Temo pelo meu emprego



Santistas da nova e da velha geração, sai do Alçapão preocupado. Nada a ver com nosso Santástico que está em mais uma final do Paulistinha. Tô temendo é pelo meu trampo, brow.

Lekada, eu não tenho mais o que escrever. Todo ano é a mesma coisa, as zoeiras se repetem, as palavras de incentivo também. Daqui a pouco o LANCE! vai começar pegar meus textos e republicar. O que eu vou falar depois de eliminar a alegre fregueia pela quarta vez na semi em cinco anos? E o que dizer da SÉTIMA final seguida? Fica repetitivo, não tem repertório que aguente, rapeize…

Sem falar na rotina que está virando. Todo ano é igual: Réveillon, Carnaval, Páscoa, sapeco na fregusia da Vila Sônia, título paulista… É monótono!

O importante, como diria nosso presida, é preservar a vida selvagem. Nossos amigos da floresta devem estar abalados, né? E cuidado pra não se engasgar com a peixada hein, Aidar!? hahaha

Pra cima da porcada agora, Peixão! Rumo ao título!!!



MaisRecentes

Sai pela porta da frente, GabiShow!



Continue Lendo

Vou contar o fim do filme pra vocês, lekada



Continue Lendo

Era melhor ter ficado no busão



Continue Lendo