O chuta-chuta só precisava de confiança



Tricolores do Céu e da Terra, parece que quando chegou às Laranjeiras, o meu amigo Cristovão Borges trouxe com ele o bom futebol do nosso chuta-chuta. Rafael Sobis estava triste, sem confiança e pensando até em jogar pelos gambás, que têm como torcedor aquele tal de Tião Fiel.

Com a conversa mansa de um bom baiano e a malandragem de um carioca, o nosso novo treinador passou confiança e conseguiu convencer o chuta-chuta a continuar arriscando seus petardos com a camisa tricolor. Em apenas dois jogos com Cristovão, Sobis vem tendo média de um gol por jogo. Se continuar assim, não vai ter adversário que segure.

E nossa artilharia é pesada, tricolores. Já mandei Eleonora se preparar para viajar até Juiz de Fora, que fica pertinho aqui do Rio. Tenho certeza que vamos golear e eliminar o jogo de volta.



MaisRecentes

‘Flu-Europa? Meu projeto é Flu-América!’



Continue Lendo

Me deixa sonhar com o penta!



Continue Lendo

22 anos depois: mesma emoção, mesmo desfecho!



Continue Lendo