A importante recuperação de Sassá



Sei que a minha opinião neste post vai gerar a revolta de boa parte dos torcedores do Botafogo, quem sabe até da maioria. Mas eu brindei a entrada em campo de Sassá no segundo tempo do jogo contra o Boavista. Também lamentei muito que o atacante não tenha conseguido colocar a bola para o fundo da rede quando teve a oportunidade. Um gol seria muito importante para retomar a confiança.

Sassá tem o estilo da Libertadores. Se estivesse bem poderia ser aquele homem de velocidade no ataque para jogar ao lado de Pimpão no Paraguai. Para um jogo do porte que o time vai enfrentar no Paraguai teria mais condições de prender os defensores paraguaios em seu campo do que o próprio Roger, que não tem a velocidade como companheira. Infelizmente não foi inscrito para o torneio.

A revolta da torcida do Botafogo com Sassá se deve ao seu comportamento fora de campo. A ter posado com o dinheiro na mão e por uma vida noturna que parece chamar a atenção. O envolvimento na expulsão de Aírton contra o Grêmio também é lembrado como algo que quase tirou o time da Libertadores. Mas também devemos lembrar que muitos de seus gols foram determinantes para o time estar no torneio continental. Foram 12 deles ao longo da competição.

Trata-se de um jogador que conhece o clube, por estar há muitos anos em General Severiano. Se não é craque, o que de fato não é, pelo menos tem muito mais sangue em campo do que Canales e outros jogadores de nome que já vestiram essa camisa. Isso também não lhe garante o posto de titular absoluto do time, mas, na minha modesta opinião, lhe tornaria integrante do 11 principal no choque desta quarta-feira. Pena que não foi inscrito.



MaisRecentes

Zé Ricardo é uma atitude corajosa da diretoria



Continue Lendo

Valentim e o caminho errado



Continue Lendo

O desejo de priorizar o elenco passa por Carli



Continue Lendo