A previsibilidade vascaína



Vasco ficou apenas no empate com o Vitória, no Maracanã (Foto: J Ricardo/Ag.Freelancer)

O mais difícil de escrever sempre sobre o mesmo clube, é que muitas vezes o time não é capaz de se reinventar dentro de uma semana. Muito menos dentro de uma partida. E poucas coisas são mais chatas que um filme de final óbvio e roteiro previsível. Este é o Vasco atual.

Só em uma partida do Cruzmaltino um gol de empate aos 46 minutos do segundo tempo aparenta ser algo natural, comum, quase que uma obrigatoriedade. Diminui até mesmo a festa do adversário, tamanha a certeza de sua ocorrência.

Há no Vasco de Zé Ricardo um desejo incessante de ser derrotado. Até mesmo quando vence. A equipe carrega consigo um odor de medo que atrai o adversário todas as vezes em que sai na frente no placar.

Contra o Vitória, neste domingo, o time de São Januário conseguiu a incrível façanha de finalizar apenas três vezes em gol. Foi a sua pior marca no Brasileiro 2017, superando negativamente os cinco arremates do duelo contra a Chapecoense, ainda no 1º turno – derrota por 2 a 1.

Ora, como uma equipe que se autoproclama postulante a uma vaga na próxima Libertadores se dá ao luxo de criar apenas uma trinca de oportunidades? De impressionante, apenas o fato de ter conseguido balançar as redes em uma delas. Todo o resto, a falta de qualidade, de competitividade e o insucesso no placar, já eram de se esperar com este desempenho.

A verdade é que o Vasco sonha em comer uma lagosta no fim do ano, mas quando tem a oportunidade de provar, não faz ideia de por onde deve começar. É como se tivesse receio do próprio sucesso. Ou medo de se lambuzar.

Com exceção do gol de Breno, aos dez minutos do primeiro tempo, o lance mais comemorado pela torcida foi a entrada de Paulinho. Nem mesmo a caneta pornográfica de Ríos em Wallace foi tão celebrada. Isso mostra bem o quão carente de chances foi o ataque vascaíno.

Por cinco minutos a entrada do garoto ameaçou incendiar o jogo, mas o efeito se deu apenas nas arquibancadas. Outro fato comum no Vasco de hoje.

O time de Zé Ricardo é uma churrasqueira com carvão molhado tentando ser acesa com álcool gel. Não pega nem quando a chama ameaça subir.

É importante para o grupo ter como meta a Libertadores, ainda mais por ser um objetivo real, quando olhamos para a tabela. Mas é necessário também que se porte em campo como um time que deseja estar na competição sul-americana, e em condições de fazer jus à sua história na disputa.

O futebol de hoje do Vasco não é digno de Libertadores. Ainda que ele possa lhe dar uma vaga.



  • Fred LWM

    Não acredito mais em pré-Libertadores. Com essa postura, já foram 8 pontos jogados fora contra Sport, Chapecoense, Coritiba e Vitória, times (muito) mais fracos do que os 5 próximos adversários: Santos, São Paulo, Atlético-MG, Atlético-PR e Cruzeiro. E sem Martín Silva e Anderson Martins, a defesa de G-4, que há muito não toma mais de um gol por jogo, talvez não consiga jogar pelo meio e ataque de Z-4.

    E mandar os jogos no Maracanã também não tem ajudado…

  • Alessandro Louzada

    Problema maior é na falta de qualidade no meio campo, se Nene nao esta em um dia inspirado, saem poucas jogadas ou quase nenhuma. Pikachu e Vital sao inoperantes, incrivel como nao produzem NADA. Rios jogando 45min em posicionamento livre, fez mais que os dois em 5~6 partidas. Paulinho tem que ser titular pra ontem e Ze Ricardo precisa fechar as laterais, Madson e Henrique sao pessimos. Tira Vital e coloca Andrey como terceiro homem de meio campo, tira Pikachu e poe Paulinho, Rios e Nene na frente.

  • Murillo

    Eu disse. Esse Zé Ricardo é fraco, mais do mesmo. Qual foi o discurso dele quando chegou no Vasco? Posse de bola. Dois jogos depois da sua chegada, a imprensa, leiga, já dizia que o Vasco estava adotando esse novo padrão. Eu vim aqui e disse que não, não estava. Você, Garone, ficou bravo e me rebateu.

    O que vimos nos últimos jogos? Um time sem nenhuma posse de bola, sem criação e sem padrão de jogo.

    Como ele quer posse de bola, com dois volantes que não sabem jogar bola? É impossível.

    O time não tem transição, não tem saída de bola. E a imprensa esportiva, cadê que não rebate o treinador? A imprensa é fraca, elogia Jean, Madson, Nene e afins. Sabe por quê? O parâmetro de qualidade de vocês é o futebol brasileiro, que á varzeano, decrépito. São poucos os jornalistas que acompanham a Europa, o melhor futebol do mundo. O resultado disso são elogios para jogadores bizarros e técnicos limitados.

    Olha, se esse treinadorzinho, continuar insistindo nos tenebrosos Jean e Wellington, mesmo depois de ontem, aí meu amigo, temos que parar tudo e chorar.

    Apaga esse meu comentário agora, como você fez com o último. A verdade dói.

    • Alessandro Louzada

      Engraçado! Jean errou UM PASSE e Wellington nao errou. Se tirar Jean, quem iria proteger a zaga? Talvez Wellington tenha um substituto no banco, mas Jean é absoluto nesse elenco do Vasco. Problema esta sim no Meio de Campo, mas esses jogadores nao tem culpa nenhuma de serem as unicas opcoes. Vital nao cria nada, segura muito a bola e so ontem eu vi ele atrasar 2 contra-ataques por causa disso, Pikachu é jogador de segundo tempo e Rios jogando livre produz bem mais do que centroavante. Nao existe comparacao com futebol Europeu com Brasileiro.

      • Murillo

        Amigo, hoje a posição de volante é a mais importante no futebol. Esse negócio de volante “burucutu”, é coisa do passado. O volante tem saber sair com a bola, fazer a transição entre a linha de defesa e meio campo. Jean não sabe. Não tem nenhuma qualidade com a bola nos pés. A partida dele ontem foi uma coisa de dar vergonha. Caiu, tropeçou, deus uns 200 passes errados, além de se esconder na primeira linha de marcação, o que resultava na saída de bola dos zagueiros via chutão.

        Bruno Paulista é no mínimo, umas 214234234x melhor que esse horroroso. Tem muita mais qualidade com a bola no pé, nem se compara. A diferença é que ele não faz média com a torcida dando carrinho vácuo, aí ninguém late pra ele.

        • Lauro Casado

          Prezado, concordo que o Jean tenha a dificuldade observada, mas, o Bruno Paulista tem muito mais dificuldade que ele, alem de ser muito mais violento que o Jean. Esta é a nossa realidade, isto é, não temos opção.

          • Murillo

            Com a bola no pé, obviamente Bruno Paulista é muito melhor que o Jean. Isso é inegável, impossível de se discutir.

            O que é fato também é que na marcação o Bruno Paulista é ridículo. Mas esse defeito, quem tem que corrigir é o treinador, que tem e teve muito tempo para treinar.

            Aprender a marcar dá pra aprender. Aprender a ter técnica, não dá. Ou você tem ou não tem. Jean não tem. Bruno Paulista tem.

        • Alessandro Louzada

          Meu Jovem, procura pesquisar antes de afirmar algo, Jean errou UM PASSE na partida inteira. Concordo que Volante precisa saber sair com a bola e fazer a transicao, mas no elenco atual do Vasco nao tem ninguem que faca isso. Dizer que Bruno Paulista é melhor que Jean? Dou por encerrada a “discussão”, Bruno foi a maior decepção desse ano, Vasco lutou pra ter ele durante 6 meses, cara quer fazer gol do meio de campo toda hora, joga literalmente igual maluco. Falta no Vasco um pouco de velocidade, jogadores que vao pra cima e buscam sempre o 1×1.

          • Murillo

            Meu filho, dos passes que ele deu em campo, quantos foram em progressão ao ataque? Quantos foram buscando jogo da defesa? Quantos foram fazendo a transição entre o primeiro e último terço de campo? Você realmente sabe a função de um primeiro volante moderno? A sua concepção de primeiro volante é o que? Destruidor que toca de lado?

            Complicado…

            Diz aí, latiu muito pro Jean domingo?

          • Alessandro Louzada

            KKKKKKKKKKKKKKKKK!
            Quem vc queria? Casemiro? Vidal? Kante? Marchisio? Jorginho? Bota uma coisa na sua cabeca, nao existe no Brasil um primeiro volante com caracteristicas atuais. Da mesma maneira que nao existe mais um camisa 10 classico. No Brasil o primeiro volante se encarrega de marcar e o segundo volante de fazer o “Box-to-box”. Antes de criticar, observe se existe esse jogador no mercado, os dois melhores jogadores que fazem isso, sao Rene Junior e Ze Rafael, ano passado era Arao e Tche Tche, olha a temporada mediocre que estao fazendo, por isso é dificil achar jogador decente nessa posicao, nao conseguem manter uma sequencia de temporadas em alto nivel.

          • Murillo

            O mínimo que um volante precisa ter é qualidade no passe, isso o Jean não tem. Todos esses que jogam em clubes brasileiros que você citou, tem mais qualidade técnica que o Jean.

            Qualquer pessoa que tenha assistido um jogo de futebol na vida, consegue enxergar que o Bruno Paulista tem mais qualidade técnica que o Jean. Marcar, isso dá pra aprender. Talento com a bola no pé, isso não se aprende.

            O Zé Ricardo tem e teve tempo suficiente de treinamento. Poderia ter pelo menos tentado corrigir as falhar de posicionamento do Bruno Paulista. Fez? Não. Técnico preguiçoso. Prefere optar pelo óbvio e o mais fácil, que é manter o queridinho caneludo da torcida. Diz aí, latiu quando o jean deu o carrinho no vácuo no gol do Coxa?

    • André Schmidt

      Desculpa te desanimar, mas nunca apaguei nenhum comentário seu ou de algum outro. Tanto que você mesmo disse aí em cima que eu lhe respondi. Se respondi, não apaguei. Talvez você tenha apagado por não ter tido o que responder.
      Quando falei sobre o toque de bola do Vasco, foi em relação a uma partida específica, que não vou me lembrar qual, obviamente, o que não quer dizer que será repetido depois. Escrevo sobre o jogo, no dia, não sobre o que virá depois. Jornalista analisa o que vê, não faz previsão. Se o time não vai manter essa postura posteriormente, o tom da análise muda, como mudou. Simples assim. Se quer ler sobre futebol europeu, procure um blog sobre isso. Certamente não será aqui. Abraço!

      • Murillo

        Acho que houve alguma dificuldade na interpretação do que eu escrevi. Quando eu citei os campeonatos europeus, não disse que quero que você escreva sobre eles, disse que quero que você e a imprensa tome o melhor futebol do mundo como parâmetro para analise. O dito “”””país do futebol”””, precisa ter como parâmetro o melhor do que é jogado no mundo.

        Vocês são formadores de opiniões. Desculpa, mas é inaceitável alguém que vive de escrever sobre futebol tecer elogios a Jean, Nene, Madson, Zé Ricardo e companhia. É uma miopia muito grande. E olha, não me interprete mal novamente, não disse que você fez isso em seu texto.

        O meu ponto é: A imprensa precisa ser mais crítica ao futebol praticado no Brasil. Isso que é jogado no Brasil, tá muito longe de ser futebol, a imprensa esportiva como um todo é muito complacente com esse horror que vemos em campo.

        E já que você não apagou meu comentário, eu agradeço, pois vou continuar vindo aqui sempre pra continuar enchendo o saco!

        E VIVA O EURICO!

        • André Schmidt

          E será sempre bem vindo! rsrs
          Abraço, Murilo!

  • José Bomfim

    Esse ano, é definitivo: o time do Vasco faz campanha só para permanecer na 1ª Divisão. O sonho da Libertadores só acontece porque o campeonato é um dos mais fracos da história. Perfeita sua análise , Garone, o Vasco de hoje não é digno de disputar Libertadores. E esse Henrique, hein? O cara é muito fraco.

  • Luciano Silva

    O TIME TEM A SEMANA LIVRE PARA TREINAR E NAO APRESENTA NADA DE NOVO ENTRE O JOGO DO FLAMENGO E O DE ONTEM . TAMBEM COM O MEIO COMPOSTO PELOS INOPERANTES PICACHU E VITAL E O DECADENTE NENE NAO PODEMOS ESPERAR MUITO . A CULPA DO ZE RICARDO E NAO DAR VARIACAO TATICA AO TIME E DAR MAIS CHANCES AO PAULO VITOR E CAIO MONTEIRO

  • Antônio Sérgio Santomauro

    É triste, mais é a realidade, time fraquíssimo, presidente falastrão que promete o que não pode entregar, só para se reeleger, e que mesmo estando no Vasco há mais de 45 anos ainda fala em reconstruir o clube, só bravatas nada mais e o futebol não comporta mais pessoas assim. Não tenho paciência mais com este Vasco acabou, técnico covarde, time medíocre.

  • JUNIOR>NYL

    euriquin quim quin a velha politica vais ser MORTA…e dará lugar a gestão competente e moderna com patrocínios capazes de fazer o que fizeram com o palmeiras!!!! ELENCO!!!! ….!alias a velha politicagem não levou o vasco a lugar nenhum só rebaixamentos e apenas 1 titulo copa do brasil e 1 carioca..só isso….o vasco é muito grande para estar vivendo tantos anos dessa forma..nós estamos no fundo do poço..nem time pequeno respeita mais o vasco.olha o vitoria ontem!!! time não consegue segurar resultado…faz 1 gol e recua affff!!! .olha esses laterais do vasco!!! todo jogo entregam um gol!!! só quem se salva é o ramom…olha o meio campo só quem se salva é o nene, o m.vital deve voltar para a base!! o resto nao dá!!!! olha o ataque do vasco!!! a anos o ataque do vasco não faz 3 gols numa partida !!! simplesmente horrivel!!! só o l. fabiano e paulinho escapam !!! o resto sinceramente devem jogar 2 ou 3 divisão e olhe lá!!! TÁ NA HORA DE MUDAR PORQUE PIOR DO QUE ESTA NÃO TEM COMO!!! O EURICO REPRESENTA MUITO BEM A MARRA VASCAÍNA MAS ISSO NÃO GANHA MAIS JOGO!!! SÓ DO FLAMENGO NEÉ!RSRSR !! JÁ CHEGA DESSE TIME SEM ELENCO O TORCEDOR QUER JOGADOR E LOTAR O ESTADIO!!! SIMPLES ASSIM E ISSO PASSA POR UMA MUDANÇA NECESSÁRIA NA PRESIDÊNCIA E DOS RUMOS!!!

  • Luiz Eduardo Vaz

    Amigos, a verdade é uma só…com exceção dos garotos, que ainda terão que provar o seu valor, o Vasco só tem, atualmente, dois jogadores merecedores de vestir nossa camisa, Martin Silva e Anderson Martins…teria três, se o Nenê jogasse futebol e não “circobol”, que é o que ele vem jogando há pelo menos dois anos e nenhum técnico foi capaz de fazê-lo parar de firular pois ele manda lá dentro e é o queridinho de grande parte da torcida. O MM até tentou mas se queimou…outra coisa ZR é mais um treinador mediano, verdade que melhorou a parte defensiva, mas repete no Vasco o que ele já demonstrava ser no flamengo, um treinador medroso, que abraça jogadores medíocres e tem enorme dificuldade de lançar os garotos da base…era assim no flamengo…um treinador cuja as substituições são sempre o famoso seis por meia-dúzia…nesse aspecto o MM era mais corajoso. Lembrem-se que no melhor jogo do vasco no campeonato ( contra o Atlético em BH ) o ataque era formado por PV e Paulinho…formação esta que nunca mais foi repetida estranhamente…no outro jogo bom do time, contra o Vitória em Salvador, os mesmos estiveram presentes assim como o Guilherme e INCRÌVEL COINCIDÊNCIA, o Nenê circobol não jogou em ambas…será que o ZR sabe disso ???…enfim, mas tudo isso só tem um CULPADO… o sapo boi, ele é o GRANDE E ÚNICO CULPADO…amanhã será nossa grande decisão do ano…se o sapo-boi se reeleger serão mais três anos de times medíocres, vexames, rebaixamentos, etc etc…pires na mão da Rede Globo e times montados por refugos do Carlos Leite…e bravatas, bravatas, bravatas…nepotismo, nepotismo e nepotismo…e o Vasco se apequenando ano apo´s ano…

    • Andre Souza e Silva

      Pois é ..repetir a mesma escalação que não da certo,colocando Pikachu e Andres Rios que ficariam melhor como cones do que jogadores de futebol , tendo Guilherme , Paulo Vitor e Paulinho que poderiam ja sair jogando,sem contar o Alan que tem habilidade,eles oscilam ? os outros nem isto,e com o tempo eles iam se adequar com a receita de sempre :treinamento e dedicação..entrar só no segundo tempo e faltando 10 minutos é maldade é fritar os garotos.O Vasco tem que usar o que tem de melhor e estes meninos não podem ficar de fora,pois com todos os problemas que possam ter são muito superiores aos que estão sendo escalados;sem contar o caio monteiro mal utilizado e Robinho que nem sequer é relacionado..ou será que o caminho deles é fora do Vasco ?

    • Andre Souza e Silva

      Concordo com tudo que voce disse Luis Eduardo,Paulinho,Paulo Vitor,Guilherme desaprenderam em tao pouco tempo ?E o Zé dizendo que quem treinar melhor será escalado,o Pikachu e o cone do Andres Rios só lembram de jogar futebol no treino ?Ou os meninos são do projeto manjado caixinha do Eurico,a mesma que o PHilipe Coutinho e Alex teixeira participaram,como mercadorias baratas,agora Douglas e com certeza o próximo será Paulinho….

  • Dirceu

    O pior de tudo é quando se toma a consciência de que nosso treinador tem tido bastante tempo para a preparação da equipe, mas não consegue fazê-la evoluir. Repete o tempo todo a mesma inoperante organização tática para o ataque, e não tem a coragem para mudar, procurar a inovação que dê a mobilidade necessária para que o time ganhe capacidade ofensiva.
    O nosso time não tem jogado absolutamente nada. Não consegue agredir os mais incompetentes adversários e seus goles continuam saindo de bolas paradas e lances fortuitos.
    Tudo isso tem como explicação básica a deficiência técnica de nossos jogadores, com certeza, mas ainda assim, sendo nosso elenco superior aos seus adversários menores, não consegue ser superior a eles.
    Aí, a única explicação está em seu técnico. Repousa nele toda a nossa incapacidade de organização ofensiva e da aceitação passiva de uma atitude covarde, de quem se sentindo pequeno, não tem coragem para agredir.
    A Libertadores é um sonho que só se torna possível, pelo ridículo futebol que a maioria das equipes têm apresentado, nunca pelos méritos desse fraco time do Vasco.

  • Mais uma vez (como sempre, aliás), seus comentários refletem integralmente meu pensamento quando o vejo o Vasco jogar, principalmente nos últimos 3 confrontos. Parabéns, Xará!

MaisRecentes

Vasco acerta o retorno de atacante revelado na base do clube



Continue Lendo

O óbvio e o imprevisível



Continue Lendo

O clássico Evander



Continue Lendo