O Botafogo e a necessidade de contratar



Para não ser implicante vou passar batido em relação ao excesso de jogadores lesionados no Botafogo. Vai parecer perseguição. Mas contra fatos não há argumentos e o time de atletas fora de combate, daqui a pouco, vai poder disputar coletivo com os que estão aptos para irem a campo. Isso, no meu entender, precisa ligar rapidamente o sinal de alerta da diretoria e do técnico Jair Ventura, embora este já tenha destacado por algumas vezes a necessidade de um reforço.

Sassá foi embora e com ele o melhor centroavante do Botafogo. Roger que me desculpe, é jogador para compor elenco e nada mais. Útil para entrar na hora de um abafa no segundo tempo. Luciano é uma contratação que agrada e fiquei ainda mais satisfeito quando soube que Jair o telefonou para falar do projeto. Ou seja, tentando incorporar o atleta ao grupo antes mesmo de sua contratação. Não é à toa que esse treinador do Botafogo um dia estará no comando da Seleção Brasileira. Mas isso é papo para depois.

O Botafogo, porém, não pode parar por aí, em Luciano. Marcos Vinicius não me parece solução para o meio, que tem Montillo como incógnita e Camilo sobrecarregado, tanto que acusou o golpe do desgaste físico.

O susto causado por Víctor Luís deixa claro que também é preciso um lateral-esquerdo. Na lateral direita também se faz importante mais um nome.

Muitos vão falar que é fácil ficar apontado carências e que é complicado descobrir dinheiro para pagar isso. Mas ao passo que o time vai avançando nas competições fontes de receitas se abrem e é preciso acompanhar o ritmo. Uma coisa chama a outra.

E agradeçam que não falei da necessidade de um goleiro. Isso porque Gatito volta da seleção paraguaia e Jéferson está perto de voltar. O que não dá é para chorar pelo LEITE derramado.



MaisRecentes

Valentim e o caminho errado



Continue Lendo

O desejo de priorizar o elenco passa por Carli



Continue Lendo

Jogador gosta de competição



Continue Lendo