A elogiável prudência de Ventura



Muitos treinadores após seis vitórias em oito jogos estariam dando entrevistas e batendo no peito: “Tirei o Botafogo do risco de rebaixamento”, “hoje estamos tranquilos”, “um clube como o Botafogo deve pensar grande e projetar o G-4”. Jair Ventura não faz assim. Para ele a tranquilidade no Campeonato Brasileiro só virá com uma pontuação que historicamente lhe garanta não correr riscos de queda.

A prudência de Jair é elogiável. O Brasileirão é uma competição muito competitiva e temos diversos casos que comprovam que não dá para comemorar antes. Alguém duvidava que o Fluminense fosse para a Libertadores em 2005? Aliás, o Fluminense não tinha caído em 2009? São apenas alguns exemplos de que uma sequência ruim pode colocar qualquer planejamento na lata do lixo. A realidade é que todo clube, sem exceção, entra no Brasileiro pensando primeiro nos 45 pontos. Isso pode ir mudando conforme a campanha. Mas ninguém pode bater no peito e dizer que não corre nenhum risco antes de a bola rolar para a primeira rodada.

Além do histórico, Jair sabe que treina um elenco onde um por semana se machuca sem que departamento médico e preparação física sejam cobrados. Contra o Vitória ele não teve Jéfferson, Luis Ricardo, Fernandes, Aírton, Neilton, Sassá e se esqueci de alguém peço desculpas, pois é complicado lembrar de todos.

Com prudência, pés no chão e humildade, porém, com o grupo nas mãos, Ventura vai aos poucos mudando o patamar do Botafogo no Campeonato Brasileiro. E tomando cuidado para não contar isso para ninguém.



  • Floriano Camargo

    Concordo com o Mansell sobre a postura do JV. Já falamos muito, mas continua a incomodar o torcedor a aparente fragilidade de nossos jogadores absorvendo contusões. E outro item é o enorme cansaço observado em alguns atletas já na metade do segundo tempo das partidas. Afinal, é a preparação física, a alimentação, o descanso (ou falta de), etc.?! Creio que seria oportuno alguém do clube se pronunciar a respeito.

  • Manx

    Mansell, discordo de você e do técnico Jair.

    Então:

    O técnico Levir do Fluminense sempre acreditou no time do Fluminense pra que o mesmo consiga uma vaga no G4. Então pq o técnico Jair do Botafogo não acredita no time do Botafogo em vaga no G4?

    “Levir diz que sempre acreditou em vaga no G4 e aposta na força de Edson Passos

    “Levir Culpi garante que time brigará por vaga na próxima Libertadores. Depois de ganhar do Figueirense, treinador aposta na força da equipe atuando no estádio com apoio da torcida

  • Jorge Luis

    Caro amigo botafoguense Manx, com o devido respeito, acho que o Levir sempre acreditou que o Flu dele possa garantir uma vaga no G4 pelo simples fato de o time dele em nenhum momento entrar na zona de risco e sim estar quase sempre brigando na parte de cima, ao contrário do nosso time que passou o primeiro turno todo ou na zona de risco ou brigando para não entrar graças ao fraquíssimo e retrancado RG que agora está lá maltratando os tricolores paulistas. Claro que agora já estamos começando a pensar no G4, mas como caldo de galinha não faz mal a ninguém, vamos garantir logo os 45 pontos daqui a 3 ou 4 rodadas e aí sim, pensar só no G4. Isso, claro, não lhe impede de sonhar apenas com o G4 como um grande botafoguense otimista que é. Saudações botafoguenses, que alvinegras existem várias.

MaisRecentes

Jair: decisão acertada e corajosa



Continue Lendo

Botafogo copeiro mostra que pode ir longe



Continue Lendo

Separando os homens dos meninos



Continue Lendo