Baú: há 15 anos, Pedrinho marcava o gol da volta e Romário e Edmundo trocavam farpas



Pedrinho sofreu grave lesão em 98 e só voltou em 2000 (Foto: Reprodução)

Pedrinho sofreu grave lesão em 98 e só voltou em 2000 (Foto: Reprodução)

Um ano e meio de uma longa espera. Esse foi o tempo que o meia Pedrinho teve de suportar até retornar aos gramados após uma grave lesão sofrida em setembro de 1998.

Convocado pela primeira vez para a Seleção Brasileira, a jovem promessa vascaína rompeu o ligamento cruzado do joelho direito após falta cometida pelo zagueiro Jean Elias, do Cruzeiro. Mudava ali a carreira de um dos jogadores mais identificados com a torcida vascaína.

Pedrinho chorou. Os cruz-maltinos também.

Após cerca de 500 dias de recuperação, em 18 de março de 2000, Pedrinho voltou a marcar um gol. Contra o Bangu, em São Januário, o canhotinho fechou o placar na vitória por 3 a 0 e levou ao delírio os pouco mais de sete mil torcedores que estavam na Colina.

Ao fim da partida, Edmundo e Romário iniciaram a famosa discussão que terminou com a célebre frase do Baixinho: “Agora está todo mundo feliz, o rei, o príncipe e o bobo”. Confira no vídeo abaixo.

Vasco Da Gama 3 x 0 Bangu
Data: 18/03/2000
Campeonato Estadual
Local : Estádio de São Januário
Arbitro : Álvaro Quelhas
Público : 7.049
Gols : Edmundo (Vasco 30/1ºT), Alex Oliveira (Vasco 18/2ºT) e Pedrinho (Vasco 36/2ºT)

Vasco – Hélton, Paulo Miranda, Odvan, Mauro Galvão, Felipe, Amaral, Nasa, Juninho, Alex Oliveira (Pedrinho), Edmundo e Romário Técnico : Abel Braga

Bangu – Max, Alessandro, Júnior, Nailton, Marquinhos, Edson Souza, André Barreto, Márcio Santos (Edilson), Fábio Costa, Bruno Lazaroni e Eliseu (Andinho) Técnico : Alfredo Sampaio


Vídeo: Youtube



MaisRecentes

Ríos se torna o 2º estrangeiro com mais gols pelo Vasco na história do Brasileiro



Continue Lendo

As duas faces de um empate



Continue Lendo

Artilheiro do Vasco, Pikachu vem tendo sua maior média de gols da carreira



Continue Lendo