A boa estreia do Vasco no Carioca



Montoya iniciou a jogada do 1º gol (Foto: Cléber Mendes/LANCE!Press)

Montoya iniciou a jogada do 1º gol (Foto: Cléber Mendes/LANCE!Press)

O Vasco precisava vencer. Para dar moral, começar a espantar as dúvidas sobre o time e, principalmente, para dar tranquilidade à nova equipe comandada por Doriva.

Não foi uma atuação de gala, com inúmeras chances de gol, mas foi uma apresentação segura, apesar do time ter se exposto no fim da partida. O Vasco dominou o jogo do início ao fim e mostrou que pode sim brigar pelo título.

Os pessimistas podem até falar que vencer a Cabofriense era uma obrigação. É e sempre será, mas entre ser uma obrigatoriedade e uma certeza de vitória, há um longo caminho. Basta lembrar que foi o time de Cabo Frio o único chamado pequeno a bater o Cruz-Maltino no Carioca do ano passado.

A pressão na saída de bola adversária, imposta pelo quarteto ofensivo, mais uma vez funcionou e assim saiu o primeiro gol vascaíno. Montoya roubou a bola, lançou Bernardo e correu para o abraço. E o caminho parece ser esse, principalmente quando enfrentar equipes mais fechadas.

O esquema de Doriva, com todos voltando para compôr a defesa e saindo em velocidade para o ataque, deu certo, mesmo faltando um pouco de perna no fim. Mas é normal neste início de temporada.

Luan fez mais uma excelente atuação. Rodrigo, seu parceiro, também foi seguro. Madson estreou bem e poderia ter sido ainda melhor caso seus companheiros enxergassem algumas de suas subidas ao ataque em velocidade.

Serginho foi outro que surpreendeu positivamente em seu primeiro jogo pelo Gigante, mantendo uma boa pegada no meio de campo e ajudando Lucas na distribuição das jogadas. Marcinho não brilhou mas deixou a sua marca.

Afim de jogo, Bernardo foi decisivo e mostrou que pode sim reviver o bom momento de 2011. Bola para ele não falta, tem é que manter a regularidade e a cabeça no lugar.

Na frente, quem segue devendo é Rafael Silva e a busca por um artilheiro está mantida. Com um atacante mais finalizador à frente – que pode ser Thalles -, as vitórias talvez possam vir de uma forma mais tranquila e soberana.

O Vasco vem em evolução, ganhando corpo e padrão de jogo.

Sim, é possível sonhar mais alto!

Saudações vascaínas! /+/

Facebook – https://www.facebook.com/BlogDoGarone
Twitter – https://twitter.com/BlogDoGarone



  • Daniel José

    Dá-lhe Vascão !!!

  • rodolfo

    Esse time apesar de ser início de temporarada e ainda faltar um bom finalizador merece um crédito de confiança da torcida.

  • Junior Mendes

    Só acho que o ataque ficaria mais objetivo por enquanto, com o Yago no lugar do Ruimfael Silva que não tá jogando nada!!! Entrou no segundo tempo e infernizou a defesa adversária, fazendo boas jogadas e quase fez um golaço…….
    Fica a dica!!!

  • Se você observar o número de desarmes feitos pelo Montoya, a jogada feita por ele que resultou no passe perfeito para marcar o primeiro GOOL,verá que merece a mesma nota dada ao Bernardo.Aliaz,acho as notas dadas um pouco econômicas pelo futebol apresentado pelo VASCO.

    • Jean Lins

      Concordo com relação a nota o Jean deu uma assistência e ganhou nota 5,5 poderia receber no minimo 6,5, agora analisando a situação da nossa equipe o Madson entrou bem, o Christiano parece ser bem esforçado para um inicio de carioquinha a equipe precisa se acertar no meio com homens de criação além de um bom pivô não adianta insistir em atletas que não tem potencial para se tornar craques pode ser até que eu queime a minha língua mais não dá para apostar em Bernardo sendo o homem de criação dessa equipe /+/

      • Adriano Lobato

        Concordo com vc, o Bernardo é um meia de finalização, não um meia de armação, mas n consigo imaginar um bom nome de criação q se encaixe no Vasco atualmente..

  • tulio

    Montoya jogou um pessimo primeiro tempo. Apesar de incansavel na marcação sempre optou pela jogada erra como num contra ataque com 4 ou 5 vascainos.

    Montoya no 2o tempo melhorou muito e acertou passes e mordeu certo.

    Precisamos, pelo menos, de 3 ou 4 titulares. Rafael Silva não é jogador pro ataque e Bernardo é vaga lume e pensa que é craque. Sempre opta pela jogada pelo meio, lembra Carlos Alberto.

    Gostei dos laterais.

  • Reginaldo Rabelo

    Concordo com vc. O início promete mais que se imaginava. O grande problema em relação ao atacante mais fixo é exatamente a inaptidão do Rafael Silva para trabalhar como pivô, situação indispensável para o esquema 4-2-3-1, o que deverá ter maior evolução com o retorno do Thales já para a 4a. rodada. Necessário para rodízio, creio que se deveria solucionar mais rapidamente a contratação do Gilberto(segundo Flávio Gomes, comentarista do Fox Sports e torcedor fanático da Lusa) o grande responsável pela grande campanha da Portuguesa-SP, no campeonato Brasileiro de 2013(o da virada no Tribunal). A Lusa, na tabela, ficara em 11º e o Gilberto foi seu artilheiro com 14 gols(vocação que já demonstrara no Santa Cruz e no Inter-RS). De todo modo, ou ele ou Thales, essa posição é nossa maior carência no momento, pois jogadores como Madson, Cristiano, Serginho, Lucas e Bernardo, têm mais para onde evoluir.

    • Odil Souto

      Tenho insistido em mensagens ao EURICO, que contrate logo o GILBERTO e junte a ele o DAGOBERTO que espera por interessados lá no Cruzeiro, Com o THALES no banco acho
      que teremos um ataque infernal e golearemos até mesmo esse timinho do Flamengo!!

  • Com a volta dos que estão na seleção de juniores e o aproveitamento de alguns jovens da base,o que precisamos é um pouco mais de entrosamento e confiança,porque apesar de desconhecidos ainda;90% contratados até agora são bons e é só uma questão de tempo para mostrar em campo o que esperamos deles.Não adianta ficar pegando jogador que está encostado em outros clubes,porque se estivem jogando bem,não estariam encostados.

  • Wellington Supriano

    O Lucas foi um dos melhores em campo, deu equilíbrio ao meio de campo, flutuando de cabeça em pé e com uma peculiar elegância naquela região do campo. Bravo! Bravo! Bravo! Vasco, amor tão antigo e tão novo!

  • JC

    Esse atual time do Vasco é bem melhor que o anterior: joga mais rápido, tem mais pegada, chuta a gol, mais batalhador e sem o pretenciosismo de Douglas e Kleber; ainda precisamos de um jogador de frente porque esse Rafael Silva não resolverá o problema. Temos o Thales, Marquinhos, Yago e Gilberto (se contratado), que são melhores. A defesa resolve: temos 2 laterais para cada lado e zagueiros (Douglas, Lucas, etc.), enfim, é isso aí, não há milagre é só jogar com raça igual aos pequenos que não são fáceis de ser vencidos, haja vista o empate de Fla x Macaé, jogo duro, considerando que o Fla tem um time aguerrido e difícil de ser vencido (joga com raça). Quando jogamos c/ Fla e S.Paulo saquei que esse time do Vasco, apesar de não ter nenhum crack, tem profissionais novos e com vontade e o adversário tem de jogar muito para vencê-lo. Observei também que o Montoya melhorou muito e deve ser mantido.

  • Thalles deverá ser o centroavante do Vasco. Caso o Gilberto acerte, o Thalles deve brigar por uma vaga. O Rafael Silva não é homem de área, e o Doriva sabe muito bem, pois, foi seu jogador no Ituano.

  • Gostei mito do time ontem apesar de te tido algumas falhas mas isso se corrige com os treinos falta a presença de um centrovante de area prefiro o gilberto do que o thalles pois o thalles esta louco para ser vendido. mas podemos encomodar muito time esse ano. Força vasco

  • Até que em fim alguém observou que o Montoya melhorou muito e que à medida que vem sendo mantido,seu futebol está agora aparecendo .ainda não como queremos,mas certamente esse garoto vai ser um dos protagonistas desse time do Vasco;é só ter chance!!

  • ODILON VASCAINO DA SILVA – RJ

    Estamos esperando………..

MaisRecentes

Precisamos falar sobre Martin Silva



Continue Lendo

Zé Ricardo e Milton Mendes, os antagonistas



Continue Lendo

Sub-20: Vasco contrata atacante de 19 anos que estava no Atlético-PR



Continue Lendo