Está faltando criatividade!



Caros tricolores, tricampeões mundiais, estou sem criatividade para escrever essa coluna. Também pudera: meu centroavante não faz gols, meus zagueiros andam com freio de mão puxado, meus volantes não marcam e meu técnico ainda acha que está tudo bem!

Não tenho criatividade para descrever o futebol atual do Gansono. E meu técnico ainda não quer que meus colegas perguntem dele, que custou R$ 24 milhões aos cofres do meu clube. Sério, não tenho criatividade.

Estou tão sem criatividade que vou sugerir uma troca maluca: mandamos o Gansono para os Sem-Istádio e pegamos o Jadson de volta.  Que acham? É muita falta de criatividade, amigos…

Mas as coisas  vão mudar Domingo temos o Peixinho e, de acordo com o discurso do nosso técnico, será um passeio. Afinal, nossos volantes armam o jogo, temos um grande camisa 10 que jogou menos do que ele e três atacantes. Só falta criatividade…



  • Reginaldo

    essa diretoria do SPFC ta de brincadeira e faz tempo, essa troca c/ os marginais não desce, esse elenco é fraco!!!

  • messias

    A verdade caros irmãos são paulinos é que Juvenal Juvêncio, o pior presidente que já tivemos quase acabou com o nosso clube. Felizmente ele sairá em abril de 2014 e espero que nunca mais volte. Gostaria queq entrasse o Dr. Kalil, mas entre quem entrar, pior do que o Traveco JUJU não será. E tenho dito.

  • saulo

    Presidente não joga e não escala. Porque o dr. Muricy não faz o que a torcida está pedindo? Rodrigo Caio (na zaga nem pensar) de volante e Paulo Miranda na zaga. É difícil escalar o time ideal?

  • Não se ganha títulos com atacantes do estilo de Luis Fabiano, Washington, etc. Notem que a passagem de jogadores desse estilo pelo time, normalmente “coincide” com as maiores vergonha que sofremos. O maior erro que se comete no futebol é jogar com um cone fixo na área.

    O São Paulo ganhou seus maiores títulos em 1992, 1993, 2005, 2006, 2007, 2008 porque tinha atacantes como Muller, Amoroso e Dagoberto. Atacantes desse tipo, correm atrás do jogo, armam o time, driblam 2 ou 3 zagueiros, finalizam com técnica sem abaixar a cabeça, possuem velocidade… resumindo: dão uma dinâmica incrível ao time.

    Mas pra nossa desgraça atual, teremos Luis Fabiano e Pato no ataque! Meu Deus, teremos 2 jogadores que ficam parados, não sabem dar passe de 2 metros, não possuem velocidade, não sabem driblar, não sabem armar. Acho incrível como as pessoas consideram esses 2 atacantes como grandes jogadores ou ídolos.

    E o exemplo de jogadores dinâmicos vale para o caso de zagueiros, volantes e meias: Sem velocidade, sem drible, sem criatividade em todos os setores do campo, um time falha miseravelmente. Jogar a responsabilidade de criação só para o meia do time é suicídio!

    Pela lógica, Cañete e Osvaldo deveriam ser titulares absolutos desse time, pois em termos de técnica, são disparados os melhores do elenco. E claro, eles nunca vão conseguir jogar bem num time ruim desses. Um jogador pra jogar bem, necessita de jogadores com qualidade semelhante ao seu lado… isso é outra coisa que ninguém entende.

    Outro erro fatal é sempre tentar focar em “raça”, “vontade” e deixar a técnica(sabedoria) de lado. Pelo jogadores que estão sendo valorizados no atual elenco e pelos jogadores que estão sendo deixados de lado, fatalmente mais uma vez teremos um primeiro semestre vergonhoso.

  • E sabem qual um dos segredos mais profundos pro São Paulo de Telê Santana funcionar?
    NÃO JOGAR COM ATACANTE FIXO! NÃO JOGAR COM O ATACANTE CONE!

    Reparem que aquele time normalmente jogava com Palhinha(meia), Raí(meia) e Muller(segundo-atacante). Para quem não sabe no caso do Muller, segundo-atacante é basicamente um meia disfarçado de atacante. Percebam que os 3 homens de frente na verdade eram meias ou tinham características de meia. Essa era uma das razões vitais para aquele time ser uma máquina.

    Nesse caso a criatividade vinha de todos os jogadores de frente e não só do meia.

    INCRIVELMENTE, NINGUÉM ATÉ HOJE CONSEGUE PERCEBER ALGO TÃO SIMPLES…

    E o mais bizarro é que a figura do camisa 9, aquele cara que fica o tempo todo na banheira e faz 1000 gols contra times pequeno é extremamente valorizada no Brasil e no mundo.

    Notem que é sempre assim: Os famosos “cones” fazem toneladas de gols contra timecos na fases mais fáceis dos campeonatos e se tornam artilheiros de um time no ano ou até mesmo os maiores artilheiros da historia de clubes… Mas na hora de jogos decisivos e importantes não possuem um pingo de técnica pra fazer algo relevante.

    E O MAIS BIZARRO: ISSO VAI CONTINUAR SENDO ASSIM.

  • saulo

    O que dizer, então, do Serginho “Chulapa” e o Careca???

    O que está acontecendo, é que o Muricy está decepcionando. Pode escrever, o Santos vai marcar gol com falha do Rodrigo Caio. Ele afastou o Roger Carvalho porque perdeu, na corrida, para o atacante do São Bernardo. Entretanto, quem deveria estar marcando naquela posição, seria um lateral direito, e não, um zagueiro. BURRICY, em clássico, coloque três zagueiros (Antonio Carlos, Paulo Miranda e Roger Carvalho), contra times menores, coloque dois zagueiros (Antonio Carlos e Paulo Miranda).

MaisRecentes

Brainstorm* de apelidos para o Mito treinador



Continue Lendo

Não tirem a educação física das escolas!



Continue Lendo

É o Clube da Fé: Vamos São Paulo, carajo!



Continue Lendo