A luta esquenta do meio para frente



O Botafogo conseguiu arrancar o empate do Flamengo quando muitos davam o resultado como decretado a favor do Rubro-Negro. Mais do que muita raça e vontade, o Glorioso mostrou que pode estar começando a ter algumas opções ofensivas que facilitem o trabalho de Ricardo Gomes. Rodrigo Pimpão e Sassá não conseguiram resolver no primeiro tempo. Salgueiro e Neilton entraram e mostraram estrela. O uruguaio, por sinal, surpreendeu pela agilidade com que girou para chutar e empatar a partida. Neilton, creio, foi surpreendido por ter começado no banco de reservas, já que vem jogando bem.

Fora isso, ainda tem o Canales, que está se adaptando e pode dar algum caldo, e o Luis Henrique, identificada cria do clube. Aos poucos, a diretoria foi conseguindo dar opções para que Ricardo Gomes possa trabalhar do meio para frente.

Mas como nem tudo é perfeito, dessa vez foi o setor defensivo que resolveu aprontar. Mesmo com Airton em campo o Glorioso errou muito atrás e se não fosse isso poderia ter vencido o clássico. Mais um ponto a ser trabalhado pela comissão técnica ao longo da semana.



MaisRecentes

Jefferson e Gatito: tem espaço para os dois



Continue Lendo

As lições da vitória no Uruguai



Continue Lendo

Botafogo precisa ser rápido sem Montillo



Continue Lendo