Água nas canelas, sangue nos olhos e bola pra frente



Martín falhou no 1º gol (Foto: LANCE!Press)

Martín falhou no 1º gol (Foto: LANCE!Press)

Não dá mais para o Vasco perder – ou deixar de ganhar – jogos contra o Flamengo e achar que é normal, culpando o acaso. Castanheiras, Sandros Silva e poças fazem parte do futebol, já passou da hora de entender isso.

Sofrer um gol como o primeiro de Alecsandro, é inadmissível. Não cruzar a bola em frente a área é a regra primária do futebol. Com o campo molhado, beira a ignorância. Coisa de juvenil. Martín Silva tem crédito, mas bem que poderia ter gastado em outro jogo.

Clássico se decide em detalhes, e o Cruz-Maltino pecou em quase todos eles. Como de costume, exatamente quando não pode.

Mas quem dera se os problemas do Vasco neste domingo se resumissem a um descuido – por mais grave que tenha sido – e São Pedro. O time do primeiro tempo, que se impôs e dominou, principalmente após a pausa por causa da chuva, sumiu na etapa final.

E é isso que me preocupa. E irrita.

A água nas canelas baixou, o sangue nos olhos não. Mas era necessário mais do que isso.

Com um futebol burocrático, e até covarde, no segundo tempo, a equipe se encolheu em campo. Luxemburgo lançou Everton, mudou a partida, e Doriva se limitou a assistir. Sem entender o que estava acontecendo, viu seus laterais anulados e tomando um passeio do rápido ataque do Flamengo.

Flamengo x Vasco é um clássico também do psicológico. E os cruz-maltinos parecem ter sido vencidos no primeiro drible de Everton sobre Madson, com um minuto de bola rolando na etapa final. Ali o caminho se abriu.

Todo mundo que assistia ao jogo viu que o Vasco teria problema pelas laterais. Talvez até o treinador tenha visto, mas cabia a ele resolver o problema, não nós.

Não resolveu, e por lá Cirino fez a festa antes de ser derrubado e Alecsandro fechar o jogo. Daí pra frente, o descontrole, algo que parecia distante no bom primeiro tempo vascaíno.

O Flamengo tocava a bola. O Vasco rifava. O Flamengo ganhava moral. O Vasco perdia. A torcida do Flamengo aguardava o terceiro gol. A do Vasco, desconfiava do segundo.

Da esperança do intervalo à incredulidade dos minutos finais, um Vasco guerreiro, mas desorganizado. O time virou um bando, raçudo, é verdade, mas ainda assim um bando.

Em jogos como este, vence quem pensa mais rápido, não quem chuta mais a bola de seu campo de defesa ou quem lança mais laterais diretamente para a área. Isso não é futebol, é desespero.

Não dá para ser meio Vasco. Não dá para jogar meio jogo. Não dá mais para ser quase campeão. Não dá mais para ficar no ‘se’. Não dá mais para vacilar.

A derrota não é o fim do mundo, mas que sirva de lição ao time e, principalmente, para Doriva.

À torcida, fica a certeza de um grupo esforçado, mas limitado. Uma equipe com vontade de ser, mas que ainda não é. Por sorte, a guerra ainda não terminou. Estamos na briga, às vezes numa ‘trocação franca’ desnecessária, mas ainda de pé.

A bola pra frente tem que vir agora, na recuperação do elenco após a derrota no clássico, e não nos chutões de Rodrigo.

Saudações vascaínas! /+/

FACEBOOK – https://www.facebook.com/BlogDoGarone
TWITTER – https://twitter.com/BlogDoGarone



  • Ângelo Valério

    Sou vascaíno desde antes de nascer. Talvez , desde outra encarnação. Mas tudo tem limite. Tenho amores em minha vida. Deus, minha familia, meus amigos e o Vasco. Este ultimo estou quase deixando de lado. Estamos nos tornando um ex- grande e isso é lamentável. São só decepções, como uma criança vai torcer pra um time desses?

    • Aceita que dói menos…pode acreditar…!!

  • FLAPENTATRIHEXATRI

    Quanto desespero!….In the rain!!

    Foi tanta chuva que o charuto do Eumico molhou, brochou!

    Eu já estou com “pena” do bacalhau, torço para o Flamengo perder, mas o Eumico não deixa!

    É um campeonato à parte!….10 jogos sem perder, desde 2010,2011,2012…já nem me lembro +

    E vale tudo…vale MMA…vale caneta…vale chapéu…

    A propósito: “a bola entrou”??…deu pra ver?…entrou todinha…não ficou 1 bilionésimo de ml na linha?

    Eu não aguento + ganhar do Vascaído de segunda…coisa chata!!

    • Edmundo

      vai ver o blog que fala do teu time seu merda

      • Edmundo,chamar esse otário de merda é elogio,o melhor é ignorar,porque não se deve perder tempo com coias insignificantes e que não merecem nenhum tipo de atenção..

        • kkkkkkkkkkkkkk….diga pro Eurico que charuto molhado não ascende…!!!

      • KKKKKKKKKKKKKk….freguês ate´debeixo dágua…aceita que é …doi menos….!!

        • Fred

          Seu analfabeto sabe nem escreve!, “debeixo” é meu OVO seu trouxa.

    • Só mesmo um otário como você para invadir o BLOG que não é do seu time,para escrever besteiras,ou você está bêbado ou é débil mental mesmo.

      • òtário é vc ….isto aqui é público seu idiota….tem algum aviso dizendo que é só pra vascaido…kkkkk….????

  • Eu nao vejo nada de dessesperador nos jogos contra os malumbos,apenas esses ultimos jogos estamos tendo azá de falharmos,mais eu nao vejo nenhum bicho papao nessa carioca,vejo o vasco em condiçao real de ser campeao e o vasco mostrou q sua torcida é tao gigante quanto ao do nosso rival, foi pau a pau as duas torcidas ontem maraca.

    • É isso ai GILBERTO VEIGA,jogamos bem e perdemos por uma infelicidade da bola ter parado na poça de água,mas agora é bola para frente e não deixar a peteca(bola)cair.

    • KKKKKKKKKKKKKK…a sua visão de GIGANTE então é bem pequena hen…!!!

  • Ângelo Valério,não existe mal que dure sempre e nem bem que nunca acabe e esta fase do nosso VASCO vai passar e momentos de muita alegria e glórias iremos viver novamente.Não desanime amigo,o nosso querido C.R.VASCO DA GAMA,foi,é e será sempre orgulho da de todos que gostam do esporte,especialmente o futebol.DIAS MELHORES VIRÃO,E EM BREVE seremos novamente felizes com nosso GIGANTE DA COLINA fazendo história no futebol brasileiro.

    • Isto mesmo Angelo….já vi que vc é um cara inteligente….sofredor é claro….mas inteligente….aceitando doi menos…!!

    • Ângelo Valério

      É verdade caro Roberto. Tenho 43 anos. Até 1999, tínhamos vantagem significativa em decisões contra eles. Vou acreditar que isso seja só um ciclo . SV!!!

  • Affffff….já perdeu a graça…!!

  • JC

    NOVE ANOS anos sem vencer o Flamengo é muito para um time que se acha grande. Já fomos grande, entre 1947/56 o Flamengo era nosso grande freguês, era barbada, pule de 10,00; hoje, estamos descendo o plano inclinado rumando celeremente para nos tornar pequenos. As palavras/frases do Garone são contundentes: ” não dá mais para o Vasco perder jogos e achar que é normal, culpando o acaso”; “uma equipe com vontade de ser mas não é”. Um clube endividado, sem projeto de crescimento, infestado de politiqueiros de segunda categoria, à beira do abismo! Penso igual Ângelo Valério:” este último (Vasco) estou quase deixando de lado”; até falei isso outro dia que vou honrar minha palavra até o fim do ano. Quanto ao jogo em si, as formiguinhas do jardim de minha casa sabiam que o Fla ía explorar nossa direita que avança muito e deixa buraco e não há cobertura da zaga e ainda encontra o raçudo mas cabeça dura Guinazu para fazer um pênalti quando tínhamos um zagueiro de sobra. Santo Deus! É muita falta de categoria. Aliás, nosso plantel tem uns 6 profissionais emprestados que eram reservas no seu time de origem. Eis aí o problema! JC/sócio proprietário.

    • André Schmidt

      Não são nove, são três.

      • JC

        Obrigado André, estou tão tonto que coloquei um múltiplo de 3, espero que não se concretize! ABS/JC

        • kkkkkkkkkkk…e vai continuar tonto por um bom tempo….prepare-se…!!

  • Reginaldo Rabelo

    Tem que ter tranquilidade. Não dá para ser passional o tempo todo. Nos jogos do Vasco contra esse adversário – isto considerando “eras” Eurico – já começamos perdendo por uma carga desnecessária de responsabilidade durante os dias que antecedem os jogos. É sempre e somente mais um jogo de futebol e NUNCA campeonatos à parte.
    Quanto ao time e ao técnico – nem são os maiorais quando ganham 8 partidas e empatam 2, nem é essa “perebice” toda por perder um clássico onde tudo pode acontecer. O que não podia acontecer, mas aconteceu, é o Sandro Silva achar-se a última Coca-Cola do deserto naquele firula desnecessária e infantil em Manaus, nem o Martin Silva(32 anos, goleiro de Seleção) portar-se mais infantil que um garoto do sub-15 e fazer uma “burrice” daquela, assim como o estúpido e bonde sem freio do Guinazu cometer um pênalti tão imbecil quanto desnecessário pois o Anderson Salles se encontrava à frente do atacante deles. Aliás, todos os pênaltis – tirando os em que a bola está entrando e não existe alternativa – são desnecessários, ainda mais quando cometidos na lateral da área. Nossos dois jogadores mais experientes (um pela idade: 36 anos do Guinazu; e outro pela carreira: Martin Silva) nunca poderiam ter cometido os dois desatinos que resultaram na vitória do adeversário.
    E, não vamos esquecer, perdemos 2 gols por absoluta inaptidão para a finalização: 1) logo após o 1º gol, Julio dos Santos foi lançado sozinho e poderia ter feito o gol se chutasse em gol sem a preocupação de “tirar” do goleiro, pois na condição do gramado(totalmente alagado) bastava chutar no gol e não na trave; 2) Jhon Cley, de frente e quase em cima da pequena área, ao invés de dar um chute forte no meio do gol(para o que bastava chutar em linha reta) quis dar de “chapa” e botou fora. Com toda a qualidade exaltada do adversário, tirando os gols que os vascaínos lhes ofertaram, praticamente não tiveram mais nenhuma oportunidade.
    Portanto, meus amigos, não era o caso de comemorar antes como também não se trata de, agora, dizer que nada presta.
    Vamos buscar novas vitórias(mesmo com muitos desfalques – alguns nem chegam a ser desfalques) pois nesta semana temos dois jogos em que será possível vencer e, quem sabe, termos a afirmação do jovem JORDI(assim como aconteceu 15 anos atrás com o Helton) que até hoje jogou 5 partidas no time principal e sofreu apenas um gol(e de pênalti) no último jogo Série B conta o Avai.
    Espero que deem tranquilidade ao Doriva para escalar os melhores neste momento, que podem ser: a) Boavista 5a. feira–> Jordi, Madson, Anderson Salles, Rodrigo e Henrique; Lucas, Julio dos Santos, Jhon Cley e Indio(ou Marcinho, ou Montoya); Thalles(ou Mosquito) e Dagoberto(ou Montoya); a) Botafogo – domingo –> Jordi, Madson, Anderson Salles, Rodrigo e Christiano; Serginho, Lucas, Julio dos Santos e Jhon Cley; Gilberto e Dagoberto(ou Montoya, ou Marcinho).
    Espero, sobretudo, que tenham o juizo de dar um tempo para o Guinazu, pois raça não é suficiente quando se dá “botinadas” sem pensar em consequências.

    • Este GUINAZU cabeça de bagre é ruim desde os tempos de Internacional…sendo assim…ele tá no lugar certo né…!!!

  • Jadson

    Sou vascaíno de coração, mas não aguento mais perder para o flamengo, não tem graça assistir aos jogos de vasco e flamengo, o vasquinho RESPEITA MUITO O FLAMENGO, pra ganhar tem que fundar dentro deste urubu, já tá chato, antes de assistir o jogo já sabemos o placar, vasco sempre vai ser fregues, com Eurico ou sem Eurico, por sinal Eurico só fala merda, Saudações porra nenhuma.

    • ATENÇÃO torcidinha -vice….façam como o JADSON….aceita que dói menos…kkkkkk….!!!!

  • Ricardo Wagner

    Sou vascaíno há 60 anos e completamente anti-Eurico. Votaram no Eurico? Agora aguenta.

    • Avisa pra ele que charuto molhado não ascende…kkkkkkkkkkkkk

      • Leo

        Avisa pra tua mãe que charuto no rabo dela tbm não Ascendi.
        Sua bunda não tem inveja da sua boca de vc só defecar por ela ?
        infame

  • Telmo

    Sou Vascaíno de coração.
    Falei com meu filho antes do jogo começar….infelizmente quando o Vasco enfrenta o Flamengo o resultado esperado é sempre a derrota.
    Se o Vasco enfrentar o Flamengo 10 vezes , o nosso Vasco perde 11 vezes.
    Tenho que reconhecer que somos freguês de caderno.
    No Brasil é a maior freguesia entre dois adversários grandes.
    Um dia é Sandro Silva , um dia é Martin Silva , um dia é Odvan , um dia é Marlone e ai vai…
    Fiz promessa de não assistir mais jogo do Vasco contra o Flamengo.

    Tomar dois gols de Alecsandro é brincadeira…..

  • Telmo

    Sou Vascaíno de coração.
    Falei com meu filho antes do jogo começar….infelizmente quando o Vasco enfrenta o Flamengo o resultado esperado é sempre a derrota.
    Se o Vasco enfrentar o Flamengo 10 vezes , o nosso Vasco perde 11 vezes.
    Tenho que reconhecer que somos freguês de caderno.
    No Brasil é a maior freguesia entre dois adversários grandes.
    Um dia é Sandro Silva , um dia é Martin Silva , um dia é Odvan , um dia é Marlone e ai vai…
    Fiz promessa de não assistir mais jogo do Vasco contra o Flamengo.

    Tomar dois gols de Alecsandro é brincadeira…..

  • gio

    CALMA QUE A HORA DELES VAI CHEGAR. E QUANDO CHEGAR SERÃO 10 VITORIAS SEGUIDAS. UM CLUBE DO MAL COMO E´O CLUBE DA MULAMBADA NÃO PERMANECE VENCENDO PARA TODA A VIDA. ROUBADO, COMO É A MAIORIA DOS JOGOS, OU NÃO. UM DIA O BICHO RUIM VEM COBRAR. E JÁ SEI QUE A HORA CHEGOU. PODE CONTAR COM ISSO.

  • GOSTARIA DE PEDIR PRA O NOSSA AMIGO DESSE BLOG FAZER UMA LIMPEZA ,TA CHEIO DE URUBU CONTAMINANDO ESSE ESPAÇO,ATE PORQUE O LUGAR DELES É LA EM COPACABANA BATENDO CARTEIRA DOS CIDADOES DE BEM.

  • Ângelo Valério

    Bem meus amigos… São dez jogos por causa daquele jogo da final do ano passado. Não fosse aquilo, teríamos sido campeões e não teríamos dez jogos de jejum contr essa mulambada . Nem doze anos sem ganhar um estadual. Mas , infelizmente , quem esta no pôster são eles. Mudança de postura pra ontem!!!

  • Por quê da saída do Seginho e a entrada do Thalles que não representou nada para o time. Por quê Yago e não Montoya, em jogo em que o gramado encharcado pela chuva, não precisava de velocidade e sim de precisão nos passes e toque de bola para conseguir chegar na área adversária e não com chutões e querer passar por todo mundo.

MaisRecentes

Vaivém cruzmaltino: Vasco empresta três jogadores



Continue Lendo

O Vasco sem Nenê



Continue Lendo

Pikachu assume a vice-liderança do Troféu Ademir Menezes



Continue Lendo