A cura



Rafael Silva, a 'cura' vascaína (Foto: Daniel Oliveira/FotoArena/LANCE!Press)

Rafael Silva, a ‘cura’ vascaína (Foto: Daniel Oliveira/FotoArena/LANCE!Press)

O Vasco padecia em campo. Estava doente e desacreditado, à espera de um milagre. Eis que surgiu Rafael. Tão são quanto santo. Tanto pranto evitado com o seu manto.

Pintou e bordou no Carioca. Plantou e colheu na Copa do Brasil. Agora, saltou e salvou contra o Cruzeiro.

Rafa significa ‘cura’. El, ‘Deus’. A Cura de Deus. Loucura dos céus, no estufar do véu.

A bola procura o chute pra cura. Ou a cabeçada. O toque do curandeiro é certeiro. Fábio, que tem nome de padre, não é páreo para Rafael, que tem nome de santo. É a hierarquia dos milagres. Um pede, o outro executa.

Rafael estufa. Duas vezes, as redes e os pulmões vascaínos.

A vontade é pura: permanecer entre os mortais. São Rafael foi o único dos arcanjos a conseguir. E o Vasco também pode sonhar. É real!

Rafael, o curandeiro. Silva, o brasileiro. Ainda dá pra se salvar nesse Brasileiro.

Amém!



MaisRecentes

Vasco pode lucrar com a ida de Danilo para a França



Continue Lendo

Martín Silva pontua no Troféu Ademir Menezes; Pikachu reassume a liderança



Continue Lendo

O voo do Vasco



Continue Lendo