Portugueses criam site para pedir desculpas ao herói Éder, ex-patinho feio



De patinho feio a herói. Éder (nunca critiquei) não chegou à Eurocopa apenas desacreditado, mas sim debaixo de críticas. Tanto que Fernando Santos chegou a dar a braçadeira de capitão ao jogador, para dar moral, no amistoso contra a Noruega, e ele fez um dos gols na vitória de Portugal. Agora é a vez do remorso. Tanto que foi criado um site exclusivo para pedidos de desculpas ao atacante (já o fiz) que fez o gol do título da Eurocopa contra a França na final do último domingo. Mas apesar da nova idolatria, ainda não é possível comprar camisa da seleção com o nome do agora cisne branco.

Éder foi a mania desta quarta-feira em Portugal. A Nike convocou o jogador para um evento em sua loja no Chiado, na região central de Lisboa, e o trânsito precisou ser cortado pela enorme presença de fãs. Mas ainda não vende camisas do jogador do Lille.

Um assunto rapidamente comentado foi o site “Desculpa Éder“. Por causa da enorme desconfiança em cima do jogador, dois fãs do Iron Maiden e “um gajo do Sporting” resolveram criar a página, em que cada um pode pedir perdão. Tem gente apenas se desculpando, outras chamando para os seus times do coração, alguns mais engraçadinhos (Éder até quando somos campeões a culpa é tua), e outros mais… Assanhados (engravida-me). Por volta das 18h45 (de Brasília), o site contabilizava mais de 23 mil publicações. O lema ainda foi baseado no da seleção, que era: “Não somos 11. Somos 11 milhões”.

– Acho que não tenho de perdoar ninguém. Se as pessoas estão fazendo isso através do site é porque têm consciência e acham que não estiveram tão bem. Por mim é bem-vindo, mas eu não tenho de desculpar ninguém. As pessoas dão a sua opinião e às vezes não a fazem da melhor forma. Se estão se desculpando é porque sentiram que não estiveram tão bem. No entanto não guardo qualquer rancor – disse Éderzito (que é o verdadeiro nome do novo ídolo português, e não o seu apelido) durante o evento da Nike, fornecedora da seleção portuguesa.

Éder e CR7 (MIGUEL MEDINA / AFP)

Éder e CR7 (MIGUEL MEDINA / AFP)

Éder ainda explicou a sua tradição pessoal da luva branca. O objeto é um companheiro do jogador, e ele explicou o motivo para levá-la normalmente e utilizá-la nas comemorações de gols.

Éder com luva branca (Foto: Reprodução)

Éder com luva branca (Foto: Reprodução)

– Ela tem escrito “acredita”, é uma força para motivar – disse.

Porém, quem quiser uma camisa de Éder para eternizar o momento, simplesmente não pode. O site português MaisFutebol correu por diversas lojas que personalizam uniformes, incluindo virtuais, e simplesmente não conseguiu. O motivo: restrição por direitos de propriedade intelectual.

Pelo loja virtual da Nike, só dá para adquirir de Cristiano Ronaldo, Quaresma, João Mário, André Gomes, Danilo, William Carvalho, Renato Sanches e João Moutinho, mesmo que estes dois últimos não sejam da marca americana. Ao tentar personalizar a camisa, o nome Éder não vai. Mesmo que o sujeito que vá comprar a camisa seja xará do atacante. A empresa não permite. A menos que tire o acento.

Curiosamente, o tal evento foi justamente em uma loja da Nike. Vai entender…



  • GUL DUKAT

    PORQUE ELE É NEGRO

MaisRecentes

CR7 inaugura seu primeiro hotel e vai batizar o aeroporto da ‘Pérola do Atlântico’



Continue Lendo

Clube português promove dispensa coletiva e causa revolta em sindicato



Continue Lendo

Trio brasileiro estreia com vitória pelo Porto em amistoso de pré-temporada



Continue Lendo