Renato mostrou que duvidar do Fluminense é sempre um erro



Tricolores do céu da Terra! Hoje venho aqui para falar sobre algo muito especial. O título do Campeonato Carioca de 1995. Parece que foi ontem, mas já se foram 20 anos. Eu ainda era solteiro e passava o rodo na night carioca, principalmente na Zona Sul.

Minha vida era pegar onda, curtir a noitada e ver o Fluzão. E foi naquele ano que tive uma das maiores alegrias da minha vida no Maraca. Ninguém mais acredita. Até que, que sou otimista, duvidava do Fluzão. Aliás, foi a última vez que deixei de acreditar no Tricolor.

Estava com meus amigos na arquibancada e estávamos pensando até em ir embora. Quando olhei para trás, vi o Aílton dar um corte em um molambo qualquer daqueles e a bola tocar na iluminada barriga do craque Renato.

Vou revelar uma coisa a vocês: comecei a escrever sobre futebol depois desse jogo. A partir daquilo, entendi que seria importante começar a mostrar para as pessoas o que representa o Fluminense, que é o maior clube do mundo.

Renato, nunca vou esquecer daquilo. Aliás, vou revelar outra coisa. No Carnaval do ano seguinte, minha fantasia em todos os blocos do Rio foi Renato Gaúcho. Amarrei uma faixa na cabeça, botei a camisa do Fluzão e uma bola embaixo da barriga para provocar e lembrar os molambos de quando acabamos com a raça deles.

Valeu, Renato. Este é o gol que jamais sairá não só da minha cabeça, mas de todos os tricolores. E obrigado por mostrar ao mundo que nunca se deve duvidar do Fluminense.

Saudações tricolores!



MaisRecentes

‘Flu-Europa? Meu projeto é Flu-América!’



Continue Lendo

Me deixa sonhar com o penta!



Continue Lendo

22 anos depois: mesma emoção, mesmo desfecho!



Continue Lendo