a gente precisa de dinheiro pra tomar a saideira…’, um resmunga.

‘- Ah, precisa? Tem problema não, a gente ganha!’, responde sem pestanejar.

‘- Eu ando com uns problemas, estou meio deprimida…’, diz uma jovem moça num outro momento.

‘- Tá triste? Fica triste nããããooo…’, responde arrancando um sorriso de todos a sua volta.

Nem mesmo um bêbado mais exaltado que lhe corta o rosto com um chute covarde o faz parar. Agora que conquistou seu público, não dá para sair por conta de qualquer coisa. Já está em casa, e não quer perder o espaço que obteve.

De desconhecido, de repente já se torna um dos ‘caras’ do lugar, um dos líderes. De personalidade forte, com jeito de quem gosta de uma boa briga e não tem medo de falar a verdade, conquista a galera quase que de primeira.

E, no ‘boteco vascaíno’, esse cara é Gilberto.

O atacante que faz o simples, finaliza sempre que tem a chance  e não tem essa de bola perdida. Gilberto é um atacante à moda antiga. Se não tem a habilidade de Edmundo e o faro de gol de Romário, demonstra a disposição de Valdir e a objetividade de Sorato.

Sem o entediante media training tão habitual nos dias atuais, se difere inclusive fora de campo. E, num meio futebolístico tão chato como o de hoje, Gilberto é daqueles caras que todo torcedor gostaria de sentar para tomar uma gelada junto.

Depois das finais, quem sabe?

Saudações vascaínas! /+/

FACEBOOK – https://www.facebook.com/BlogDoGarone
TWITTER – https://twitter.com/BlogDoGarone



MaisRecentes

Artilheiro, Maxi López assume também o posto de garçom no Vasco



Continue Lendo

Thiago Galhardo ultrapassa Wagner e Andrey no Troféu Ademir Menezes



Continue Lendo

O indefensável



Continue Lendo