O azar é do Paulistinha



Santistas da nova e da velha geração, não deu. O que eu posso falar, lekada? Que o time jogou mal? Não, não jogou. Que o time foi frouxo pra final? Não, não foi, brow. Fiquei bolado ontem, porque o Peixão jogou pra cima e podia ter resolvido a parada sem pênaltis. Mas suave. Só não quero ver PH Bueno, Tião Fiel e Massimo vindo pra cima, não. Chegamos na final, leks, vocês não tiveram essa capacidade. Fim de papo, não precisa ficar lamentando Paulistinha não, rapeize.

Precisa manter a Oswaldia e colocar ela na prática no Brasileirão. E na Copa do Brasil, lógico. Aliás, o jogo contra o Mixto vai ser na quarta-feira, lek, depois de amanhã. Obrigação é classificar com goleada e chegar muito longe.

Repito, nada de ficar lamentando. Desci a serra com a cabeça quente, mas sem saber nem o porque de reclamar. Mas o papo é reto: cabeça baixa foi só ontem à noite. Agora chega. O que fica é a festa dos moleques em campo, partindo pra cima, e a torcida, que ontem foi linda demais, rapeize. Parabéns pra cada um, como eu, que foi no Paca ontem e acreditou do início ao fim no título. Seria só o primeiro de 2014, brow. Azar do Paulistinha, que não teve o Santos da Oswaldia como campeão e vai ficar marcado pra sempre como o campeonato que o Ituano (quem?) ganhou.

Amanhã, todo mundo já esqueceu essa parada. Os rivais, que foram pior que a gente, e o Ituano, que tá na Série D. A gente? Pra cima!



MaisRecentes

Sai pela porta da frente, GabiShow!



Continue Lendo

Vou contar o fim do filme pra vocês, lekada



Continue Lendo

Era melhor ter ficado no busão



Continue Lendo