As boas incertezas do Vasco



Lucas pode reforçar o Vasco em 2015 (Foto: Tiago Ferreira/Divulgação)

Lucas pode reforçar o Vasco em 2015 (Foto: Tiago Ferreira/Divulgação)

Bruno Ferreira, Jean Patrick, Lucas… Nomes ainda pouco conhecidos no futebol brasileiro e que podem reforçar o Vasco em 2015. Contratações que, se confirmadas, chegarão à São Januário como apostas. E é exatamente isto que são: apostas. E, quando feitas de forma consciente, pensada, podem render bons frutos.

Minha família já teve comércio e uma das coisas que meu pai sempre me dizia era: dinheiro se ganha na compra do produto, não na venda. Ou seja, quem compra bem e barato, faz o melhor negócio. E é este o caso do trio.

Duvido que o grande público tenha assistido mais de duas partidas destes jogadores em 2014. Porém, desconhecê-los não os tornam ruins, apenas anônimos. Portanto, qualquer julgamento é precipitado.

Num futebol com cada vez menos certezas de bons negócios – vide Pato e Damião em seus clubes -, é preferível que arrisquem num jovem que recebe 10 mil e vem sem custo, do que em um atleta de 30 anos que ganha 300 milhas, mais luvas, mais passe, comissão de empresário, cláusula de rescisão na casa de milhões… Se um dos três vingar, já saímos no lucro.

“Ah, mas um era do Luverdense, outro do Macaé, o lateral caiu com a Portuguesa. Não estão à altura do Vasco.”, você pode pensar. Mas é um erro. Aliás, não é isso que chamamos de pré-conceito?!

Antes de criticarem por não conhecerem, lembrem-se: Romário veio do Olaria, Geovani da Desportiva-ES, Valdir do Campo Grande, entre outros tantos ídolos que fizeram caminhos similares. Mais recentemente, Dedé veio do Volta Redonda, Allan do Madureira e Rômulo do Porto de Caruaru. Todos desconhecidos e jovens, como estes. Criticados antes e que nos deixam com saudades agora.

Se repetirão o sucesso destes jogadores citados – caso realmente acertem -, só o tempo dirá. Mas prefiro viver a expectativa de vê-los jogando pela primeira vez, analisando do zero, do que a certeza da mediocridade de um famoso ‘ex-jogador em atividade’, já rodado, em declínio, com um salário absurdo e nenhum comprometimento.

Tenho filha pequena, sei bem que a primeira a reação ao desconhecido é de repúdio. Mas já estamos meio grandinhos para este tipo de atitude, certo?!

Bruno, Jean, Lucas e mais quem quer que venha, conhecidos ou não, serão sempre muito bem vindos ao Club de Regatas Vasco da Gama.Clube famoso por abrir as portas para negros, pobres, imigrantes e, também, desconhecidos. Honrem a camisa e respeitem nossa história, já será um excelente começo.

Boa sorte e sucesso para vocês. E pra gente!

Saudações vascaínas!

Facebook – https://www.facebook.com/BlogDoGarone
Twitter – https://twitter.com/BlogDoGarone



MaisRecentes

Artilheiro, Maxi López assume também o posto de garçom no Vasco



Continue Lendo

Thiago Galhardo ultrapassa Wagner e Andrey no Troféu Ademir Menezes



Continue Lendo

O indefensável



Continue Lendo