A vida é um doce



Nenê comemora o gol da vitória (Foto: Paulo Sérgio/LANCE!Press)

Nenê comemora o gol da vitória (Foto: Paulo Sérgio/LANCE!Press)

Era dia de ir às ruas procurar algumas prendas para adoçar a boca. Era o momento do vascaíno sentir aquele último açúcar no lábio, aquela alegria que tem mais gosto do que explicação.

Vencer o Flamengo não é – maria – mole, mas o empenho do time arrancou ‘suspiros’. O ‘pé de moleque’ de Rodrigo botou de volta o Vasco no jogo após Emerson Sheik abrir o placar e ensaiar uma ‘bananada’ no Maraca.

Com um Vasco mais mexido do que ‘doce de abóbora’, Jorginho  errou na mão mas acertou no ponto.  O time ‘paçocou’  no 1º tempo, saiu para buscar o que queria de forma errada e acabou perdendo a mão, mas achou o ponto quando teve tranquilidade para cozinhar.

O time perdeu tempo, mas não deixou queimar a língua – de sogra. Os dois gols de bola parada mais pareciam uma bala adocicada. Teve um destino mais certo do que cozinhar em fogo baixo.

As vascaínas comemoraram batendo no ‘peito de moça’. Os cruz-maltinos, ‘gamadinhos’, grudaram como chiclete no escudo do clube. Beijos tão doces na Cruz de Malta quanto são salgadas as lágrimas que acompanham o sentimento.

O torcedor que ainda desacreditava voltou a suspirar. Aquele que ainda fazia um ‘doce’, passou a olhar com olhos menos azedos.

O vascaíno não foi às ruas nesse domingo pedir doces, foi conquistar. E conseguiu.

Rodrigo foi Cosme, e Nenê, Damião. Apesar das diferenças, ambos adoçaram a boca da torcida cruz-maltina. Não são iguais, mas um foi tão importante quanto o outro.

De gêmeos, apenas a igual importância. De doce, o domingo.

Não há Cocada que não arranque suspiros de um Nenê. Criançada se lambuza…



  • Gustavo Broda Lóes

    Muito bom o texto Garrone! Os trocadilhos açucarados também foram ótimos, e não podemos nos esquecer da “cocada” de 88, hehe

  • Herich

    Bem que o Cocaca disse em entrevista que o Vasco ganharia do fl4 hoje, e acertou 😀

  • Ricardo

    A imagem da TV da menina vascaína, que levantava e agachava, com as mãos no rosto na hora do pênalti e deu um pulo acrobático no gol, é sensacional. Ela resumiu toda a aflição da torcida do Vasco empurrando o time. Brilhante garota!

  • Homero Sanchez

    Só nos resta torcer e muito, porque não vamos tapar o sol com a peneira, está tudo errado no clube, quem viu o Vasco e quem vê, só dar para lamentar, na minha opinião o CRVG se apequenou nesses últimos anos, até os clubes do nordeste são mais organizados.

  • Carlos

    Cosme e Damião ! Domingo foi nossa a festa !

  • ODILON SILVA = RJ

    Se deram bem os flamedistas, fizeram a sena, seis partidas sem ganhar do MACHÃO DA GAMA.

  • Fiuza

    Que o Doce dos Erês façam valer a Justiça dos Deuses do futebol…..O clube não pode ser prejudicado pelo “azedo” da horrível administração do Euvirus, que venha o dia das Crianças!!!!! Enquanto houver um Coração infantil, O Gigante será imortal.
    Salve Ibeji, Oni Beijada!!!!!!!!!!

MaisRecentes

O clássico Evander



Continue Lendo

Evander e Andrés Ríos ganham posições no Troféu Ademir Menezes



Continue Lendo

O Vasco e a ‘síndrome da Caverna do Dragão’



Continue Lendo