Villas-Boas, outros portugueses, Sampaoli e até Mourinho citados para comandar o Porto



O Porto demitiu o técnico Julen Lopetegui na semana passada, e até agora não anunciou o seu substituto. A promessa era de que fosse definido até a última segunda-feira, mas não aconteceu. O que alimenta especulações. Depois de ter um treinador que se confundiu muito com o que é o Dragão e não conseguiu implementar suas ideias, o objetivo é levar um treinador que conheça bem os bastidores da equipe. O preferido é André Villas-Boas, e até José Mourinho foi colocado em pauta. Mas os nomes mais fortes são os de Sérgio Conceição e Nuno Espírito Santo. Ambos com passagens no time ainda como jogadores. Jorge Sampaoli e Marco Silva são outros no radar.

Nuno foi logo citado por ser o mais óbvio. Teve duas passagens pelo clube como goleiro reserva, e identificou-se muito. Em 2010, como suplente de Helton, mostrou-se um dos líderes no time, botando a cara na polêmica no caso do “túnel da Luz”, quando houve confusão na casa do Benfica, que deixou Hulk suspenso por três meses. Na ocasião, criou o lema “Somos Porto”, muito usado até hoje. Depois de pendurar as luvas, treinou o Rio Ave e estava no Valencia. Foi demitido recentemente com um trabalho que teve altos e baixos.Nuno Espírito Santo (Foto: Biel Alino / AFP)

Sérgio Conceição foi revelado pelo Porto. Antes de profissionalizar esteve durante dois anos na base do Dragão. Saiu e voltou em 1996, depois foi para a Itália defender Lazio, Parme e Inter de Milão, e voltou em 2004. Sua carreira de treinador tem como ponto alto do vice da Taça de Portugal pelo Braga. Agora, no Vitória de Guimarães, arquirrival dos Bracarenses, faz um bom trabalho. Segundo parte da imprensa portuguesa, o seu nome é o mais forte no momento.

Porém, também há notícias de que Sérgio Conceição poderia chegar para ser um interino com mais “grife” do que Rui Barros, que está lá agora. Mais ou menos o que faz o Chelsea com Guus Hiddink. Para na próxima temporada trazer um técnico de ponta. Para ficar nessa condição, até o nome de José Mourinho foi citado, mas é muito, muito improvável.André Villas-Boas (AFP)

Dessa forma, o nome dos sonhos de todo portista é André Villas-Boas. Portista de coração, treinou o clube na temporada mais vitoriosa depois da era Mourinho. Em 2010/11 ganhou quatro títulos, incluindo o Campeonato Português invicto, a Liga Europa, e a Taça de Portugal. Não brilhou no Chelsea e no Tottenham, e vai bem agora na Rússia. Mas já disse que está em seus últimos meses no Zenit.

Outros dois nomes que fogem dessa identidade portista também são citados. Marco Silva, ex-Estoril e Sporting, que faz um trabalho brilhante no Olympiacos e é um dos técnicos mais promissores da Europa, foi citado. Apesar de ser português e conhecer bem o país, não tem ligações com o Porto. Além de Jorge Sampaoli, que elogiou o clube, mas garantiu que nunca houve contato.



MaisRecentes

CR7 inaugura seu primeiro hotel e vai batizar o aeroporto da ‘Pérola do Atlântico’



Continue Lendo

Clube português promove dispensa coletiva e causa revolta em sindicato



Continue Lendo

Trio brasileiro estreia com vitória pelo Porto em amistoso de pré-temporada



Continue Lendo