Clube ‘toca o terror’ na Quinta Divisão de Portugal e causa grande briga em arquibancada



A Divisão de Honra da Associação de Futebol do Porto (AFP), que poderia ser equivalente à Quinta Divisão de Portugal, e deveria ser uma categoria pacata e até amadora, tem vivido com momentos tensos. Graças ao clube Canelas 2010. O ápice foi neste domingo no jogo contra o Vila Caiz. Após o apito final do empate em 0 a 0, uma verdadeira pancadaria nas arquibancadas do Estádio Municipal de Vila Meã, uma freguesia do concelho de Amarante.

O Canelas é líder absoluto do torneio. Tem 52 pontos, 11 a mais que o Gondim-Maia, vice. Mas os rivais começaram a reclamar da falta de verdade desportiva, violência exagerada do time e intimidação com a arbitragem.

Cenas da briga (Foto: OCTÁVIO PASSOS/GLOBAL IMAGENS)

Cenas da briga (Foto: OCTÁVIO PASSOS/GLOBAL IMAGENS)

O que está por trás disto é uma reclamação pela presença de dois jogadores específicos: Fernando Madureira, o Macaco, e Aranha. O primeiro é líder da Super Dragões, maior torcida organizada do Porto.

Os clubes começaram a protestar, e a AFP resolveu nomear três delegados para os jogos do Canelas, para monitorar e tomar decisões disciplinares, além da abertura de um processo de averiguações para o apuramento da verdade.

Em uma reportagem do “Record”, dirigentes de outros clubes lamentaram o clima de terror e intimidação do Canelas dentro e fora de campo. Além disso, praticamente 90% dos árbitros da AFP informaram estar indisponíveis para os jogos do time, e três clubes, Maia Lidador, Lavrense e Balasara, recusaram-se a entrar em campo. Aranha é acusado de ser o mais violento e problemático. O Vila FC até fez um vídeo para mostrar alguns lances.

https://www.youtube.com/watch?v=7tnL-rpVu70

Curiosamente, a primeira derrota do Canelas no torneio veio após a publicação da reportagem, para o Gondim-Maia.

Tudo isso culminou nas cenas lamentáveis deste domingo. Segundo novamente o “Record”, um torcedor infiltrado entre os fãs do Vila Caiz começou a provocar o Macaco, e a torcida do Canelas tomou suas dores, invadiu o setor e começou a pancadaria. Uma mulher teve ferimentos leves.

– Isto é lamentável, ainda mais quando o torcedor infiltrado estava na arquibancada do Vila Caiz. Há o risco de não conseguirmos jogar o próximo jogo no nosso campo – lamentou José Ferraz, presidente do Vila Caiz.



MaisRecentes

CR7 inaugura seu primeiro hotel e vai batizar o aeroporto da ‘Pérola do Atlântico’



Continue Lendo

Clube português promove dispensa coletiva e causa revolta em sindicato



Continue Lendo

Trio brasileiro estreia com vitória pelo Porto em amistoso de pré-temporada



Continue Lendo