Hora de fazer história



O Botafogo retoma a sua caminhada no Campeonato Brasileiro enfrentando a Chapecoense nesta quarta-feira no Estádio Nilton Santos. Com 40 pontos, o jogo vale a permanência na zona que leva para a Copa Libertadores. Classificar para o torneio continental é algo fundamental para as finanças do clube. Representa ter um time melhor em 2018, aumento de receita, visibilidade e ser ainda mais interessante para grandes craques.

Justamente por conta disso que o elenco, que deve permanecer na sua maioria em 2018, tem que entender o momento histórico. Classificar o Botafogo dois anos seguidos para a Copa Libertadores seria um feito histórico se olharmos o passado. Afinal de contas, se confirmada, será a primeira vez na história do Glorioso que isso vai acontecer.

Porém, fazer história neste caso representa olhar para o futuro. Um time campeão se faz subindo degraus. A eliminação na Copa do Brasil e na Libertadores podem ser lembradas, como escrevi anteriormente, como pontos de partida para grandes conquistas mais na frente. Fazem parte de um processo de amadurecimento como clube.

Projetar o futuro é de certa forma ter a exata noção de como as coisas aconteceram no passado. Há um ano poucos acreditariam que o Botafogo chegaria até as quartas de final da Libertadores. Justamente por isso é o momento de olhar a partida desta quarta-feira como o ponto inicial para as importantes conquistas de 2018, que estão por vir. Hora de ganhar no Niltão e hora de a torcida mais uma vez chegar junto e apoiar o time.



MaisRecentes

O desejo de priorizar o elenco passa por Carli



Continue Lendo

Jogador gosta de competição



Continue Lendo

Uma estreia que permite projetar um bom futuro



Continue Lendo