Valentim e o caminho errado



Gosto do trabalho de Alberto Valentim. Vi partindo dele méritos na conquista do Campeonato Carioca. Porém, nas últimas semanas o treinador vem tomando o rumo errado ao analisar a irregularidade que tem sido a marca do Botafogo no Campeonato Brasileiro.

O Botafogo é um time bipolar. Capaz de apresentar um primeiro tempo como vimos contra o Vasco ou um desempenho ridículo como o exibido diante do Ceará. Sabemos que o desgaste físico algumas vezes gera essa diferença. Ainda mais em um elenco que não é recheado de grandes jogadores. Porém, responsabilizar a parte técnica pelo que foi presenciado diante dos cearenses parece a fácil tentativa de se afastar de qualquer responsabilidade em uma noite onde nada deu certo. Principalmente as escolhas do treinador.

Pelo caráter e respeito que tem pelo elenco, Alberto logicamente não quis culpar os jogadores. Mas escolheu palavras erradas para explicar o tropeço.

Valentim escalou mal e mexeu pior ainda. Um exemplo disso foi a entrada de Luiz Fernando na vaga de Aguirre justamente em um momento que o Alvinegro precisava de poder de fogo. Com Rodrigo Pimpão e Brenner no banco, empatando sem gols com o lanterna, em casa, não dava para trocar um atacante por um meia. Uma questão de bom senso.

Os erros cometidos na noite de quarta-feira não devem ser levados em consideração para a troca de comando. A solução passa longe disso, pois Alberto Valentim já mostrou sua capacidade e tem condições de fazer esse time render muito mais. Só não pode ir pelo caminho errado.



MaisRecentes

Zé Ricardo é uma atitude corajosa da diretoria



Continue Lendo

O desejo de priorizar o elenco passa por Carli



Continue Lendo

Jogador gosta de competição



Continue Lendo