As referências de Eurico



Edmundo e Romário, referências das primeiras administrações de Eurico (Foto: Julio César Guimarães)

Edmundo e Romário, referências das primeiras administrações de Eurico (Foto: Julio César Guimarães)

‘Ronaldinho Gaúcho não é reforço, é referência’. Essa foi uma das frases ditas por Eurico Miranda no anúncio do projeto que tenta viabilizar a chegada do craque ao Vasco.

Ter uma referência é também uma das características das equipes montadas pelo presidente em seus anos anteriores de mandato. Entre 2001 e 2008, o dirigente sempre buscou contar com um nome de peso no time, apesar de muitas das vezes o restante do elenco  ser desequilibrado.

Entre idas e vindas de Romário e Edmundo, que praticamente se revesaram neste papel durante os anos, nomes como Petkovic e Marcelinho Carioca se destacam. Em 2006, o nome menos badalado. Leandro Amaral, que andava meio esquecido no cenário do futebol, acabou chegando como uma aposta e virou referência da equipe, que por algumas vezes ficou sem o Baixinho e o Animal.

No início do ano, o presidente vascaíno apresentou Marcinho com este status. E falhou. Depois, Dagoberto também foi contratado com pompas, mas ainda não mostrou o futebol que o consagrou no Atlético-PR e no São Paulo. A vaga segue em aberto e o alvo é Ronaldinho Gaúcho. Será?

AS REFERÊNCIAS DE EURICO:

2001 – Romário
2002 – Romário (1º semestre) e Petkovic (2ºsemestre)
2003 – Petkovic (até março), Marcelinho Carioca (até julho) e Edmundo (2º semestre)
2004 – Marcelinho Carioca (início do ano) e Petkovic (2º semestre)
2005 – Romário
2006 – Romário (até março), Edílson (até julho) e Leandro Amaral (2º semestre)
2007 – Romário (1º semestre) e Leandro Amaral (2º semestre)
2008 – Edmundo



MaisRecentes

A real vitória do Vasco



Continue Lendo

Revelado pelo Vasco, Lorran acerta com clube do Chipre



Continue Lendo

Com Maxi López e Henríquez, Vasco chega a 37 estrangeiros contratados nos anos 2000



Continue Lendo