O jogo de xadrez



O Olimpia é um adversário muito perigoso. Não apenas pelo fato de já ter vencido a Copa Libertadores três vezes. Ponto para gerações passadas. O maior problema para o Botafogo nesta quarta-feira será o desejo dos atuais jogadores de escreverem o nome na história do clube. Falo isso porque o time que eliminou o Independiente del Valle o fez com autoridade em Assunção. Isso torna a partida de logo mais um jogo de xadrez.

Alguns aspectos contribuem para que esse jogo de xadrez seja para jogadores astutos, de primeira linha. O primeiro fato é que a bola sempre pesa mais nos pés do anfitrião desde que inventaram o gol como visitante como critério de desempate. No meu modesto modo de ver uma bobagem. Um time que empata por 1 a 1 em casa e por 2 a 2 fora não teve mérito nenhum a mais do que o seu rival para avançar. Para mim isso só serviu para se deixar o anfitrião mais nervoso e menos ofensivo. Paciência. Vai ser desse jeito e é assim que precisa ser encarado.

Essa queimação que o plantel botafoguense deverá sentir com a bola nos pés deve ser bem administrado. É importante saber que não se pode pensar em sofrer gols e que o 1 a 0 é uma verdadeira goleada. Já o 2 a 1, mesmo tendo servido diante do Colo-Colo, é perigoso.

A torcida também precisa ter seu papel. Apoiar muito quando o time tiver com a bola nos pés. Entender que muitas vezes será preciso recuar para se conseguir um novo avanço. É preciso ter paciência mesmo quando o Jonas estiver com a bola. Basta pensar que será por pouco tempo, pois ele costuma se livrar logo dela. É preciso entender que o Helton Leite não é o melhor goleiro do mundo. Mas se estiver em campo é o que o Glorioso tem e é com ele que se tem que ir. É fundamental marcar o adversário e alertar os jogadores ao longo dos noventa minutos, mostrando que o Niltão é sim um caldeirão. Com empenho e dedicação e com os jogadores de qualidade inspirados, o Botafogo pode seguir avançando.



MaisRecentes

O desejo de priorizar o elenco passa por Carli



Continue Lendo

Jogador gosta de competição



Continue Lendo

Uma estreia que permite projetar um bom futuro



Continue Lendo