Depois da tempestade…



Nem todos os dias são de glória. O óbvio não aconteceu e, no último domingo, perdemos liderança, invencibilidade, jogadores…

Mas nada disso me abala, ó pá! Por outro lado, num jogo contra um dos times mais fracos do Carioca, Doriva vai poder testar o elenco.

Muita gente boa vai participar da partida de quinta-feira e mostrar serventia pro treinador. No clássico de domingo, provaremos que tudo não passou de uma breve tempestade. E vocês sabem o que vem depois da tempestade. Bonança, gajos! Bonança!

Lembrei do amigo Mauro Juan, com quem muito suco de groselha tomei lá na terra de Dom Pedro. Esse patrício trocou recentemente uma rotina por outra, esperando dias melhores.

Eles virão, Mauro Juan. Para ti e para o nosso Vascão. E bem antes do que você imagina.



  • Jadson

    ESTE BOB É CHEIO DE CONVERSA, NADA JUSTIFICA FICAR 10 JOGOS SEM GANHAR DO FLAMENGO, E MAIS, O NOSSO ÚLTIMO TÍTULO EM CIMA DOS URUBUS FOI EM 1988, TIMECO É O NOSSO VASCO………………

  • Também,não dá para entender como esse técnico analisa os jogadores para escalar o time;digo isto,porque nos jogos desse campeonato carioca em que atuou,o SANTIAGO MONTOYA,foi que fez as jogadas que resultaram nos dois gols do Bernardo e foi dele também o início das jogadas dos gols feitos pelos outros jogadores e no entanto ele esta sacado do time.O Guiñazú é raçudo,luta o tempo todo mas comete faltas demais e às vezes suas faltas acabam por prejudicar o time,mesmo assim é titular absoluto e acho justo devido sua liderança em campo,mas se ele pode ser titular absoluto,porque o MONTOYA que é tão raçudo como ele,faz jogadas decisivas e luta o tempo todo,comete muito menos faltas e quando as comete,são faltas necessárias e fora da área,mas mesmo assim ultimamente nem no banco estão colocando o rapaz;isso so pode ser burrice ou persiguição.

  • Guto

    Chupa BOB !!!!! Chora BOB !!!! kkk

MaisRecentes

Moisés fará a diferença por aqui



Continue Lendo

Faltará apenas melhorar o setor criativo



Continue Lendo

É só trazer os filhos para o Rio, Nenê!



Continue Lendo