Benfiquistas roubam jovem cadeirante portista e clubes se unem para apoiar o garoto



O Porto B derrotou o Benfica B na última quarta-feira pela Premier League International Cup, em Londres por 1 a 0, porém, o que mais chamou a atenção no jogo foi um fato lamentável que aconteceu depois, e que agora está servindo para unir os dois clubes fora de campo. O goleiro Gudiño, do Dragão, deu sua camisa ao pequeno Leonardo, criança cadeirante que assistia ao jogo. Mas, torcedores benfiquistas, que já tinham lançado uma garrafa em Luís Castro, treinador do Porto B, acharam que seria legal roubar o garoto. A mãe dele se indignou no Facebook e a repercussão foi imediata.

“O Sport Lisboa e Benfica lamenta e repudia as ações atribuídas a torcedores do clube. O esporte exige respeito, muito mais com aqueles que lutam com limitações físicas de qualquer ordem. Temos o direito a exigir respeito, quando respeitamos. Infelizmente, há sempre alguns que não sabem respeitar nem a história, nem a grandeza do clube. Ao jovem torcedor do Porto que foi covardemente incomodado, o Benfica endereça um pedido de desculpas e espera que uma situação destas nunca mais se repita”, publicou o Benfica em seu site.

O pequeno Leonardo recebendo a camisa de Gudiño (Foto: Reprodução)

O pequeno Leonardo recebendo a camisa do mexicano Gudiño (Foto: Reprodução)

O Porto também se manifestou, não só em relação ao ocorrido, mas também sobre o que o Benfica publicou. Na Dragões Diário, newsletter oficial do clube, a atitude foi elogiada, e foi lembrado que a violência não tem lugar no futebol.

“Correta a atitude do Benfica, que se demarcou do triste comportamento dos torcedores do clube que roubaram o pequeno Leonardo. Muito nos separa do Benfica, mas felizmente nesta matéria estamos do mesmo lado, contra a violência e os excessos”, publicou.

Agora, para devolver o sorriso ao garoto, uma bela atitude da Super Dragões, principal torcida do Porto. Eles convidaram Leonardo e sua família para ir ao Estádio do Dragão no próximo dia 25, com todas as despesas pagas, para assistirem ao jogo contra o Borussia Dortmund, pela Liga Europa. O jovem vive em Londres, e o próprio clube da Cidade Invicta já vai dar nova camisa, cachecol, e levá-lo aos próximos jogos do torneio disputado na Inglaterra.



MaisRecentes

CR7 inaugura seu primeiro hotel e vai batizar o aeroporto da ‘Pérola do Atlântico’



Continue Lendo

Clube português promove dispensa coletiva e causa revolta em sindicato



Continue Lendo

Trio brasileiro estreia com vitória pelo Porto em amistoso de pré-temporada



Continue Lendo