Não é só no Brasil que a China está de olho… Portugal assina acordo e chineses devem atuar na Terrinha



O futebol chinês quer mesmo ter o idioma português correndo em seu país. Depois de buscar vários jogadores brasileiros para jogar lá, agora é a vez do sotaque lusitano. Mas não exatamente com talentos da Terrinha por lá. A multinacional Ledman assinou um acordo com a Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LFPF) para patrocinar a Segunda Divisão. Porém, o contrato prevê muito mais do que apenas os naming rights do torneio e a exibição da marca. A ideia é ajudar no desenvolvimento da modalidade na China, com direito até a atletas de lá atuando na competição lusa.

A empresa fica em Shenzhen, perto de Hong Kong e uma das zonas mais prósperas do país, e trabalha no ramo da fabricação de painéis publicitários da alta resolução. Pedro Proença, ex-árbitro e atual presidente da LPFP, foi a Pequim para assinar o acordo com a LPFP, que tem como alvo a Segundona, uma das prioridades de Pedro Proença, ex-árbitro e presidente do órgão.

Divugação do acordo (Foto: Divulgação)

Divugação do acordo (Foto: Divulgação)

Apesar de ser um acordo de uma companhia privada, o governo chinês também tem participação decisiva. Afinal, trata-se de mais um empreendimento para desenvolver o futebol por lá. Já a partir da próxima temporada, a Segundona vai se chamar Ledman LigaPro, e inicialmente a ideia era que os 10 melhores clubes do torneio tenham um chinês, cada. Isso além de três auxiliar que devem estar na competição.

Isso, aliás, gerou alguma discordância, já que essa exigência não se encaixa no regulamento. Durante a coletiva de apresentação em Pequim, Martin Lee, presidente da Ledman, confirmou que isso iria existir, e que ainda estava prevista uma taxa de utilização desses jogadores.

– Iremos escolher os melhores atletas chineses para participar neste intercâmbio e formaremos uma equipede profissionais portugueses para garantir que se integram em Portugal – disse.

Pouco depois, esta exigência foi retirada do acordo, porém é muito provável que, na prática, jogadores chineses estejam na temporada que vem atuando na Segunda Divisão.

Portugal também tem responsabilidades na China. Profissionais do futebol deverão ir ao país oriental para ajudar com o conhecimento da mais anos como marketing, fair play financeiro e outros aspectos. Valores e tempo de contrato ainda não foram divulgados. De acordo com nota da Ledman, tudo isso será dito no momento mais oportuno. Pedro Proença, que apitou finais de Liga dos Campeões e Eurocopa, celebrou o acordo.

– Fundamentalmente, vai ser um patrocínio para a Segunda Divisão, embora se abram portas para que abranja a Liga de Portugal como um todo



MaisRecentes

CR7 inaugura seu primeiro hotel e vai batizar o aeroporto da ‘Pérola do Atlântico’



Continue Lendo

Clube português promove dispensa coletiva e causa revolta em sindicato



Continue Lendo

Trio brasileiro estreia com vitória pelo Porto em amistoso de pré-temporada



Continue Lendo