A necessidade de motivar o elenco e de reforços pontuais



O ano não tem sido tranquilo para o Botafogo, que chegou a lutar em três frentes, sempre deixando claro a prioridade pela Libertadores. Porém, parte da brincadeira chega ao fim no domingo, quando o Campeonato Brasileiro começa. O Grêmio não é o Nova Iguaçu, com todo respeito. Corinthians não é Madureira e São Paulo não é Resende. Palmeiras, do Boavista, só tem as cores. Isso sem falar que enquanto descansa, o Fogão ainda vai ter que duelar na Copa do Brasil. Assim, não vai dar para encarar o Brasileirão e nem o mata-mata nacional do mesmo modo que foi tratado o Campeonato Carioca.

Jair Ventura, treinador esperto que é, sabe disso. Agora, a sua principal tarefa será manter o elenco todo motivado. Ele tem deixado claro que seu trio de volantes, por exemplo, é Aírton, Bruno Silva e João Paulo. Mas Fernandes, Matheus Fernandes, Rodrigo Lindoso e Dudu Cearense precisam estar tão afiados quanto os demais. É preciso trazer todo mundo para a competição. Leandrinho tem que se sentir importante, assim como Camilo e Montillo. Roger tem que lutar todo os dias para desbancar a titularidade do Sassá. É fundamental recuperar rapidamente os machucados, como Jéfferson e Luis Ricardo. O banco e as peças de reposição têm papel determinante nisso tudo.

Aí entra também o papel da diretoria. É preciso contratar. E não dá para ser aposta, com todo respeito ao Arnaldo. Alguns nomes ventilados em vários órgãos de imprensa e nas redes sociais podem interessar, como Madson, embora este pareça cada vez mais longe, Neilton e Rafael Marques. Jogadores que tenham algum histórico, no caso dos dois últimos, inclusive histórico alvinegro. Alguns reforços pontuais precisam dar corpo ao time, pois o Botafogo tem potencial e garra para brigar em várias frentes. Só não pode perder para ele mesmo.

FLA-FLU: Sei que o espaço é alvinegro, mas vendo a falta do Rever no Henrique lembrei da final de 2007. Do gol e da expulsão do Dodô no fim do jogo. Só não sei por que pensei nisso na hora….



MaisRecentes

Valentim e o caminho errado



Continue Lendo

O desejo de priorizar o elenco passa por Carli



Continue Lendo

Jogador gosta de competição



Continue Lendo