Uma estreia que permite projetar um bom futuro



O Botafogo disputou uma final de Campeonato Carioca em que teve que lutar até o último segundo pelo título, com direito a disputa de pênaltis. Depois, viajou ao Chile para derrotar o Audax Italiano por 2 a 1 na estreia na Copa Sul-Americana. Diante de tanto desgaste, chegou sob desconfiança para a estreia em casa no Campeonato Brasileiro. O rival era o Palmeiras, para muitos o melhor elenco do país e favorito ao título.

Soma-se a essas dificuldades alguns desfalques perdidos ao longo das batalhas. Moisés, Renatinho e Marcelo, por exemplo, ficaram de fora. Isso para não falar em João Paulo. Ou seja, a preocupação era grande.

Mas o que se viu em campo foi um time muito bem organizado, lutando o tempo todo e por vários momentos dominando completamente o adversário. Uma exibição que anima para a sequência da temporada. Valentim parece ter conseguido encontrar um equilíbrio que dê competitividade ao Glorioso.

Deficiências existem. A qualidade no último lance, na hora de colocar a bola na rede, ainda é um problema. Outro fato a ser trabalhado é a recomposição quando a bola é perdida no ataque. Mas ajustes estão sendo feitos e a evolução é muito grande.

Qual a posição na tabela que este time pode alcançar ainda é cedo para sabermos. Título é muito pouco provável. Mas, pelo menos, se repetir a atuação da estreia, grandes sustos também não sofrerá.



MaisRecentes

Zé Ricardo é uma atitude corajosa da diretoria



Continue Lendo

Valentim e o caminho errado



Continue Lendo

O desejo de priorizar o elenco passa por Carli



Continue Lendo