Vitral de Almeida: o maior de todos!



Tricolores do Céu (todos nós estaremos lá) e da Terra (infelizmente, não sobrará mais nenhum para nos representar)!

Eu me despeço, sabendo que vou reencontrar todos, com a certeza de que deixamos o Mundo como o maior clube de todos que já existiu. Em títulos, estamos soberanos. Em torcida, a mais bonita e mais apaixonada do Brasil. Em vitórias épicas, o clube mais guerreiro e mais valente que já desfilou sua grandeza nos certames mundiais.

Nessa despedida que faço dos colegas tricolores, um filme passa na minha cabeça. A certeza de nunca ter abandonado o clube nos momentos que mais precisou, como na volta por cima que transformou o Fluminense em um verdadeiro Time de Guerreiros. Relembro dos ídolos que passaram pelas Laranjeiras.

Lamento, profundamente, não ter conquistado a Libertadores neste período. Os rivais comemoram, porque sabem que, se ganhássemos a primeira, viriam tantas outras. Afinal, somos do clube tantas vezes campeão. Nestes 110 anos, o Fluminense me fascinou com a sua disciplina e me dominou. Sábios versos que representam bem essa instituição. Eu tenho amor ao Tricolor!

Eu me despeço sabendo que o Fluminense foi o maior de todos. Que uma verdadeira safra de Guerreiros deslanchou vestindo essas três cores. Não posso contar toda a história desse clube em tão pouco espaço. Só sei que o maior de todos é o Fluminense. Saudações Tricolores!

ÍDOLOS NÃO PODERÃO VOLTAR

Se o mundo acabasse hoje, dois ídolos recentes do Fluminense não conseguiriam cumprir a promessa de retornar ao clube após uma passagem pelo futebol exterior. Afinal, quando saíram das Laranjeiras, o zagueiro Thiago Silva e o apoiador Conca juraram que um dia iriam voltar.

O caso de Conca pode ser até mais inusitado, uma vez que o argentino já demonstrou interesse de voltar até mesmo para a próxima temporada, mas o contrato com o Guangzhou Evergrande até o fim de 2013 acabou adiando o retorno, mesmo com o desejo de ambas as partes.

Thiago Silva, por sua vez, deixa mais para o futuro os planos de voltar para o clube que o fez aparecer para o futebol. O jogador chegou nesta temporada ao PSG, da França, e apesar de jurar o retorno às Laranjeiras, ainda não especificou uma data.

Um fato curioso é que os dois estarão no Brasil no fim do mundo. Ambos estão passando férias no Brasil e vão disputar as famosas peladas de fim de ano no Rio de Janeiro.

PROMESSAS SEQUER SERÃO VISTAS

Seria uma injustiça o mundo acabar sem que as três principais promessas das categorias de base do Fluminense tivessem a chance de despontar no time profissional: o lateral-direito Igor Julião, de 18 anos e os meias Eduardo, 19 anos, e Robert, de apenas 16 anos.

Todos eles são considerados minas de ouro vindas de Xerém. Os dois primeiros devem ganhar chance nos profissionais já na próxima temporada – algo já antecipado pelo técnico Abel Braga – e Robert, o mais novo, tem chance de jogar a Copa São Paulo de Futebol Júnior 2012.

Caso o mundo realmente acabe, alguns garotos terão a sorte de ter integrado o elenco profissional já em 2012. É o caso de Wallace, Fábio Braga, Higor, Marcos Júnior e Matheus Carvalho.

A ÚLTIMA PARTIDA

FICHA TÉCNICA
FLUMINENSE 1 X 2 VASCO

Estádio: Engenhão, Rio de Janeiro (RJ)
Data/Hora: 2/12/2012 – 17h (de Brasília)
Árbitro: Grazianni Maciel Rocha (RJ)
Auxiliares: Lilian da Silva Fernandes Bruno (RJ) e Ediney Guerreiro Mascarenhas (RJ)
Renda/Público: R$ 195.940,00 / 5.470 pagantes
Cartões amarelos: Carleto (FLU) e Abuda, Renato Silva, Auremir, Douglas (VAS)

GOLS: Eder Luis 26’/2ºT (0-1), Eder Luis 35’/2ºT (0-2) e Carleto 40’/2ºT (1-2)

FLUMINENSE: Ricardo Berna, Bruno (Igor Julião 16/2ºT), Digão, Elivélton e Carleto; Valencia, Diguinho, Fábio Braga (Michael, aos 27’/2ºT) e Higor (Biro Biro 33’/2ºT); Marcos Júnior e Samuel. Técnico: Abel Braga.

VASCO: Alessandro, Auremir, Douglas, Renato Silva e Thiago Feltri (Fabrício 10’/2ºT); Abuda, Max, Jhon Cley (Renato Auguso 27’/2ºT) e Marlone (Dakson 20’/2ºT); Eder Luis e Romário. Técnico: Gaúcho.



MaisRecentes

‘Flu-Europa? Meu projeto é Flu-América!’



Continue Lendo

Me deixa sonhar com o penta!



Continue Lendo

22 anos depois: mesma emoção, mesmo desfecho!



Continue Lendo