Conheça a história de como o Porto quase contratou Cruyff



Por pouco, a história de Johan Cruyff, que morreu nesta quarta-feira, não sofreu uma grande mudança. Antes mesmo de conquistar suas três Ligas dos Campeões seguidas pelo Ajax, e muito antes de ir brilhar com a camisa do Barcelona. Em 1970, o eterno craque recebeu uma oferta do Porto, e só não foi porque faltaram alguns contos.

A história pouco conhecida é revelada no livro “Glória e Vida de Três Gigantes”. O Dragão vivia um longo jejum. Não conquistava o Campeonato Português desde 1959. Uma década inteira de seca. Em uma reunião liderada pelo presidente Pinto de Magalhães, foi proposta a contratação de um craque de nível internacional, e que os 6 mil presentes ajudariam financeiramente na compra.

Todos concordaram e o nome escolhido foi o de Cruyff. Então um jovem astro de 23 anos despontando no Ajax. E já arrebentando. Mas antes dos títulos europeus.

Ficou decidido que cada um na tal reunião entraria com um conto de escudo. Difícil converter esse valor hoje, pois a moeda não existe mais. Mas seria algo como cinco euros (ou R$ 20). Em junho de 1970, o Porto entrou em contato com o Ajax, que mostrou-se disposto a negociar. Porém, chegaram ao valor mínimo de 8 mil contos de escudo (mais ou menos R$ 164 mil). Além de mais 3 mil contos (R$ 61 mil) em luvas para Cruyff.

O Porto não conseguiu chegar ao valor pedido pelos holandeses, e o Dragão acabou recuando. Na temporada seguinte, Cruyff iniciou uma sequência de três Champions pelo Ajax, e o clube azul e branco só voltou a ser campeão português em 1977/78.



MaisRecentes

CR7 inaugura seu primeiro hotel e vai batizar o aeroporto da ‘Pérola do Atlântico’



Continue Lendo

Clube português promove dispensa coletiva e causa revolta em sindicato



Continue Lendo

Trio brasileiro estreia com vitória pelo Porto em amistoso de pré-temporada



Continue Lendo