Helton é um dos caras mais legais do futebol português. E voltou a demonstrar isso



Helton é o jogador mais velho do Porto, mais antigo dentro do elenco, e nesta quarta-feira, provou mais uma vez ser também o mais carismático. Muito respeitado em Portugal não só pelo que faz em campo, mas também por sua conduta, voltou a mostrar porque é querido pelo país, não só pelos portistas. Ao ser o herói na classificação do Dragão para a semifinal da Taça de Portugal, ao defender um pênalti no último lance no Estádio do Bessa, rapidamente foi consolar Douglas Abner, jovem brasileiro de 19 anos que perdeu a cobrança.

Logo após a defesa, veio o apito final. Enquanto todos os jogadores do Porto e a sua própria torcida, presente no estádio que fica na mesma cidade, comemoravam e esperavam pelo herói, ele foi falar com o seu compatriota e ficou um tempo abraçado com outros jogadores do Boavista, um dos principais rivais do Dragão. Isso em um jogo histórico para ele. Foi sua partida de número 327. Agora é o segundo estrangeiro que mais defendeu o clube, ficando atrás apenas do também brasileiro Aloísio, com 474.Helton (Foto: Reprodução / O Jogo)

Por conta de atitudes como esta, Helton acaba sendo retribuído. Um momento que certamente é um dos mais marcantes em sua carreira é a lesão que teve em março de 2014. Ficou praticamente um ano parado, e por isso chegou a perder espaço no time. Quando se machucou, estava justamente no Estádio José Alvalade, em clássico contra o Sporting. Toda a torcida leonina aplaudiu o jogador, em um claro gesto de carinho e respeito, que o próprio goleiro garante que se emocionou.

Em 2013, tive a oportunidade de visitar Helton em sua casa para fazer uma entrevista. Pouco, ou quase nada, falamos de futebol. O foco da conversa era a música, já que ele é multi-instrumentista e também trabalha com isso, e a relação com o povo português. Na ocasião, ele falou sobre o respeito dos rivais.

– Eu acho que é sempre importante, antes do atleta, eu sou ser humano. Às vezes se esquece que há um ser humano por trás. Tem que saber ponderar, é importante. Eu respeito todo mundo, procuro isso. E fico feliz, procuro fazer por onde, se tiver que tirar foto, vou fazer, respeito para ser respeitado. Sei que posso caminhar tranquilo – disse o ídolo.

Por falar em sua relação com a música, os seus shows são outros momentos que demonstram isso. Já chegou a tocar no show da virada de ano na tradicional Avenida dos Aliados, no Porto.

E a idolatria ficou ainda maior depois que perdeu a posição, por ter demonstrado lealdade. Depois de sua grave lesão no tornozelo, só foi barrar Fabiano na reta final da temporada passada, após a eliminação na Liga dos Campeões contra o Bayern de Munique. E ainda renovou contrato. Agora é reserva de Casillas. Aliás, o próprio espanhol já disse que admira muito Helton, por ser o jogador mais bem humorado do elenco, e por isso já é um amigo.

Os números também ajudam a explicar porque Helton é ídolo. O ex-goleiro do Vasco já levou 18 títulos pelo clube. E certamente é o segundo maior jogador da posição da história do time, ficando atrás apenas de Vítor Baía.



MaisRecentes

CR7 inaugura seu primeiro hotel e vai batizar o aeroporto da ‘Pérola do Atlântico’



Continue Lendo

Clube português promove dispensa coletiva e causa revolta em sindicato



Continue Lendo

Trio brasileiro estreia com vitória pelo Porto em amistoso de pré-temporada



Continue Lendo