Baú: há 15 anos, Romário reestreava pelo Vasco



Romário retornou ao Vasco e conquistou a Mercosul de 2000 (Foto: Paulo Hitaker/Heuters)

Romário retornou ao Vasco e conquistou a Mercosul de 2000 (Foto: Paulo Hitaker/Heuters)

Uma contratação inesperada mobilizou o mercado brasileiro no fim de  novembro de 1999.

Romário, criado no Vasco mas que há cinco anos vinha atuando pelo Flamengo, brigou com a diretoria do rubro-negro e decidiu retornar ao clube que o revelou. Um baque para os torcedores de ambos os times. Mais uma jogada de mestre de Eurico Miranda no campeonato paralelo que trava com o arquirrival.

O retorno inesperado daquele que um dia já havia sido ídolo vascaíno, mas que havia se transformado em vilão quando se transferiu para Gávea, em 94.

Começava ali a montagem do “dream team” vascaíno de 2000, que conquistaria o Campeonato Brasileiro e a Copa Mercosul daquele ano.
Além do Baixinho, viriam também o lateral Jorginho, o zagueiro Júnior Baiano, o polivalente Válber, que já havia conquistado a Libertadores pelo Cruz-Maltino em 98, o meia Juninho Paulista e o atacante Euller.

E, no dia 22 de dezembro de 99, um amistoso foi realizado no Maracanã para que o camisa 11 fizesse a sua reestreia pelo clube após 11 anos longe da Colina. O adversário foi o Santa Cruz, que teve a honra de sofrer também o primeiro gol de Romário após sua volta ao Gigante.

Romário encerrou sua carreira como jogador tendo disputado 414 partidas pelo Vasco e marcado 326 gols.

Facebook – https://www.facebook.com/BlogDoGarone
Twitter – https://twitter.com/BlogDoGarone

FICHA DO JOGO

Vasco Da Gama 2 x 0 Santa Cruz (PE)
Data: 22/12/1999
Amistoso
Local : Maracanã (Rio De Janeiro – RJ)
Arbitro : Amaurílio Machareth Sá Leão
Gols : Romário (Vasco 34/1ºT) e Viola (Vasco 31/2ºT)

Vasco – Carlos Germano (Hélton), Jorginho (Fabrício Carvalho), Odvan, Alex (Fabiano Eller), Gilberto (Flavinho), Amaral, Felipe, Juninho (Paulo Miranda), Ramón (Alex Oliveira), Donizete (Viola) e Romário Técnico : Antônio Lopes

Santa Cruz – Nílson, Arley, Tinho, Janduir, Marquinhos, Marcilio, Renato Carioca (Batata), Helder, Marcelinho (Guilherme), Toninho (Jarlan) e Cláudio (Ilan) Técnico : Nereu Pinheiro



  • Racional

    Cara, vcs vascaínos só falam do passado. Coisas do século passado. Parece que o século 20 para vcs não acabou. O que aconteceu com as conquistas deste século atual?…..e agora com Eurico de volta…….fala sério……as profecias rivais estão se confirmando: A decadência é o seu destino….

    • Fred

      As conquistas, a última, o teu time deve ter roubado, que foi o Carioca de 2014.

      • Racional

        Tomar uma surra de mão cheia do “poderoso” Avaí na série B……..fala sério……ainda têm dúvidas que a decadência é o seu destino?

        • Alexandre

          Mesmo decadente… um certo time precisou de um ‘erro’ d arbitragem pra poder ser campeão carioca em cima desse time decadente… ironico hein!

          • Racional

            Vamos falar de erros de arbitragem ou vamos falar de manipulação de tabelas? Sim, porque houveram os 2 casos para tirar do Cruzeiro o BR74……… Ou a manipulação política no STJD em 2000 para não tirar os pontos do Vasco e tomando de assalto o título do São Caetano?……..Curem-se da doença chamada “memória seletiva”…….depois da alta, venham debater sobre futebol.

    • gilmar

      Se não tem o que falar fica quieto!!!!

    • joao

      tu é maluco , volta e meia vocês falam de 1981

  • bons tempos…. mas ja tinhamos o dream team desde de 1997!! que saudades daqueles anos!!!

  • To preocupado com os Reforços do Vascão !!! Contratou dois volantes um do Luverdense que é bom de bola e joga de lateral também ,mas vai ser uma aposta…e outro volante do Macaé que só pelo tempo de contrato ja da pra perceber que é mais uma aposta ! Não entendo contratar um cara pra jogar um carioca !! Vamos movimentar isso ai Vascão ja foi falado em muitos nomes bom de bola aii e na realidade do clube !!!

MaisRecentes

Os celibatários da verdade



Continue Lendo

Pikachu ganha quatro posições no Troféu Ademir Menezes



Continue Lendo

O ‘chef’ Milton Mendes



Continue Lendo