Botafogo: um time que não aceita perder



O atual time do Botafogo é capaz de encher de orgulho seu torcedor. Essa minha frase poderia ser até normal se escrita um dia depois da conquista de um título. Mas não foi. Está sendo escrita um dia depois de uma derrota na decisão da Taça Rio para o Vasco. O Botafogo não tem o melhor elenco entre os times brasileiros. Não tem a melhor equipe. Não tem nenhum fora de série. Não tem o técnico de mais nome. Porém, com certeza, nenhuma equipe tem lutado mais em campo do que o Glorioso.

Mesmo diante de um calendário de futebol brasileiro que beira o limite da covardia, o Botafogo tem sido guerreiro. Um calendário que consegue impor a um dos seus times a jogar na quinta-feira à noite na Colômbia, decidir um título no domingo à tarde no Rio de Janeiro, jogar na quinta-feira seguinte no Equador e ter mais um clássico regional no domingo depois. Algo inimaginável se o bom senso for levado a sério.

Esse Botafogo que paga o alto preço de ir avançando nos torneios que disputa tem uma nova batalha em Guayaquil na quinta-feira. Alguém duvida que os jogadores do Botafogo vão lutar os noventa minutos? O resultado do jogo a gente não sabe qual vai ser, mas posso assegurar que vamos ver os botafoguenses derramando sangue e suor em campo. Isso já é suficiente para encher de otimismo um torcedor que nos últimos anos vinha meio que preocupado com os rumos do clube.



MaisRecentes

Valentim e o caminho errado



Continue Lendo

O desejo de priorizar o elenco passa por Carli



Continue Lendo

Jogador gosta de competição



Continue Lendo