As incertezas do Vasco



Lateral-esquerda do Vasco segue indefinida (Foto: Rafael Ribeiro/Florida Cup)

Lateral-esquerda do Vasco segue indefinida (Foto: Rafael Ribeiro/Florida Cup)

Cristóvão anunciou que faria poucas alterações no Vasco durante os jogos da Florida Cup. A intenção era dar ritmo ao que ele considera ser seu time titular, fazer pequenos testes e buscar certezas. Voltará, certamente, com muitas dúvidas. Inclusive em relação a pontos que pareciam certos.

É verdade que a equipe que entrou em campo contra o Corinthians, na goleada sofrida por 4 a 1, foi basicamente a de 2016, apenas sem algumas peças. Muriqui e Escudero, únicos reforços que viajaram com o grupo, começaram no banco. E apenas o argentino entrou. Mal. E isso só ajudou a expor a fragilidade de alguns setores que não foram reforçados.

A bagagem de 2016 é muito pouca para 2017.

No fim, o que se viu foi o mesmo que se acompanhou no ano passado: um time que não pressiona no meio-campo, cerca muito e desarma pouco, característica que já vinha tendo mesmo atuando com volantes de origem – Marcelo Mattos e Diguinho -, tanto que foi apenas o 17º no ranking de desarmes da Série B – segundo dados do Footstats -, e um excesso de lançamentos, apesar de em alguns momentos ter mostrado melhora na troca de passes curtos.

Ainda falta dinâmica e intensidade. Para todo o time.

A Florida Cup é um treinamento, uma competição preparatória. E como tudo que é ‘pré’, é dado a chance de errar. Desde que sejam corrigidos posteriormente. E ficou claro que o Vasco precisa mais do que apenas Wagner e, possivelmente, Luis Fabiano. Há lacunas defensivas que precisam ser tapadas. Urgentemente.

Não falta apenas treino. Falta ainda qualidade.

Rodrigo segue demonstrando ser um zagueiro inconstante, capaz de definir partidas positivamente e negativamente. Contra o Corinthians, errou ao tentar antecipar o passe de Marlone, no lance do 2º gol, tentou despachar a bola de forma displicente na jogada que originou o 3º gol – depois deixou Kazim ‘por conta’ do jovem lateral Alan – e ameaçou uma linha de impedimento, simplesmente parando, no 4º.

E não é a primeira vez que isto ocorre. Foi recorrente em 2016. Os gols marcados vez ou outra acabam mascarando as falhas do capitão. Em uma posição onde regularidade é fundamental, não tem conseguido manter a sua. O mesmo serve para os volantes.

Evander segue errando – normal para quem estreia na posição com 10 dias de treinamento -, mas melhorou muito o toque de bola da equipe. Porém, a necessidade de um companheiro com mais velocidade e pegada – sem que se perca o passe – ficou nítida. Pode ser que a volta de Douglas Luiz defina a dupla, mas ter mais opções será importante para a temporada.

Se Cristóvão queria certezas durante a competição, conseguiu ao menos uma: o Vasco precisará de mais que apenas reforçar o seu ataque. O nível geral ainda está bem abaixo dos clubes da Série A, tecnicamente e fisicamente. O confronto com o Corinthians mostrou bem isso. Principalmente na defesa.

O placar de 4 a 1 foi horrível para os vascaínos, mas pode ser ótimo para abrir os olhos da diretoria. Mas tem que ser agora.

A vantagem é de que ainda é pré-temporada e o mercado segue aberto. Não é só treinar, precisará reforçar. Parece ser a hora certa de rever a estrutura defensiva que se repete desde 2014.

Não serão dois jogos que farão o treinador abrir mão de seu esquema, o 4-2-3-1 implantado até agora. E nem deve. Porém, precisará rever a necessidade de conseguir novas peças.

De certo mesmo, é que ainda há muita incerteza em São Januário.



  • João Paulo

    Concordo demais com essa colocação do Rodrigo. É um zagueiro com atuações muito inconstantes, se no jogo passado deu a vitória ao Vasco, nesse falhou demais, e isso foi uma constante ano passado, além do seu rendimento cair muito lá pelo meio da temporada.
    O Vasco precisa de um zagueiro que venha com condições para ser titular e urgente. O que me preocupa é a imensa moral sem sentido que ele tem com a comissão técnica e com o homem do charuto.

    E também ficou claro que Julio do Santos não dá mais, nada justificava sua renovação de contrato e essa segunda chance se mostra totalmente equivocada.

    Eu queria, e ainda quero, que a solução para lateral esquerda seja caseira venha com uma dessas pratas da casa, mas até agora nenhum dos dois tem se provado confiáveis para toda uma temporada. Ainda acho que Estadual possa servir como teste, mas provavelmente teremos que buscar um lateral esquerdo no mercado.

    • PALMERENSE

      Gosto do Vasco mas nesses últimos anos a torcida tem sido iludida,esses veteranos quando testados contra times da série A já não rendem mais.Isso vai fazer diferença em 2017

  • Rocha Leblon

    Pode parecer maluquice , porem como dito no texto esse resultado é o placar foram ótimo para o Vasco . Pois como.o conhecemos a soberba da Família Miranda , se caso ganhasse esse torneio que não vale nada , iriam dizer que o time ta pronto e etc… Vimos a necessidade urgente de contratar para entrar e jogar um zagueiro , um lateral esquerdo e um primeiro volante pegador . ZAGUEIRO ta difícil de achar (Anderson Martins era o certo , porém em último caso traria o Douglas que já jogou no Vasco e acho que está encostado no spfc) . LATERAL ESQUERDO traria o Carlinhos que está encostado no spfc já foi oferecido e não sei como não fecharam com ele. . PRIMEIRO VOLANTE mesmo muito torcedor do Vasco iria criticar , traria o Willians que e bom marcador , não se intimida com adversário , porém ele tem o problema da night . Vimos que o J. Santos não pode nem ser gandula e o Evander tenho sérias dúvidas se vai se dar bem como primeiro volante pois não tem cacoete nem fôlego para isso . Nesse jogo do Corinthians vimos que a defesa não tinha nenhum tipo de proteção e se o jogo fosse a Vera tomaria.os mais gols. SV

    • João Paulo

      Só discordo do Willians, o cara não joga nada há tempos.
      Não deu certo no Internacional, nem no Cruzeiro, ficou encostado lá, foi para o Corinthians não jogou nada lá, ainda atrapalhou o vestiário e como você mesmo disse ele gosta da night.
      O último time que ele jogou bem foi no Flamengo há muitos anos atrás, nada justifica contratar esse cara.

      Será que o Vasco não tem uns 2 milhões pra investir num volante decente? Uma carência do elenco há mais de um ano.

      • Norberto Freund

        Ninguém explica porque o Rômulo foi para o Flamengo
        Essa explicação de grana não cola !!1

    • Norberto Freund

      concordo com quase tudo menos com a contratação do Wilians
      Não entendo como deixamos escapar o Romulo
      O grande vascaino Carlos Leite deveria ter pelo menos ajudado o Vasco
      Seria melhor ele sozinho do que Escudero , Muriqui

  • Dirceu

    Algumas verdades que precisam ser aceitas:
    Como você bem disse, temos uma fragilidade enorme no setor defensivo, função da: lentidão de nossos dois zagueiros (Rodrigo e Luan), ambos sem velocidade; não atuamos com volantes marcadores de verdade, que dêm cobertura a defesa; os dos laterais são péssimos marcadores e sem noção de cobertura.
    Em resumo, o time continua sem qualquer consistência defensiva.
    No meio de campo, nosso setor de criação, precisamos de mobilidade. A presença do Nenê, que tem muita qualidade, precisa de dois meias de mais velocidade, para dar a dinâmica necessária a criação das jogadas ofensivas.
    O ataque, que todos colocam como o principal problema do Vasco, na realidade não chegou jamais a ser a sua causa, pois sem criação não existe possibilidade de conclusão. Vemos em todos os jogos, que o Thalles corre muito mais atras dos defensores adversários, do que é colocado pelos companheiros em posição de arrematar a gol. Uma distorção.
    Não estou áqui dizendo que não precisamos de um melhor atacante, mas a razão de nossa incapacidade de ataque nunca esteve na falta de centro avante.
    Precisamos urgentemente de substitutos para o Rodrigo, a lateral esquerda, um volante, um meia com grande mobilidade ( esse não é o Wagner), rezar para que o Caio seja o que dele esperamos, e um atacante. Ou seja, meio time.
    Esta é a nossa realidade. Negá-la ou não ter a capacidade de transformá-la, é voltar a correr o risco de um novo rebaixamento, continuando a passar por vexames como no jogo de ontem, contra um Corinthians em treinamento, que trocou o time todo no segundo tempo.
    Não existe milagre sem qualidade, e a negação da realidade, as palavras de reafirmação de força do presidente, só tem a capacidade de levar-nos inconscientes ao precipício.

  • Marco

    Parece piada, mas estamos mais uma vez na dependencia de um Marcello Mattos ou alguem similar (que nao achamos em 2016). Provavelmente teremos Mattos e Douglas quando estiverem disponiveis, o que nos dara mais seguranca. Nas laterais, a esquerda, continuo com a mesma ideia, Henrique ainda da mais resultado, como Madson, apesar de uma grande parte da torcida achar Pikachu melhor jogador (talvez no meio ou caindo pela ponta esquerda), da mais resultado na direita. Assim, Martin S., Madson, Luan, Rodrigo, e Henrique; Mattos, Douglas, Andrezinho (Wagner vai precisar tempo), Nene, e Escudero (tambem precisa tempo, e muito); Thales. Aonde vao encaixar Muriqui (muito, mas muito tempo e trabalho), Evander, Caio Monteiro, etc, nao sei.

  • Junior Peixoto

    É apenas um torneio de pre temporada, que sequer dá premiação aos vencedores (até onde eu sei) mas ao menos serve pra gente ver os erros antes que o time vá pra um campeonato de verdade.
    Eu queria que o Evander desse certo como volante, pq teria uma melhor saida de bola, mas com dois laterais que marcam mal (tanto os titulares quanto os reservas), não dá pra ter dois volantes que saiam pro jogo. E pra mim, o Douglas é titular absoluto desse time. Colocar o MM junto é um problema mascarado de solução, já que ele é lento. O correto seria o Vasco investir num volante que marque mais. Desde que não achem o Willians seja esse volante.
    Zagueiro, pra mim a unica explicação do Rodrigo ainda continuar é o fato de ser amiguinho do filho do charuteiro, mais nada! Já deu o que tinha de dar, já ajudou muito o time no passado e eu sou grato, mas não dá mais!
    E eu vejo comentários de que tem de usar o carioca pra fazer os testes, mas infelizmente o presidente considera o carioca o maior campeonato do mundo e jamais aceitaria que o Vasco jogasse sem a pretensão de buscar o titulo! Então, é provavel que o time jamais faça testes e a gente tenha de aturar soluções de ultima hora quando a coisa ficar feia!
    SV

  • Paulo Wagner

    Uma goleada dessas, no primeiro jogo de seu adversário na temporada, ainda mais levando-se em consideração que o Corinthians trocou todo o time entre um tempo e outro, é de doer. Não é de hoje que a defesa do Vasco parece arame liso: cerca, cerca e não consegue prender nada e nem ninguém. O dois primeiros gols do Corinthians pareceram jogadas de um time profissional contra um de peladeiros de fim de semana. Que nem passar faca quente em manteiga. E não é de agora que isso vem acontecendo. E, depois do jogo de ontem, tenho 3 certezas: Alan está muito novo para assumir a lateral esquerda; Pikachu é uma avenida na direita; e, se não reforçar com talento a defesa e o meio de campo, vamos cair de novo…

    • Norberto Freund

      Pode ser , mas o pior foi o Rodrigo

  • Norberto Freund

    Resumindo , a experiencia com Evander vai se mostrando mal sucedida
    Ele é muito tímido ,( compare-se a postura com o Douglas ), e vai ter que se provar na sua posição de origem .Está na hora de tentar um novo zagueiro no lugar do Rodrigo, que tem uma boa biografia no Vasco , mas está na hora de só compor elenco. Tem lá no elenco o tal menino Ricardo Graça , agora é hora de experimentar . Ou então compra. empresta um casca grossa. Julio dos Santos já é sofrível como meia que dirá como volante. Pikachu está jogando sem nenhuma personalidade . Acho que com todas as limitações do Madson, entre os dois é melhor procurar um outro. Minhas esperanças no ataque estão muito mais com o Caio Monteiro quando se recuperar . Marcelo Mattos é só um Diguinho melhorado. Acho que o Cristovão vai ter que se adapatr ao elenco
    Esta história de usar meias como volante é um ótimo sistema quando tem jogadores à altura. No momento Andrezinho e Douglas parecem mais adequados do que Evander e Julio dos Santos. Escudeo, Muriqui e Wagner vão brigar por 2 posições . Como alguém disse , o Thalles está pagando o pato sozinho. Falando das qualidades técnicas do Nenê mas sua contribuiçaõ coletiva é bem pequena . Vive de bola parada e lampejos, cada vez menos frequentes. Nem vou comentar os gols de pelada que o Vasco levou (erros primários do Rodrigo, etc) O Vasco continua recuando a bola.
    Não tem jogo vertical, só chutão

MaisRecentes

A queda de Milton Mendes



Continue Lendo

Filantropia vascaína



Continue Lendo

Vasco rescinde com dois jogadores dos juniores



Continue Lendo