Atenção: time em construção!



Montoya tem sido titular (Foto: Wagner Meier/LANCE!Press)

Montoya tem sido titular (Foto: Wagner Meier/LANCE!Press)

Para alegria dos pessimistas, o Vasco perdeu o jogo-treino para o Volta Redonda neste domingo. Se tivesse ganho por 6 a 0 não teria feito a menor diferença também. Afinal, foi só um treino, certo?

Se vencesse, falariam que não valia nada e que não serve de parâmetro. Mas como perdeu… Um prato cheio!

É claro que ganhar, mesmo no par ou ímpar, é sempre melhor, mas ainda não é hora de clamar por resultados. Como disse, se tivéssemos goleado ninguém aqui estaria dando pulos de alegria e cravando o Vasco como postulante ao título do Brasileiro por conta disso.

Esse jogo-treino (treino-jogo seria melhor) não diz nada sobre o time que teremos, apenas que estamos em construção. São apenas duas semanas de trabalho – praticamente uma apenas com bola -, oito jogadores ‘novos’ entre os titulares – que apenas empataram em 0 a 0 – e quase que toda a equipe reserva nova.

A ‘pelada’ contra o Voltaço serviu para Doriva acertar as arestas, ver se cada jogador realmente é capaz de realizar o que lhe é pedido, buscar alternativas, dar ritmo aos atletas e analisar o grupo que tem. Para ele, não para nós. Não à toa foi sem torcida.

Foi um primeiro ‘mini-teste’, como uma mãe passando a matéria a limpo com o filho antes das provas. Em casa, com direito de errar e sem avaliações de terceiros. Depois que viu onde está errando e onde está acertando, é sentar e estudar para melhorar o que está fraco e aprimorar os pontos fortes.

Como já escrevi outras vezes, não há certezas hoje no Vasco. Seja para o fracasso ou para o sucesso. E não será um jogo-treino, ganhando ou perdendo, que mudará isso.

Não dá para elogiar uma derrota, em treino ou em Libertadores, mas também não é hora de crucificar. É tempo de união. Se não na política, ao menos nas arquibancadas.

Saudações vascaínas! /+/

Facebook – https://www.facebook.com/BlogDoGarone
Twitter –  https://twitter.com/BlogDoGarone



  • ozeias

    Quero ver se no principal teste antes do Carioca o Vasco passa ou não, enfrentar o Flamengo e São Paulo será de fato o um excelente teste, mas para ser sincero eu não acredito em bons resultados, espero estar errado…

  • Junior

    Nossa… que linha reta mais torta (na foto)!

  • Luiz

    Esse torneio em Manaus é muito temeroso, pois vamos enfrentar times praticamente os mesmo de 2014, e o Vasco está formando um novo time, que na verdade não dá para afirmar se vai dar certo ou não.
    Mais um ano de sofrimento.

  • Felipão

    Prezado Garone, concordo com você em parte. Realmente o resultado nesse momento não é o mais importante, o que conta é ver do que o time é capaz. Usando o seu exemplo, no caso desse amistoso a “mãe” tomou a “lição” e viu que a coisa tá feia. E como o “filho” parece que vem “estudando” bastante, periga o moleque ser é burro mesmo…
    Pelo que li a respeito do treino, o Voltaço esteve melhor em boa parte do tempo, e o Vasco criou pouco e incomodou menos ainda. Não vejo esse elenco com capacidade de competir com times de mesma tradição, nem mesmo no carioca. E se já está penando com o Volta Redonda, imagina quando tiver de jogar os clássicos.
    Espero estar errado, mas 2015 parece que vai ser um looooongo ano…

    Abraço!

  • Matheus Brito

    Garone, “Nada contra, ao contrário” como costumam filosofar por aí. A questão não é o pessimismo, mas a visão do que o time é capaz de fazer. Esse elenco possui 4 atacantes, veja quantos possuem características de finalizador : Marquinhos do Sul, Yago, Thalles e Rafael Silva. Somente o Thalles tem essa característica. Não falo de centroavante fixo, pesadão, que não se mexe e fica esperando cruzamentos. Falo de jogadores capazes de empurrar a bola pra dentro. O Time não terá problemas no gol, tem uma zaga razoável, laterais que não empolgam, mas talvez não comprometam se souberem marcar, pois o time parece que vai jogar com três atacantes, assim não sobrará muito espaço para laterais avançarem. O Meio campo não é um primor técnico, mas longe de ser uma desgraça. Mas o ataque é muito fraco, muito limitado e com pouquíssimas opções.
    Isso não é ser pessimista, é enxergar o óbvio.
    Não tem elenco pra ser campeão ou brigar por nenhum dos títulos que irá disputar. Não sou louco, sei que o time está em construção e se der liga, com alguns reforços pode fazer algo ano que vem, mas esse ano em termos de disputa já está comprometido. A diretoria não satisfeita ainda trouxe agora mais um volante. Vai entende essa obsessão por volantes. E o Eurico disse que o time tinha que jogar pra frente. Pobre Doriva.

  • Jean Lins

    Analisando as redes sociais fico triste quando os torcedores do Vasco acham graça pela derrota, Garone faltou colocar ai que enfrentamos 2 adversários o tempo primeiro sol de 9 da manhã e segundo o Volta redonda o Vasco poderia golear poderia empatar poderia fazer qualquer coisa, mais na visão do torcedor perdemos e ano acabou ali mesmo, não é assim que as coisas funcionam na quarta se o Vasco ganhar vai aparecer tantos torcedores dizendo que Eurico é o cara que o time é o melhor dos últimos anos, que dá até vontade de nem ler mais nada sobre o Vasco perdemos um treino e já tem nego querendo matar o Doriva, que vai ter que bater escanteio e cabecear enquanto não tivermos um armador e um atacante pelo menos, enfim tomara que o treinador tenha visto os erros e que possa corrigi-lo para que possamos ao menos ter um time bem montado em campo tempo para treinar teve agora falta tempo para ganhar liga /+/

MaisRecentes

Vasco rescinde com dois jogadores dos juniores



Continue Lendo

Quadrilha vascaína



Continue Lendo

Nenê: titular ou opção no banco?



Continue Lendo