Brasileirão sem Juvenal! Viva!



Caros tricolores, tricampeões mundiais, novos tempos no Maior do Mundo! Viva a vida sem o Coronel Juvêncio!

Caro Aidar, se você quiser recolocar o São Paulo no lugar de onde ele nunca poderia ter caído, deixe para trás as ideias retrógradas, centralizadoras e personalistas de seu antecessor. Quando um presidente fica mais conhecido por seu jeito fanfarrão e histriônico é sinal de que as coisas não estão bem!

Sei que você foi eleito com o apoio dos figurões da antiga diretoria. Mas é sua responsabilidade fazer uma renovação no São Paulo. Não me venha com “gênios” como Ataide Gil Guerreiro e Julio Casares, que simplesmente – junto com Juvenal – causaram a perda da Copa no Morumbi e o consequente Isentão para os sem-istádio.

Aidar, inspire-se no seu pai e honre a história do São Paulo. Ouça a voz de quem entende do riscado.

É hora de deixar de lado as picuinhas do Cel. Juvêncio e seu bando de puxa-sacos. É hora de ser profissional, não amador. É hora de rejuvenescer a administração e a condução do maior clube do Brasil.

Sei que politicamente é complicado, mas o certo seria reconduzir Marco Aurélio Cunha a um cargo de responsa no clube. Ninguém fazia o meio-campo entre CT, comissão e diretoria como ele. TODOS os jogadores que por lá passaram falam e confirmam isso.
Sobre o time? Começar atropelando o Botinha – aquele do caso Sandro Hiroshi – é apenas obrigação! Vâmo, São Paulo!



  • Heitor Siqueira Sayeg

    Muitas vezes discordo de suas colunas. Mas esta de hoje está perfeita! Concordo em gênero, número e grau. Especialmente com relação aos dois diretores citados, me parece um erro mantê-los com prestígio na direção do clube.

  • messias

    Assino em baixo o que você escreveu caro irmão PHB. Na minha opinião pelo conjunto da obra,
    Juvenal Juvêncio foi o pior presidente de nossa história. Só tenho dois senões a fazer. Primeiro Pelo sistema implantado já a mais de cinquenta anos no Morumbi, esse sistema de eleições cujo presidente é escolhido pelos conselheiros dos quais dois terços são vitalícios e colocado lá sempre pela situação, jamais teremos eleições livres. Estamos numa ditadura de mais de 50 anos.
    Segundo: Kalil pisou na bola conosco ao fugir da raia. Mesmo que ele perdesse as eleições, deveria votar a reforma do sacrossanto estádio do Morumbi. E tenho dito.

  • Cativeiro de Cur é Rola

    “Seje homi” eu teria vergonha de torcer pra um time em que o mascote é um velho de vestido!

  • Lima

    Tricolor de coração !!

MaisRecentes

Brainstorm* de apelidos para o Mito treinador



Continue Lendo

Não tirem a educação física das escolas!



Continue Lendo

É o Clube da Fé: Vamos São Paulo, carajo!



Continue Lendo