Conheça o brazuca que é o ‘matador de dragões’ em Portugal



O jovem meia Bruno Lamas, nascido em São José do Rio Preto, completou recentemente um ano de Portugal, aonde defende o Leixões, e acabou descobrindo uma nova vocação: destruidor de Dragão. O camisa 9, que atua como um 10 do time de Matosinhos, já enfrentou três vezes o Porto B, e marcou em todos os jogos. Aos 21 anos, o garoto que passou por Santos, São Paulo e Cruzeiro nas categorias de base, acredita que o seu dom em marcar contra o time grande do norte do país pode ser a porta de entrada para ir para um dos gigantes da Terrinha. Quem sabe até mudar de lado e ser um defensor do azul e branco.

Bruno Lamas chegou no ano passado (Foto: Divulgação)

Bruno Lamas chegou no ano passado (Foto: Divulgação)

– Os gols contra o Porto estão saindo, trabalho sempre para dar o melhor, e foi uma coincidência. Claro que sempre que jogo contra eles, vem o pensamento se vai sair mais um. Conversei com a minha família, a minha mulher e brincamos torcendo para sair mais um, e saiu. Mas chama a atenção deles, penso que chama né… Três gols seguidos contra um clube grande, por mais que seja o time B, é o líder da tabela, ainda com vantagem sobre o segundo colocado – disse Lamas, que também teve uma breve passagem pelo São Caetano, ao blog Futebol na Terrinha:

– Então com certeza eles olham com outros olhos para mim, fiz bons jogos contra eles, e as outras equipes devem estar de olho também. Então é seguir trabalhando para conseguir a minha meta.

Sobre sua chegada, como bom brasileiro, sentiu dificuldades com o frio mais rigoroso do que nas cidades que já tinha morado. Porém, o que também chamou a atenção dele foi a sempre engraçada boca suja dos portugueses, além da educação acima da média que estava acostumado. E a excelente culinária.

– Foi meio complicado no começo. Senti muito frio. Estava acostumado com o Brasil, de férias na praia, cheguei e um frio danado. E uma coisa engraçada é que mesmo sendo português, não entendi muito. Rápido e enrolado. E tem os palavrões, toda hora é foda-se, caralho… Comida boa, achei boa. Muito restaurante brasileiro também. E o povo é mais educado, achei isso diferente. Mas é um país muito legal e uma cidade maravilhosa – analisou.

Lamas foi destaque na imprensa após a vitória sobre o Porto B na semana passada por 2 a 0 (Foto: Reprodução)

Lamas foi destaque na imprensa após a vitória sobre o Porto B na semana passada por 2 a 0 (Foto: Reprodução)

O início de Bruno foi no São Paulo. Ganhou títulos na base e chegou a defender a Seleção Brasileira sub-15. Depois de ganhar uma Copa Nike, machucou-se e não teve mais oportunidades. Foi aí que ele diz que começou a ver que o futebol não era “aquela brincadeira que todo garoto pensa”. Foi para o Santos já com algum nome e entrou no grupo de promessas do Peixe. Na ocasião, chegou a treinar com Neymar e Paulo Henrique Ganso, e se encantou com a dedicação da dupla.

Acabou não renovando por questões extra-campo que nem gosta muito de tocar no assunto, e acabou indo para o Cruzeiro. Disputou torneios no exterior. Na Holanda foram três, a Raposa ganhou dois e ele ainda foi artilheiro em um. Chegou a treinar no profissional, ganhava elogios de alguns companheiros, chegou a subir, mas as oportunidades não vinham.

– Por isso tudo, estou muito mais maduro. Tenho 21 anos, mas os próprios colegas sentem que tenho muita cabeça por tudo que passei. Eu trabalho sempre buscando o melhor a cada dia. Tem que estar sempre melhorando, e sempre buscando os times grandes. Jogar para chegar lá. A cada temporada melhorar, dar um passo – disse.

Bruno Lamas já fez sete gols nesta temporada (Foto: Divulgação)

Bruno Lamas já fez sete gols nesta temporada (Foto: Divulgação)

Antes ainda de acertar com o Cruzeiro, Lamas já começou a “namorar” com Portugal. Foi passar umas férias na casa do seu amigo Lucas Piazon, hoje no Reading, e recebeu um convite do Braga. Ficou por uma semana lá no Minho conhecendo a estrutura dos Arsenalistas, mas acabou acertando com o time mineiro. Depois, a internet foi fundamental para a aproximação com o Leixões.

– Eles viram os meus vídeos, me acompanharam, e um rapaz entrou em contato pelo meu telefone, que tinha no meu vídeo, fizeram uma proposta, falaram do projeto que tinham para o Leixões, achei interessante. Na época não tinha chances no Cruzeiro, como tenho passaporte europeu, achei que era uma porta de entrada para a Europa e começar a abrir o mercado aqui. Resolvi vir, mesmo passando dificuldades, achei interessante e acho que vai dar tudo certo.

Próxima meta é dar o salto para um grande português (Foto: Divulgação)

Próxima meta é dar o salto para um grande português (Foto: Divulgação)

Fã de Ronaldinho Gaúcho, Zidane, Totti e Ganso, Lamas se define como um meia ofensivo, que chega na área para finalizar e busca assistências. As cobranças de falta são sua especialidade. Já fez três nesta temporada, inclusive um em cima do Porto B no último fim de semana. Ao projetar o futuro, o primeiro objetivo é ir para um dos grandes de Portugal, crescer, e depois o grande sonho: Seleção. Pode até ser a de Portugal ou até mesmo da Itália.

– Todo jogador pensa em um dia chegar na Seleção. Já fui para a sub-15, e fiquei até perdido, nem acreditei no que está acontecendo. E a principal é uma coisa de outro nível. Trabalho todo dia para ir para um grande, mas nunca deixo de pensar em Seleção. Quanto à seleção portuguesa, claro, se um dia tiver convite e não tiver oportunidade na Brasileira, a gente pensa… Nunca sabemos o que vai acontecer. Tenho nacionalidade italiana, que também pode ser uma opção. Quem sabe um dia.



MaisRecentes

CR7 inaugura seu primeiro hotel e vai batizar o aeroporto da ‘Pérola do Atlântico’



Continue Lendo

Clube português promove dispensa coletiva e causa revolta em sindicato



Continue Lendo

Trio brasileiro estreia com vitória pelo Porto em amistoso de pré-temporada



Continue Lendo